Artigos Programação

11 sites para aprender como programar de graça

Drago na escrivaninha com computador e livros para aprender como programar

Sempre teve curiosidade sobre como programar, mas nunca chegou a pôr a mão na massa de verdade? Quer aumentar o nível dos seus conhecimentos, mas só encontra cursos caros demais em instituições que, às vezes, nem parecem ser tão confiáveis assim? Ou, talvez, você só quer conhecer mais sobre o tema?

Pois você está no lugar certo. Neste artigo vamos fazer um apanhado geral sobre a arte de programar. Também vamos apresentar um guia com sugestões de sites e plataformas que vão ajudar você a aprender a como programar ou a se especializar no assunto.

E o mais legal de tudo: você verá que poderá aprender, adquirir conhecimento e trocar experiências com outras pessoas interessadas no tema sem gastar dinheiro com isso. Está pronto para começar?

Drago programando e ensinando como programar

O que é programação?

Programar significa uma ação de planejar e dar instrução a alguma coisa para que ela funcione de um jeito específico. Imagine que você seja o gestor de uma empresa com alguns funcionários. Ou um professor de uma turma numa escola.

Numa empresa, não são incomuns situações deste tipo: “fulano, preciso que você faça isso e me entregue os relatórios até tal hora”. Já num ambiente escolar, é comum ver o professor falar com os alunos desta forma: “leiam a página tal e depois completem o exercício”.  

Nos dois casos, ocorreram instruções tanto do gestor da empresa quanto do professor. E ambos esperam que os essas mesmas ordens sejam cumpridas da forma como ela foram planejadas, sem desvios de finalidade ou de objetivo.

Programar é basicamente isso. Só que não se envolvendo diretamente com pessoas, mas com códigos e linguagens de programação que comandam o funcionamento de diversas funções em computadores, dispositivos móveis, softwares, jogos eletrônicos, aplicativos, aparelhos eletrônicos e até mesmo robôs.     

Para quê a programação serve?

A programação é um dos pilares que sustenta e move o mundo da tecnologia. Ela simplesmente está em todos os lugares: na televisão, na geladeira, no ar condicionado, nos aparelhos celulares, nos computadores e aí vaí.  E o papel do programador nisso tudo é criar códigos e usar as linguagens de escrita de programação para que todos esses dispositivos funcionem da maneira como se espera.

O ato de programar serve para ter certeza, por exemplo, de que um computador vai mesmo carregar o seu sistema operacional assim que ele for iniciado. E que não vai agir ou executar uma tarefa diferente para a qual ele não foi programado.

Já pensou numa situação em que o computador começa a reiniciar em sequência. Ou, ainda, a deletar os arquivos sem que o próprio usuário tenha dado o comando ou a ordem para isso acontecer? O estrago e a irritação seriam grandes. Além disso, você provavelmente usa aplicativos no seu cotidiano. Sabe quando alguns deles pedem que os usuários se registrem para poderem concluir uma compra?

A programação está presente aqui como forma de garantir que os dados dos novos clientes registrados sejam armazenados no banco de dados do próprio sistema do aplicativo. E que o usuário não seja erroneamente transportado para uma página com ofertas que ele não quer receber.

O que você pode fazer com programação?

Se você está interessado em como programar ou ampliar seus conhecimentos na área, é possível que também já tenha pensado em que tipos de coisas gostaria de criar e desenvolver usando códigos e linguagens de programação.

Pois saiba que as possibilidades são muitas. Tudo depende do seu interesse com o que você gostaria de trabalhar e se especializar no seu dia a dia. Abaixo estão algumas opções para você se localizar sobre quais tipos de projetos pode fazer como um programador.

Sistemas operacionais

Um sistema operacional é o programa mais importante de um computador. O mais conhecido mundialmente é o Windows, da Microsoft. Sem ele, o computador simplesmente não funciona, pois não consegue carregar as atividades e funções que o usuário quer executar.

