Otimizar Site Tutoriais WordPress

30 técnicas de SEO fundamentais para alavancar seu site WordPress no Google

30 dias de SEO para Wordpress

Se você quer uma boa posição nos sites de busca, você precisa levar o SEO bem a sério. Por sorte, você já usa WordPress, pois é uma plataforma que ajuda o seu SEO. Por esse motivo o WordPress é escolhido por tantas pessoas.

Ainda assim, há uma série de coisas que você pode fazer para levar o SEO do seu site WordPress para o próximo nível. Para facilitar isso, criamos este guia. Abaixo, você aprenderá 30 das melhores técnicas de seo para melhorar o tráfego do seu site.

1. Instale um plugin para o SEO do WordPress

O WordPress já possui alguns recursos internos de SEO bastante sólidos. Mas você pode levar sua otimização para o próximo nível usando um plugin SEO. O melhor plugin SEO no mercado é o Yoast SEO, na verdade, é o que usamos aqui na Hostinger.

Com este plugin, você pode perfeitamente otimizar cada página e postar os conteúdos com a sua palavra-chave escolhida. Ele também possui análise integrada com base nas atualizações mais recentes do algoritmo. Você pode até gerar um sitemap XML e adicionar uma marcação de esquema ao seu site.

Para configurar o Yoast, navegue até o seu painel do WordPress e selecione Plugins > Adicionar novo. Na barra de pesquisa, digite “Yoast SEO” e clique em “Instalar agora” no plugin que se parece com o abaixo

instalando o plugin Yoast SEO

Por fim, clique em “Ativar” assim que instalar. O plugin está sendo executado em seu site e você pode acessá-lo clicando no ícone SEO no menu à esquerda.

2. Faça uma pesquisa de palavras-chave

Pesquisa de palavras-chave vai fazer ou quebrar sua estratégia de SEO WordPress. Essa pesquisa vai permitir que você:

  • Crie conteúdo que seus visitantes estão procurando.
  • Desenvolva uma melhor compreensão das necessidades do seu mercado.
  • Acompanhe o sucesso de tudo que você escreve.
  • Gere tráfego valioso para o seu site.

Há uma variedade de ferramentas que o ajudarão na pesquisa de palavras-chave. Algumas das principais ferramentas incluem o KWFinder, o SEMRush e até o Google Keyword Planner. Embora várias postagens possam ser escritas somente sobre pesquisa de palavras-chave, os princípios básicos são os seguintes:

  1. Crie uma lista de palavras-chave segmentadas relacionadas ao seu tópico.
  2. Coloque-os em uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave para descobrir palavras-chave que recebam um volume decente de tráfego e tenham uma menor concorrência.
  3. Pesquise concorrentes executando sites semelhantes por meio de ferramentas de pesquisa de palavras-chave para ver quais palavras-chave geram mais tráfego.
  4. Veja quais dessas palavras-chave têm uma concorrência baixa o suficiente para competir.

Quer aprender um pouquinho mais em como fazer uma pesquisa de palavra-chave? Dê uma olhada nos dois artigos abaixo:

Com sua lista de palavras-chave criada, é hora de começar a criar conteúdo e otimizá-lo.

3. Ativar a visibilidade do mecanismo de pesquisa

Há uma opção interna no WordPress que ocultará seu site dos mecanismos de pesquisa.

Você pode achar essa opção útil ao criar seu site, mas isso pode impossibilitar a classificação no Google. Se você estiver empregando algumas das técnicas de SEO dessa lista, mas não estiver melhorando sua classificação, esse pode ser o problema.

Para ver se essa configuração está ativada, vá no seu painel de controle e clique em Configurações > Leitura. Role a tela para baixo e você verá uma seção chamada Visibilidade do mecanismo de pesquisa.

permitindo a visibilidade do mecanismo de pesquisa

Certifique-se de deixar esta caixa desmarcada. Em seguida, clique em “Salvar alterações“.