Essas atividades nada mais são do que ordens que o usuário dá ao computador para que ele cumpra as instruções recebidas. Elas podem ser, por exemplo, desinstalar um software que você não vê mais utilidade, abrir uma calculadora virtual, criar planilhas de gastos mensais e até mesmo jogar games. 

Como programador, você poderá desenvolver seu próprio sistema operacional, acrescentando funções e recursos únicos pensando na experiência de usabilidade do usuário que você pretende conquistar. Mas não é só isso. Também existem sistemas operacionais com código aberto, livres de propriedades intelectuais. O Linux – e suas principais distribuições – é alguns dos mais famosos e usados no mundo.

Esse tipo de sistema operacional permite que o próprio usuário mexa na linguagem de programação e adapte o sistema do jeito que quiser, aperfeiçoando o serviço e acrescentando novas funções. É permitido, inclusive, comercializar a versão criada por você mesmo.

Criar sites

Não tem escapatória: quem quer se estabelecer na internet precisa ter um site. É por ele que sua empresa, sua loja virtual ou seu blog com conteúdo especializado ganha visibilidade na rede e fica disponível para milhões de usuários visitarem diariamente.

Um site basicamente armazena todas as informações e dados criados por você. E eles são automaticamente disponibilizados para outros internautas assim que você publica conteúdos, coloca produtos à venda ou detalha os serviços realizados pela sua empresa.

Como programador, você poderá criar sites estáticos e dinâmicos usando linguagens para determinar as informações que você vai escrever e guardar no seu site. Também poderá otimizar o modo como as pessoas vão acessar a sua página e começar a interagir com ela.  

E se quiser começar agora você já pode criar o seu próprio site. E de uma forma bem mais leve, sem se preocupar exatamente com programação. A hospedagem de sites da Hostinger disponibiliza o construtor de sites Zyro para você deixar a sua página online hoje mesmo.

Basta acessar o vídeo abaixo e seguir as instruções que aparecem na tela.

Aplicativos

A popularização dos dispositivos móveis fez com que a oferta de aplicativos multiplicasse radicalmente. E lojas como iTunes (sistemas iOS) e Google Play (sistemas Android) são abastecidas diariamente com novidades para os usuários baixarem, testarem e comprarem.

Como programador, você poderá ser o próximo guru dos aplicativos móveis. Basta ser visionário e usar a sua criatividade para desenvolver algo que solucione algum problema comum que as pessoas têm. Ou que facilite o dia a dia delas de alguma forma.

E quanto mais na ferida você tocar, ou mais eficiente for a sua proposta, mais rápido o seu aplicativo será baixado por elas. E, se elas se sentirem satisfeitas e realizadas, é também bem provável que elas compartilhem seu produto com amigos e conhecidos.

E se você tem uma ideia matadora e boas noções de linguagens de programação, já pode iniciar o seu projeto hoje mesmo. Tanto o Google quanto a Apple disponibilizam ferramentas gratuitas e programas de incentivo para você criar e lançar seu primeiro aplicativo.

Games

A indústria dos jogos eletrônicos é uma das que mais cresce no mundo. Para ter uma ideia, todos os anos a arrecadação do setor supera as indústrias fonográfica e da música combinadas. Deu para sacar o potencial que esse mercado tem?

Como programador, você poderá se juntar a uma equipe de produção para desenvolver um game em conjunto com outras pessoas tão apaixonadas por programação quanto você. Já pensou conquistar a vaga dos sonhos na Nintendo, na Valve ou nos estúdios da Sony?

Mas nem precisa ir tão longe assim. No Brasil mesmo você pode trabalhar numa empresa que desenvolve games. Um indicativo para levar em consideração sobre o crescimento do setor no país e se manter motivado, é que o número de desenvolvedores de games aumentou 600% em 8 anos.

Lembra dos aplicativos dos dispositivos móveis do tópico anterior? Saiba que 90% da arrecadação da Google Play vem de jogos disponibilizados na loja virtual. É uma baita oportunidade e um grande incentivo para quem quer ser programador ou se especializar nisso.

E se quiser começar a produzir seu primeiro jogo o quanto antes, saiba que a Unity e a Scirra oferecem testes e recursos gratuitos das suas ferramentas. Elas são mais indicadas para jogos mais leves e desenvolvedores iniciantes, ainda que tenham pacotes mais profissionais. Mas se for você já tem habilidades consolidadas com programação e quer desenvolver um jogo mais pesado, a Unreal Engine 4 é o caminho que você deve seguir.  

Ferramentas para tornar a vida das pessoas mais fácil

Quem é que não gosta de facilidades para lidar com os compromissos e a correria do dia a dia? Um eletrodoméstico que faz algo para você, uma agenda virtual que organiza seus eventos ou um dispositivo eletrônico que grava filmes para você poder assistir mais tarde.

Todas essas são situações em que as pessoas usam ferramentas que de alguma forma otimizam suas rotinas. Como consequência, elas ganham velocidade na execução das suas próprias tarefas, podendo se tornar mais produtivas e alcançar resultados melhores.

Como programador, você também poderá desenvolver uma ideia para ajudá-las a serem mais eficientes. Algumas ferramentas que já fazem isso atualmente – e muito bem, inclusive – são o Trello (planejador de tarefas), o WhatsApp e o Slack (comunicação interna para empresas).

Drago estudando alguns tipos de linguagens sobre como programar

5 linguagens de programação para aprender e dominar  

Programação é uma área que engloba muitas linguagens. E como existem vários campos de atuação, pode ser que você se sinta um pouco perdido em como começar e saber exatamente no que se especializar para abraçar todas as oportunidades do mercado.

Por isso, listamos abaixo as 5 linguagens de programação mais usadas no mundo atualmente. Serve como um termômetro para você se guiar e considerar que, se aprender e dominar ao menos uma delas, terá mais chances de se tornar um programador de grande sucesso.

Python

Criada nos anos 90, a linguagem Python pode ser usada para várias finalidades na programação. Você pode criar aplicações web, jogos eletrônicos, soluções para sistemas operacionais e até desenvolver inteligência artificial para a indústria da robótica.

Alguns diferenciais que fizeram da Python se tornar tão popular nos últimos anos é a sintaxe clara e moderna da sua linguagem, permitindo aos programadores escreverem códigos legíveis, organizados e tenham maior produtividade de trabalho em relação aos outros tipos.

C

A linguagem C foi criada em 1972. Mas isso não quer dizer que ela esteja desatualizada. Muito pelo contrário: ela é constantemente melhorada e continua sendo uma das mais populares e usadas no mundo da programação.

Tudo isso se deve, basicamente, a sua acessibilidade. Trabalhando com a linguagem C, o programador ganha autonomia, portabilidade e simplicidade para criar e desenvolver projetos sem precisar de muitos recursos técnicos e de hardware.

A linguagem C é amplamente usada para programar softwares ou funções que se relacionam diretamente com o hardware de um dispositivo. É possível criar bancos de dados, sistemas operacionais, editores de texto e programas que editam e tratam imagens.

Java

Surgido na década de 90, a linguagem Java continua sendo uma das mais usadas na programação atualmente. E ainda que divida opiniões, sua sintaxe de codificação é parecida com linguagens mais antigas, como a linguagem C.

Um dos destaque da linguagem Java é que ela é multiplataforma. A partir do momento que o desenvolvedor cria e finaliza um código, ele fica disponível para ser usado em outras plataformas, tamanho o nível de portabilidade da sua linguagem.

Dominar a linguagem Java significa que você terá em mãos todo um mercado de dispositivos móveis e aplicativos para explorar. Sobretudo nos aparelhos portáteis embarcados com Android, o sistema operacional mais usado no mundo.