4. Ajuste a estrutura dos links permanentes

Quando você instala o WordPress pela primeira vez, as páginas e postagens do seu site terão uma estranha estrutura de URL. Essa estrutura padrão não é boa para o seu SEO. A estrutura de URL mais limpa do mecanismo de pesquisa é a configuração de “nome do post”. Ao mudar para essa configuração, você também poderá incluir seu post ou título da página e até mesmo uma palavra-chave em seu URL. Para alterar essa configuração, vá no painel de controle e clique em Configurações > Links permanentes.

Procurando uma alternativa melhor de hospedagem?

Migre seu site para a melhor e mais rápida plataforma de hospedagem com suporte dedicado 24/7.

configurando o link permanente

Na parte “Configurações comuns“, selecione a opção “Nome do post

Se você está fazendo essa alteração depois de fazer muitas postagens no seu site, talvez seja necessário redirecionar os URLs antigos. Você pode fazer isso com um plugin chamado Change Permalink Helper. Basta inserir seus URLs mais antigos e eles encaminharão seus URLs atualizados.

5. Adicione seu site ao Google Search Console

O uso do Google Search Console mostrará o desempenho atual do seu site nos mecanismos de pesquisa e alertará sobre erros nele.

Para adicionar seu site no Google Search Console basta acessar essa página e logar com a sua conta do Google. Depois, basta clicar em “adicionar propriedade” e colocar a URL do seu site.

adicionando o site ao google search

Clique em “Adicionar” e você será levado a uma tela na qual precisará confirmar a propriedade do seu site. Existem vários métodos que você pode usar para verificar seu site, mas o mais fácil é selecionar métodos alternativos e, em seguida, escolher a tag HTML.

copiando o código HTML

Copie o código e vá até o seu painel do WordPress. Para adicionar este código ao nosso cabeçalho, vamos utilizar um plugin chamado Insert Headers and Footers.

instalando o plugin insert headers and footers

Instale e ative o plugin mostrado na figura acima. Em seguida, abra o plugin acessando Configurações > Inserir cabeçalhos e rodapés.

configurando o site através do plugin headers and footers

Agora, cole o código no espaço marcado como “Cabeçalho” e clique em “Salvar“. Por fim, volte na página do Google Search Console e clique no botão Verificar.

6. Integrar o Google Analytics

Outra ferramenta do Google que você vai desejar ter é o Google Analytics. Esta ferramenta mostra o desempenho da sua estratégia de SEO ao analisar detalhadamente o tráfego do seu site.

Para configurar sua conta, navegue até a página inicial do Google Analytics e crie uma conta. Em seguida, você precisa localizar seu código de acompanhamento, que deve estar em Informações de acompanhamento > Código de acompanhamento. Depois, copie o código semelhante ao exemplo abaixo:

rastreando o site usando o google analytics

Dependendo do seu tema, você pode ter uma opção para adicionar diretamente o código de acompanhamento do Google Analytics. Se não for possível, você pode usar o mesmo plugin Insert Headers and Footers que usamos acima.

Abra o plugin, navegue até a seção de cabeçalho e cole seu código de acompanhamento. Pronto, agora você pode visualizar as estatísticas do seu site.

7. Sitemap

Os Sitemaps são usados pelos mecanismos de pesquisa para rastrear melhor seu website. Seu site ainda será rastreado sem um sitemap, mas a criação de um permite que você pegue os dados que deseja que os mecanismos de pesquisa rastreiem.

Você pode garantir que determinadas páginas que não contribuem para suas classificações não sejam rastreadas, além de dar prioridade a suas páginas mais valiosas. Se você estiver usando o plugin do Yoast SEO, poderá criar e enviar um sitemap com facilidade.

Vá para o painel de controle e clique em SEO > Geral > Recursos. Em seguida, role para baixo e ative “XML Sitemaps“.

ativando o s XML sitemap

Clique no link que diz “Veja o sitemap XML” e isso abrirá o sitemap para garantir que ele seja realmente criado.

Agora, vamos enviar esse sitemap para o Google. Vá para o painel do Google Search Console e clique em “Sitemaps“.

adicionando o site para o sitemap rastrear

No canto direito, você verá uma opção para adicionar ou testar o Sitemap. Clique nesta opção, insira o URL do sitemap e clique em “Enviar“. Agora, o Google vai rastrear seu sitemap regularmente, o que pode ajudar na rápida indexação de postagens.