C++

Surgida na década de 80, a linguagem C++ é baseada na linguagem C, só que com melhorias avançadas, voltadas a aplicações e soluções mais complexas no universo da computação. Como especialista em linguagem C++, um programador é capaz de desenvolver jogos eletrônicos, programas dedicados tratamento de imagens, tocadores de áudio, sistemas operacionais e editores de texto.

C#

Criada e lançada pela Microsoft em 2002, a linguagem C# chegou para flexibilizar o desenvolvimento de aplicativos. Mas não aplicativos para dispositivos eletrônicos e móveis, mas para projetos e soluções para a plataforma .NET Framework, também da gigante.

Um dos diferenciais da linguagem C# é que a sua sintaxe de codificação foi baseada nas linguagens Java e C++. Então se você já domina uma destas linguagens, poderá aprender as particularidades da linguagem C# sem grandes dificuldades.

Menção honrosa: PHP

Não podemos deixar de mencionar algo sobre linguagem PHP. Simplesmente porque ela continua sendo uma das mais usadas no mundo. PHP é o acrônimo para Personal Home Page, que mais tarde foi transformado em PHP Hipertext Preprocessor.

A linguagem PHP é usada principalmente para criar sites dinâmicos na internet. Ela é usada em gerenciadores de conteúdo (CMS) que contam com muitos recursos para publicação de textos, fotos, vídeos e links. É o caso das plataformas WordPress, Joomla e Drupal.

Um dos diferenciais da linguagem PHP é que ela tem fácil portabilidade, ou seja, pode usada e em várias plataformas com a criação de um único script de códigos. Ela também é livre de patentes e aberta à comunidade, o que incentiva os programadores a desenvolverem melhorias.

E o HTML?

Você deve estar se perguntando porque esquecemos de colocar o HTML como uma forma de linguagem de programação que você deveria conhecer. Na verdade, nós não esquecemos. É que o HTML não é exatamente considerado uma forma de linguagem de programação. Então como você vai aprender a programar HTML se você não estará exatamente programando com essa linguagem?

Mas o que é HTML?

HTML nada mais é do que a abreviação para HyperText Markup Language que, em tradução literal, significa Linguagem de Marcação de Hipertexto. Sendo assim, o próprio nome da linguagem denuncia que essa linguagem não é voltada à programação, mas para marcação de textos, estruturar dados e informações mostradas numa página da internet.

O termo HTML foi erroneamente associado à programação porque, de fato, o programador usa a tecnologia para desenvolver hipertextos para leitura pelos navegadores na web. Mas ele apenas posiciona e insere as informações lá, não chega exatamente a manipulá-las.  

Por isso, HTML jamais pode ser considerado como uma linguagem de programação como JavaScripit, PHP ou C++. Estas sim são linguagens de programação, pois dão instruções e ordens a sistemas para que eles executem as tarefas especificamente como foram planejadas.

Drago lendo um livro sobre como programar

Como começar a aprender sobre programação?

Agora que você já tem uma base sobre o que é programação, o que pode fazer com ela e até ganhou dicas em quais linguagens deve focar para aprender e dominar, está preparado para começar a sua jornada de sucesso na área.

E uma das formas mais comuns de aprender como programar é por instituições de ensino que oferecem os cursos de Ciências da Computação ou Sistemas de Informação. O primeiro é voltado à lógica de sistemas computacionais. Já o segundo foca em programação para redes de computadores.  

O problema é que nem sempre se sabe da qualidade desses cursos e dos materiais e conteúdos disponibilizados para formar programadores capacitados. E, muitas vezes, o investimento para ter acesso a esses cursos pode ser exorbitante e fazer o estudante aprendiz desistir da ideia.

Mas calma que isso tem solução. Sabia que você pode aprender como programar e estudar praticamente tudo sobre o tema pela internet? E, o melhor, de graça? Chegou a hora de se especializar na área de programação sem gastar nada com isso.