8. Otimize seu site para dispositivos móveis

O Google acaba de anunciar que eles estão começando a testar seu primeiro índice para dispositivos móveis. Isso significa que eles começarão a usar o desempenho e a funcionalidade de suas páginas para celular para determinar suas classificações. Então, se você não estiver utilizando um tema que prejudica quem acessa o seu site de um dispositivo móvel, esse é o melhor momento para corrigir o problema.

Porém, além de escolher um tema responsivo, você pode conferir o desempenho atual do seu site para dispositivos móveis. Para fazer isso, abra o teste de compatibilidade com o celular do Google e digite a URL do seu site.

conferindo se o seu site é bem otimizado para mobiles

Isso fornecerá uma análise detalhada do desempenho da versão para celular do seu site e oferecerá algumas técnicas de seo sobre como melhorá-lo.

9. Acelere o seu site

A velocidade do site sempre foi importante. Ter um site que demora anos para carregar o conteúdo afetará negativamente seus rankings e a experiência do usuário. A velocidade da página é um fator que o Google leva em conta na hora de ranquear seu site. Felizmente, não é difícil consertar um site de carregamento lento. Os passos abaixo irão ajudá-lo a começar:

Obter um número de linha de base

Primeiro, você precisa ter uma ideia de como o seu site está realmente funcionando. Abra uma ferramenta chamada GTMetrix e execute o seu site através da ferramenta. Isso fornecerá uma análise dos números atuais de desempenho, para que você possa ver o que precisa melhorar.

Atualize sua hospedagem

Às vezes, a configuração incorreta do servidor pode causar lentidão. É por isso que é importante escolher bem qual empresa você quer cuidando da hospedagem do seu site. Para o desempenho do site WordPress, recomendamos o uso de um pacote de hospedagem específico para WordPress personalizado para a configuração do seu site.

Use um plugin de cache

Um plugin de cache irá gerar arquivos HTML estáticos, em vez dos arquivos PHP normalmente necessários para executar o WordPress. Isso minimizará o número de solicitações entre o servidor e o navegador do usuário, o que diminuirá o tempo de carregamento das páginas do seu site.

Alguns dos plugins de cache mais comuns do WordPress incluem W3 Total Cache e WP Super Cache.

Otimize sua mídia

Se você estiver enviando imagens para seu site, elas precisam ser otimizadas adequadamente.

Para otimizar suas imagens, siga os passos abaixo:

  1. Reduza o tamanho do arquivo executando suas imagens através de uma ferramenta como o TinyPNG.
  2. Redimensione suas imagens antes de fazer o upload.
  3. Instale um plugin de otimização de imagem como o WP Smush.

10. Corrigir todos os links quebrados

Ter muitos links quebrados não é bom para seus leitores ou para seus rankings. Além disso, eles tornam mais difícil para os bots do Google rastrearem seu site. A maneira mais fácil de verificar se há links quebrados em seu site é abrir o Google Search Console e clicar em “Erros de rastreamento“.

corrigindo erros no site através do google search console

Em seguida, abra cada erro e ele mostrará onde o link quebrado está. Depois, é só corrigir.

11. Tenha uma palavra-chave Focus para cada postagem

Embora a maneira como otimizamos as palavras-chave tenha mudado, elas ainda desempenham um papel importante no SEO. Sempre que você estiver escrevendo uma postagem em seu site, você deve ter uma palavra-chave de foco para essa postagem específica.

Veja algumas práticas recomendadas ao otimizar uma palavra-chave escolhida:

  • Não inclua a palavra-chave em sua postagem, inclua apenas quando for natural.
  • Inclua sua palavra-chave no primeiro parágrafo do seu texto, se possível.
  • Use sua palavra-chave principal no seu título e nos seus subtítulos.
  • Adicione sua palavra-chave principal ao seu URL e meta descrição.

O Yoast SEO facilita a implementação das técnicas de SEO acima. Sempre que você está escrevendo uma postagem, insira sua palavra-chave principal na ferramenta. Você verá uma análise de como essa postagem é otimizada para a palavra-chave escolhida.

otimizando o SEO da postagem do site

Você receberá dicas de técnicas de SEO para melhorar sua otimização de palavras-chave e aumentar suas chances de classificação nos mecanismos de pesquisa.

12. Criar um conteúdo de alta qualidade

O Google ama conteúdo de qualidade. É só você dar uma olhada nas 10 primeiras posições no ranking deles. Todos os artigos contém dois requerimentos importantíssimos:

  • O conteúdo é geralmente mais longo e possui alta qualidade.
  • O conteúdo satisfaz a intenção de pesquisa.

Conteúdo longo e bem escrito é ótimo. Mas você pode não saber qual é a intenção da pesquisa. No núcleo, a intenção de busca é a intenção por trás da palavra-chave (ou frase).

Quando você cria qualquer tipo de conteúdo, pesquise o que está classificando no momento e tente entender o porquê de ele estar classificado naquela posição. Às vezes, o conteúdo será classificado apenas pela força do domínio. Mas se cada site tiver uma quantidade de autoridade semelhante, o próprio conteúdo será o fator diferenciador.

Para ter uma perspectiva melhor da palavra-chave e do que os pesquisadores estão procurando, faça as seguintes perguntas:

  • O pesquisador está procurando informações ou conteúdo do produto?
  • Eles estão procurando algo em profundidade? Ou uma breve leitura?
  • Por que o ranking das páginas atuais?
  • Qual estilo de conteúdo vai responder melhor à palavra-chave?

Com um melhor entendimento da palavra-chave, das páginas com melhor classificação e do que o usuário deseja, você estará pronto para criar um conteúdo épico.

13. Crie conteúdos longos

Um conteúdo mais longo tende a se classificar melhor nos mecanismos de pesquisa. Estudos recentes do Buzzsumo e Moz descobriram que o conteúdo mais longo recebe mais compartilhamentos e backlinks sociais, o que significa classificações mais altas.

Outro estudo descobriu que a maior parte do conteúdo que está na primeira página do Google tem mais de 2000 palavras. Isso não significa que todas as postagens em seu site precisam atingir esse tamanho de conteúdo, mas deve ser o seu foco.

Mas isso não significa que você deve incluir seu conteúdo em palavras desnecessárias para atingir suas metas de contagem de palavras.

Em vez disso, você deve se concentrar na intenção da palavra-chave. Significado: qual é a razão pela qual o usuário está pesquisando essa palavra-chave? Em seguida, responda ao objetivo dessa palavra-chave da maneira mais completa e útil possível, o que, em alguns casos, pode significar escrever menos palavras.

14. Crie conteúdos atualizados

O conteúdo que você atualiza pode ser uma poderosa arma de tráfego. Esse estilo de conteúdo sempre será relevante, pois não depende de informações oportunas. Pense em um post como “O guia definitivo para o SEO no local” e em algo como “O que você precisa saber sobre a Atualização mais recente do Google

O primeiro será relevante por um longo tempo, enquanto o segundo dependerá de uma informação baseada em tempo. Isso não significa que você publique seu conteúdo uma vez e esqueça-o para sempre. Mas, em vez disso, você atualiza regularmente o conteúdo para refletir os aspectos mais recentes e relevantes de seu setor ou tópico.

O conteúdo atualizado é valioso, pois não perde sua relevância. Isso significa que você pode compartilhar, promover e selecionar continuamente backlinks para esse conteúdo. Esse estilo de conteúdo normalmente mantém as posições mais altas do ranking por anos.

Mesmo que o conteúdo contínuo leve mais tempo e esforço para criar, os resultados serão recompensados nos próximos anos.

15. Link para fontes de qualidade

Conectar-se a fontes de alta qualidade não prejudicará seu SEO, na verdade, pode realmente ajudar. Quando você vincula fontes autoritativas de alta qualidade, informa ao Google que o conteúdo vinculado é semelhante ao seu. Além disso, aprimora a experiência do usuário, fornecendo aos leitores mais informações sobre o tópico.

Não deixe seu site se tornar um beco sem saída na internet, compartilhar o link é bom. Pratique regularmente links para fontes úteis, pois isso ajudará a melhorar sua credibilidade e confiabilidade. Ao vincular-se a outras pessoas, você também tem uma razão para entrar em contato e iniciar um diálogo.