Cursos grátis para você aprender a como programar

Abaixo você encontra uma lista completa com sites e plataformas que disponibilizam cursos e conhecimento gratuitos a usuários interessados em aprender como programar e que querem se tornar especialistas no assunto. Vários desses cursos oferecem certificados de conclusão, para você realmente provar que se dedicou nos estudos e está capacitado para desenvolver programas, aplicativos ou games.

Além disso, vários deles ainda oferecem fóruns para trocas de informações e experiências com outros usuários e estudantes. E um aviso: alguns deles também estão apenas em inglês. Portanto, você precisará de um certo domínio do idioma estrangeiro para aproveitar tudo.

Coursera

A Coursera é uma das maiores plataformas de ensino à distância pela internet no mundo. As aulas são ministradas por professores de universidades conceituadas e por centros de ensino especializados no tema. A oferta de cursos especializados em programação é volumosa. Tem desde cursos mais introdutórios, como o Introdução à Lógica, a até algo mais complexo, como um Bacharelado em Ciência da Computação, administrado pela Universidade de Londres.

Com acontece em diversos cursos disponibilizados na plataforma, alguns materiais e lições em vídeo, além de exercícios para praticar, são gratuitos. Mas o usuário também tem a opção de pagar para ter uma experiência bem mais aprofundada em programação.

UpSkill

O UpSkill é para quem não tem conhecimento ou habilidade alguma no mundo da programação. A plataforma é uma espécie de campo de treinamento que leva o usuário do nível iniciante ao avançado com aulas em vídeo didáticas e acessíveis.

Um dos diferenciais do site é que os conteúdos são passados com uma linguagem em estilo de conversação, se aproximando bastante do cotidiano das pessoas. Algo que torna o aprendizado bem mais leve e de fácil entendimento.

Nas lições, o estudante é guiado por uma série de projetos que abordam temas como JavaScript, Git, Ruby on Rails, HTML e CSS. Mas também tem cursos especializados em E-commerce, e-mails, base de dados e sistemas para serviços de assinaturas.

Code Academy

Para quem quer aprender tudo sobre programação, não tem erro. O Code Academy é uma das plataformas de ensino na área de maior referência e uma das mais utilizadas no mundo. Só tem um detalhe: o portal está todo em inglês.

O Code Academy aborda desde estudos de introdução sobre o que o tema engloba, mostrando projetos para o aluno praticar e atividades para desenvolver. Além de aulas específicas sobre cada uma das principais linguagens de programação, como PHP, JavaScript, Python, SQL e Ruby.

Khan Academy

A Khan Academy é uma das plataformas pioneiras no ensino à distância e gratuito de programação. Essa é uma ótima oportunidade para os iniciantes se engajarem na área e criarem gosto por alguma ramificação que gostariam de tomar na carreira como programador.

O site disponibiliza materiais didáticos e vídeos intuitivos sobre como começar a programar. Existem, inclusive, especializações em jogos eletrônicos e animações. E, para quem se interessar por outros campos de estudo, também tem existem cursos focados em matemática, música e economia.

Code.org

Disponível também em português, o Code.org é uma iniciativa para ensinar programação a crianças. Por conta disso, os conteúdos são bem mais leves e acessíveis. Mas isso não quer dizer que adultos, principalmente os iniciantes na área, também não possam com os cursos disponibilizados.

O legal do Code.org é que ele aproxima o conteúdo das aulas com universos que as crianças se identificam. Assim, é comum encontrar conteúdos que incluem filmes, como Star Wars e Frozen, e jogos eletrônicos, como Minecraft e Flappy Bird.

Free Code Camp

O Free Code Camp é uma gigantesca comunidade especializada em programação com código aberto. A plataforma oferece desafios diários, projetos para desenvolver e, como premiação, certificados que atestam a proficiẽncia e qualidade do programador.