Você sabe que vincular é importante, mas também deseja vincular-se da maneira certa. Para evitar o envio de leitores para fora do site, convém ter todos os links externos abertos em uma nova janela. Para fazer isso, siga as etapas abaixo:

Crie um hiperlink

Para criar um hiperlink, destaque algum texto e clique no botão de hiperlink:

inserindo link na postagem

Em seguida, clique no ícone mostrado acima, que exibirá suas opções de link.

Alterar opções de link

Uma caixa de texto aparecerá e, em seguida, selecione a caixa que diz “Abrir link em uma nova guia”.

abrindo o link em nova guia

Agora, sempre que um usuário clicar no link, ele será aberto em uma nova guia, em vez de ser redirecionado para fora do seu site.

16. Interligar os conteúdos

Sempre que tiver a chance, você deve vincular um conteúdo a outro antigo que tenha publicado. Isso pode trazer benefícios como:

  • Tornar mais fácil para os robôs do Google rastrearem seu site e acessarem páginas e postagens mais profundas;
  • Envio de links para outras postagens do blog e páginas que talvez não estejam atraindo links por conta própria;
  • Ajudar o Google a entender o contexto do conteúdo da sua página usando o texto de hiperlink relacionado;
  • Mantendo os visitantes em seu site por mais tempo, visitando mais páginas, reduzindo assim a taxa de rejeição, melhorando o tempo no site.

O WordPress facilita a interligação do seu conteúdo. Sempre que você estiver escrevendo uma postagem, apenas destaque uma parte do texto e clique no botão de hiperlink. Em seguida, selecione o ícone que mostramos no parágrafo da criação do hiperlink, exibindo suas opções de link.

configurando o link do conteúdo

Na janela que vai abrir, você verá uma lista das postagens anteriores que você escreveu. Basta selecionar o conteúdo mais relevante da lista.

configurando os conteúdos da linkagem

17. Otimize sua página e seus títulos de postagem

Sua tag de título é sua tag mais importante. Ela informa ao Google sobre o que é sua página e influenciará o acesso dos leitores ao seu site. Se você não tem certeza qual é a tag de título, é o nome da sua postagem ou página.

Siga as técnicas de SEO abaixo para otimizar sua tag de título:

  • Inclua sua palavra-chave alvo o mais cedo possível no título.
  • Crie uma tag de título entre 60 e 70 caracteres.
  • Crie um título atraente que leve as pessoas a clicarem.

Alterar sua tag de título para algo bem otimizado e clicável é muito fácil. Especialmente se você estiver usando o plugin do Yoast SEO. Para alterar sua tag de título, abra uma das suas postagens e vá até o final. Você verá uma seção chamada “Editor de amostra“.

editor de amostra da postagem

Nessa parte você consegue ajustar seu título de SEO e otimizá-lo para classificação no Google.

18. Otimize suas tags de cabeçalho

Suas tags de cabeçalho dão aos robôs de rastreamento dos sites de busca uma ideia do que o seu conteúdo vai falar. Usar essas tags em todo o seu conteúdo tornará mais legível e bem otimizado para os mecanismos de pesquisa.

Em geral, você deve ter uma tag H1 por post e usar uma hierarquia de H2, H3, H4, etc.

Sua tag H1 também será o título da sua postagem. Por isso, você precisa incluir a palavra-chave ali. Para o restante de suas tags de cabeçalho, use uma variação de sua palavra-chave de segmentação, se possível. Mas só faça isso se fizer sentido, pois o SEO não é tudo, você também precisa pensar na experiência do usuário em ler o texto.

Dentro do editor WordPress, você pode facilmente adicionar tags de cabeçalho através do menu mostrado abaixo:

alterando o cabeçalho do conteúdo

19. Use URLs curtas.

Quando se trata de seus URLs, quanto menor, melhor. Faça o possível para encurtar seus URLs, para que eles não mostrem várias categorias ou diretórios. Tente incluir apenas sua palavra-chave alvo e livre-se de todo o resto.

Um URL longo não penaliza seu ranking.Mas isso pode fazer com que seu link pareça um link de spam e diminuir a CTR. Se você alterou seus links permanentes, isso ajudará você a ter mais controle sobre sua estrutura de URL.

Siga os passos abaixo para criar uma boa URL:

  • Use um URL mais curto sempre que possível e recorte palavras de preenchimento
  • Inclua sua palavra-chave alvo em seu URL
  • Combine sensivelmente seus títulos e URLs
  • Torná-lo legível para seres humanos
  • Evite várias categorias e pastas sempre que possível

Com as técnicas de SEO acima, você pode facilmente editar seus URLs do seu site WordPress. Na tela da página ou pós-criação, basta clicar em editar na seção “Permalink”, logo abaixo do título:

editando o url da postagem

20. Otimize sua meta-descrição

Meta-descrição é aquela pequeno texto que aparece embaixo dos links quando você procura por algum conteúdo no Google.

otimizando a meta descrição da postagem

A sua meta-descrição não é um fator direto de ranqueamento, mas ajudará a melhorar a CTR do mecanismo de pesquisa. Uma meta-descrição bem escrita e atraente vai chamar o pesquisador a clicar em sua postagem, em vez dos outros resultados da pesquisa.

Os dados são baseados em correlação, mas se você tiver uma CTR alta, o Google considerará sua página mais relevante, o que pode melhorar sua classificação.

Para otimizar sua meta descrição, implemente as técnicas de SEO abaixo:

  • Inclua sua palavra-chave principal em sua descrição. O Google vai destacar essa palavra-chave em negrito, para que sua listagem se destaque ainda mais.
  • Pense na sua meta descrição como cópia uma de um anúncio. Você está persuadindo o leitor a clicar na sua listagem sobre outras pessoas na página.

21. Incluir “schema markup”

Você provavelmente já ouviu a frase “schema markup” (ou esquema de marcação) antes e até mesmo a viu em ação. É um código adicional que ajuda os mecanismos de pesquisa a fornecer dados para seus usuários. Ao implementar essa marcação, você pode tornar suas listagens de mecanismos de busca mais atraentes. Isso pode levar a uma CTR aprimorada e a mais tráfego para seu website.

Seu tema WordPress pode já ter uma marcação de esquema instalada. Para ver se seu site já tem uma marcação de esquema, execute-o por meio dessa ferramenta. Se você não tiver marcação de esquema instalada, poderá usar o plugin Schema. É fácil de configurar e adiciona automaticamente a marcação de esquema ao seu site.

22. Otimizar para o Google SERP

Você provavelmente já viu as caixas que aparecem na parte superior dos resultados de pesquisa do Google. Se não, eles se parecem com isso:

posição zero do google

Essa é a posição zero, para que você receba mais tráfego e cliques. Mas se você já está classificado na primeira página, a obtenção dessa posição fornecerá duas listagens nos resultados.

Não há uma maneira comprovada e verdadeira de conseguir o primeiro lugar, mas as seguintes otimizações aumentarão a probabilidade de você conseguir:

  • Adicionar marcação de esquema ao seu site
  • Responda a pergunta implícita na palavra-chave no início de sua postagem
  • Formate sua resposta na forma de uma lista ordenada ou não ordenada

23. Otimizar imagens para mecanismos de pesquisa

Usar imagens em todo o seu conteúdo criará uma experiência de leitura de maior qualidade. Isso ajudará a manter seus usuários envolvidos com seu site, o que proporcionará indicadores positivos de desempenho do site. Mas além de adicionar imagens, você pode otimizá-las para melhorar seu SEO também.

Existem três componentes de otimização de imagem adequada:

O texto do título da imagem

O texto do título da imagem não é rastreado pelos mecanismos de pesquisa, mas pode ser um fator na sua experiência do usuário. Quando um usuário passar por cima da sua imagem, aparecerá um pop-up com o texto do título da imagem. Para alterar o texto do título da imagem, navegue até o editor de postagem no qual você colocou uma imagem. Passe o mouse sobre a imagem e clique no ícone de lápis, que exibirá a opção “Editar“.

editando os textos da imagem

Em “Opções avançadas“, você pode inserir o título da imagem.

alterando o título da imagem do conteúdo

O “Alt text”

O alt text, ou texto alternativo, da sua imagem fornecerá um indicador para o Google sobre o que é sua página. Na primeira imagem da sua postagem, você deve alterar o texto para a palavra-chave de foco da postagem. Para outras imagens, use palavras-chave que sejam variações de sua palavra-chave de destino ou descreva a imagem.