O diferencial do Free Code Camp é que o estudante pode fazer tudo a seu tempo, sem precisar se preocupar em cumprir horários. Tudo é gratuito e o usuário ainda tem acesso a uma ferramenta que encontra outros programadores próximos na sua cidade de residência.

EdX

Plataforma criada pela Universidade de Harvard, o EdX pode ajudar você iniciante em programação a dar os primeiros passos na área. Se esse for seu caso, o curso mais recomendado é o CS50’s Introduction to Computer ScienceAs aulas e o material didático estão todos em inglês. O curso inteiro é gratuito, mas é preciso pagar uma taxa para a emissão do certificado de conclusão. E se quiser aprimorar seus conhecimentos, a plataforma ainda disponibiliza diversos outros cursos especializantes na área.

Codewars

Combinando programação com artes marciais, o Codewars é uma plataforma para quem gosta de desafios e busca refinar suas habilidades praticando e se aperfeiçoando com o tempo. Funciona assim: o usuário recebe desafios diários de programação e, assim que for cumprindo as atividades, vai ganhando experiência, subindo de nível e atingindo novos rankings.

A dificuldade dos desafios é progressiva. E eles se tornam cada vez mais complexos. Mas isso não é um problema. Você sempre pode consultar suas soluções, tirar dúvidas e aprender com outros usuários na comunidade da plataforma. O mais legal é que, de acordo com nível que você alcançar, poderá criar seus próprios desafios e disponibilizá-los para outros usuários do site tentarem resolver. É uma troca de experiẽncias bastante enriquecedora.

W3Schools

Está decidido que quer aprender tudo sobre programação? Então o W3Schools pode ser a opção definitiva para começar a estudar e ficar craque no assunto. O próprio site se auto intitula como o maior site especializado em desenvolvimento web da internet.

A plataforma tem tutoriais, dicas e conteúdos bem completos sobre tudo o que é relacionado ao tema. Tem desde linguagens de programação (PHP, SQL, JavaScript, entre outras), passando por ferramentas de criação de sites e desenvolvimento de peças gráficas complexas.

Todos os materiais e aulas estão em inglês e são gratuitas, sendo que apenas o certificado de proficiência nos assuntos é que são pagos. E você tem liberdade para gerenciar seus horários de estudos da forma como quiser.

Code Avengers

Quer criar aplicativos, jogos eletrônicos ou páginas de internet? Então o Code Avengers é para você. A plataforma oferece cursos focados nas linguagens em cada uma das especialidades que você quer aprender.

Tem desde materiais mais introdutórios e outros para níveis bem mais avançados. Você aprende praticando, constrói seu próprio portfólio e acompanha todo o seu progresso por uma plataforma com uma interface bonita e responsiva. E se você não manja de inglês, não tem problema. O site tem conteúdos em português de Portugal, que ajuda a não perder nenhum detalhe. Está esperando o quê para começar?

SoloLearn

Quer ter mobilidade e praticidade para aprender as principais linguagens de programação do mercado? Então o SoloLearn deve ser a sua parada diária de consultas para estudos e aprendizados.

Além de uma plataforma desktop para você aprender no conforto do seu computador em casa, o SoloLearn disponibiliza cursos completos na tela do seu dispositivo móvel. Basta procurar pelo aplicativo de mesmo nome na Google Play (Android) ou na App Store (iOS).

O legal do SoloLearn é que além de ser gratuito, você pode aprender um total de 12 linguagens diferentes. E sem precisar ter conhecimento prévio para isso. Exceto do inglês, pois não existe opção em portuguẽs no site.

Drago mestre da programação

Conclusão

A programação é uma área de atuação que exige dedicação para aprender como programar e ainda mais empenho para ser dominada. Mas agora que você já sabe como começar e como se tornar um especialista no assunto, está esperando o quê para acessar qualquer uma das sugestões de cursos que listamos e conquistar o seu espaço na internet?

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
R$6
39
/mês*

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!