Para alterar o texto alternativo de sua imagem, navegue até seu editor visual e passe o cursor sobre uma imagem que você inseriu. Mais uma vez, clique no ícone de lápis que abrirá a opção “Editar“. A caixa pop-up exibirá os detalhes da sua imagem. Procure um campo chamado “Alt-text” e insira sua palavra-chave de foco ou palavra-chave relacionada.

alterando o texto alternativo da imagem

O nome do arquivo

O nome do arquivo da imagem pode ajudar a classificação da sua imagem na pesquisa de imagens do Google, o que pode trazer tráfego adicional ao seu site.

A maioria dos nomes de arquivos de imagem padrão é longa e confusa, além de não se relacionarem com o tópico da postagem. Antes de enviar uma imagem para o WordPress, considere o objetivo da imagem e a frase-chave que você está segmentando. Em seguida, inclua essa palavra-chave e outras frases descritivas no nome de arquivo da sua imagem.

Além disso, se você estiver usando várias palavras em seu nome de arquivo, verifique se está usando um hífen entre elas, pois o Google lerá esses hífens como um espaço.

24. Deixar os links em “No-Follow”

Muitos sites usam links afiliados para gerar receita. Esses links são usados ​​para rastrear comissões quando você recomenda um produto, serviço ou curso.

Mas usar muitos desses links é desaprovado pelo Google. Se você estiver usando links afiliados, poderá disfarçá-los e garantir que eles não sejam seguidos usando um plug-in chamado Pretty Links.

O Pretty Links é um plugin muito útil que pode ajudar você a fornecer um URL exclusivo, no-follow, a todos os links que estiver usando. Como benefício, essa ferramenta também têm rastreamento, para que você possa ver quantas pessoas estão clicando nos links. Para instalar este plugin, navegue até Plugins > Adicionar novo e procure por “Pretty Links”.

instalando o plugin pretty links

Instale e ative o plugin e navegue até Pretty Link > Opções na barra lateral esquerda. Para garantir que todos os seus links sejam “No-Follow”, verifique a opção “Adicionar nofollow ao link” na configuração “Padrões de links“.

configurando o plugin pretty links

Você pode criar um novo link selecionando a opção “Adicionar novo link“, inserir seu URL e criar um personalizado.

25. Adicione HTTPS ao seu site

O HTTPS é oficialmente um fator de classificação, portanto, os sites que fizerem a atualização terão uma vantagem no ranking. Ele permite que seu navegador faça uma conexão segura com qualquer website ao qual você esteja conectado e criptografe todos os dados enviados entre os dois.

Para mudar o seu site WordPress para HTTPS, siga os passos abaixo:

  • Certifique-se de que sua hospedagem de sites atual suporta HTTPS e SSL.
  • Compre um certificado SSL ou obtenha um através do comando Let’s Encrypt.
  • Instale o certificado SSL no seu host.
  • Verifique se o SSL está funcionando.
  • Redirecione todo o seu tráfego HTTP e links para HTTPS.

26. Construa backlinks de alta qualidade

Backlinks ainda são um dos principais fatores de ranking. Quanto mais links de alta qualidade seu site tiver, melhores serão suas chances de classificação. De acordo com uma pesquisa feita por Matthew Barby, se uma página tiver um número maior de backlinks, a classificação será mais alta nos resultados da pesquisa.

Agora, este não é um post sobre a criação de backlinks, então seria impossível abordar todas as estratégias em detalhes aqui. No entanto, aqui estão alguns métodos que podem ajudar você a gerar backlinks de qualidade para seu site:

  • Crie conteúdos excelentes.
  • Procure por backlinks quebrados.
  • Crie conteúdos que vão promover o seu produto.
  • Escreva conteúdo para outros sites.
  • Faça o link building.

Se você estiver interessado em explorar ainda mais o desenvolvimento de backlinks, confira os recursos abaixo:

27. Faça uma auditoria de SEO

Se você não tiver certeza de que seu site foi otimizado corretamente, poderá realizar uma auditoria de SEO. Mas em vez de passar por todas as etapas, você pode executar o site por meio de uma ferramenta de auditoria de SEO. Essas ferramentas executarão seu site por meio de uma série de verificações, e você receberá um relatório informando o que está fazendo certo e as coisas que pode melhorar.

O SEOSiteCheckup é uma ferramenta gratuita que analisará mais de 50 fatores diferentes de classificação no site e vai permitir que você saiba o desempenho do seu site. Você também pode usar a ferramenta Varvy SEO, que vai checar como o seu site está se alinhando às diretrizes do Google.

28. Monitore seu perfil de backlink

Ao monitorar seu perfil de backlink, você poderá ver se os esforços de SEO externos estão melhorando. Os Backlinks são um dos fatores de classificação mais importantes, por isso é algo que você deseja verificar com frequência.

Ver uma tendência ascendente no número de sites com links para você ao longo do tempo é uma coisa boa. Mas lembre-se de que não é apenas a quantidade de backlinks que importa, mas também a qualidade e a relevância desses links. Quanto mais sites autorizados e relevantes se conectarem a você, melhor.

Existem várias ferramentas diferentes que ajudarão você a monitorar seus backlinks. Um dos mais usados ​​é o Ahrefs. Essa ferramenta fornecerá uma análise detalhada do número de sites com links para você, a qualidade desses sites, o número de domínios referentes e muito mais. É uma ferramenta premium, mas os dados que você ganhará serão inestimáveis.

Se você está procurando uma opção gratuita, a ferramenta SEOProfiler pode ser uma boa opção. Basta criar uma conta e você poderá obter um relatório de backlink detalhado em todo o site e por página.

29. Forçar o Google a rastrear seu site

Normalmente, seu site é rastreado pela frequência em que você publica novos conteúdos. Porém, há uma solução alternativa para que seu conteúdo seja indexado imediatamente pelo Google. Abra o Google Search Console, navegue até Crawl (Rastreamento) e clique em Buscar como o Google. Insira o URL da postagem que você acabou de publicar ou atualizou e clique em “FETCH”.

forçando o google a rastrear seu site

Em seguida, clique em “Solicitar indexação” e seu novo URL será indexado pelo Google. Às vezes isso não acontece instantaneamente, mas será muito mais rápido do que esperar que o Google rastreie seu site.

30. “LongTail Keywords”

Dependendo do seu ramo, a classificação na página superior do Google para as principais palavras-chave pode ser realmente difícil. Muitos deles são conquistados por páginas veteranas com conteúdo que foram trabalhados e aperfeiçoados por um longo tempo. Sem mencionar um grande perfil de backlinks ajudando-os.

Nesses casos, você precisa pensar de maneira diferente e seguir seu caminho segmentando palavras-chave menores, mas altamente específicas. Estes são frequentemente referidos como “longtail keywords” ou palavras-chave de cauda longa. Por exemplo, tente debater o que um visitante em potencial pode procurar antes de comprar um produto. Em seguida, use uma ferramenta como o KWFinder para obter uma estimativa aproximada da dificuldade e do volume de pesquisa. Faça uma lista de opções que possam trazer o maior potencial e publique sua postagem enquanto aplica todas as dicas de SEO do WordPress mencionadas acima. Isso trará um fluxo consistente de tráfego direcionado ao seu site.

Conclusão

Como você pode ver, há muito a considerar ao otimizar seu site para os mecanismos de pesquisa. Espero que o post acima tenha sido útil para dar a você um ótimo lugar para começar a otimizar seu site.

Lembre-se que o SEO é um trabalho de longo prazo. Quanto mais esforço você colocar em SEO, mais resultados você verá, mas normalmente esses resultados só acontecerão depois de um tempo.

Há alguma dica que tenhamos perdido? Você já viu algum sucesso na implementação de algumas das técnicas de SEO deste post? Por favor, compartilhe nos comentários abaixo.

Deixe um Comentário

Deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
R$6
39
/mês*

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!