CSS JavaScript Wordpress

Como corrigir e eliminar bloqueios de renderização do JavaScript e do CSS no WordPress

javascript css wordpress hostinger

Introdução

A velocidade de um site é um dos fatores mais importantes de atração e retenção de visitantes. Se todos os outros fatores estiverem iguais, um site mais rápido é muito mais propenso a atrair usuários. Isso porque os motores de busca levam em consideração a velocidade do site ao classificar os resultados. Então, se você quiser deixar seus competidores comendo poeira no SEO, faça da velocidade do site uma prioridade.

É claro que avaliar a velocidade do seu site pode ser um problema. Há uma série de variáveis ​​que podem afetar sua metodologia de teste – velocidade de conexão à internet, localização geográfica, etc. Aqui é onde o PageSpeed ​​Insights do Google aparece. É um serviço gratuito oferecido pelo Google, que atribui uma pontuação aos sites com base em suas velocidades de carregamento. De forma ideal, pra você que deseja marcar o máximo possível no PageSpeed. Se você já usou a ferramenta on-line, você pode ter contado com o infame Elimine JavaScript e CSS de bloqueio de renderização, na sugestão de conteúdo acima da dobra para o seu site.

1. O que eliminar no render-blocking do JavaScript e do CSS acima da dobra itens de conteúdo:

Para entender esta sugestão, nós precisamos olhar os critérios do Google de ranqueamento de sites na página Speed Insights. Há dez regras de velocidade definidas pelo Google, e o fracasso em uma delas pode resultar numa redução de pontos.

O Render-blocking JS and CSS content é uma dessas regras. Tipicamente, JS and CSS scripts forçam os navegadores a atrasarem a leitura das páginas em HTML. É claro que esse não é um problema. De fato, é exatamente o que se quer; de forma nenhuma se deseja um conteúdo que não tenha estilo.

Render-blocking JS and CSS, refere-se aqueles scripts que introduzem uma latência no conteúdo mas não são usados como conteúdos. O conteúdo ATF (above-the-fold) refere-se à parte da página da Web que está visível quando a página é carregada; Qualquer parte da página que você tem que rolar para baixo para alcançar, não é ATF. Então, com essa sugestão, o Google está informando que existem scripts JS e CSS nesta página da Web que estão desacelerando desnecessariamente, pois a parte da página que eles afetam nem sequer ainda observável para o usuário.

Neste tutorial do WordPress, usaremos o Google PageSpeed ​​Insights para identificar scripts dos bloqueios de renderização. Então, vamos mostrar como corrigir este problema para o seu site WordPress, usando três métodos diferentes. Além deste guia, você também deve olhar para outras formas de acelerar o seu site WordPress para ter uma ótima experiência de usuário.

2. O que você irá precisar:

Antes de começar este tutorial, você precisará acessar à área de administração do WordPress.

Elimine o JavaScript e o CSS de bloqueio de renderização no erro de conteúdo acima da dobra.

O JS e o CSS são cruciais para qualquer site moderno, e não apenas para funcionar em um nível mais alto, mas também para fazer procuras a parte. No entanto, há algo estranho no desempenho. Embora existam algumas medidas que você poderia tomar para tornar seu site mais rápido, como adiar a análise de JavaScript, às vezes isso pode não ser suficiente. Estamos, é claro, falando sobre o JavaScript e o CSS de bloqueio de renderização. Para cuidar dessa questão, primeiro devemos garantir que ela ainda existe. Depois de termos confirmado os scripts de bloqueio de renderização em nosso site, podemos seguir em frente a possíveis correções.

Etapa 1 – Usando o Google PageSpeed ​​Insights para encontrar JS e CSS de bloqueio de renderização

O primeiro passo para corrigir o bloqueio de renderização testa a velocidade do seu site usando o Google PageSpeed ​​Insights. Basta visitar a página, e no campo de entrada, cole a URL do seu site. Clique em Analisar para obter um relatório do seu site. A maioria dos sites marca entre 50-70; isso deve servir de referência para sua pontuação. Além da pontuação, o Google também apresenta sugestões para melhorar o desempenho do seu site.

eliminar-renderizacao-do-bloqueio-javascript-wordpress

Para mostrar como corrigir o erro de bloqueio de renderização, usaremos um site real. Na captura de tela acima, você pode ver que atualmente há alguns recursos de bloqueio de JS e CSS.

Depois de testar o seu site com a ferramenta PageSpeed ​​Insights, você também encontra a sugestão: elimine o JavaScript e o CSS de bloqueio de renderização no conteúdo acima, então você deve continuar a ler este tutorial do WordPress. Mantenha esta guia aberta no seu navegador da Web, pois você pode precisar para corrigir essa questão.

É preciso ter uma coisa importante em mente – seu objetivo aqui não deve ser marcar 100 pontos no PageSpeed ​​Insights. Em vez disso, deve tentar melhorar para obter uma boa pontuação, sem sacrificar a experiência do usuário. Se houver scripts no seu site WordPress essencial, você não deve removê-los apenas para obter uma pontuação um pouco maior no PageSpeed ​​Insights. As regras em que o Google classifica seus sites são meramente diretrizes, e devem ser tomadas como tal.

Etapa 2 – Corrigindo o bloqueio de renderização no JavaScript and no CSS

Opção 1 – Utilizando o W3 Total Cache

Agora que você está ciente do código de bloqueio de renderização em seu site, você tem algumas opções sobre como corrigi-lo. Recomendamos baixar um plugin que facilite a sua vida para cuidar desse problema. Um dos nossos favoritos é o plugin W3 Total Cache. Instale e ative-o. Depois de configurá-lo, siga estas etapas:

  1. Vá para Desempenho -> Configurações gerais. Encontre o cabeçalho Minify na página.
  2. Você verá algumas opções abaixo deste título. O primeiro é intitulado Minify; Verifique a caixa Ativar na frente dela.
  3. Na opção de modo Minify, escolha Manual e, em seguida, clique em Salvar todas as configurações do botão.minify
  4. Neste ponto, você deve buscar todos os scripts JS e CSS que causam o bloqueio de renderização. Você encontrará esses scripts através do Google PageSpeed ​​Insights. Se você mantiver a guia PageSpeed ​​aberta como sugerido na Etapa 1, você encontrará o modo de corrigir o texto ao clicar sob a sugestão de bloqueio de renderização. Isso listará todos os scripts e folhas de estilo que causam o bloqueio de renderização.
  5. Volte para o WordPress. Navegue para Desempenho -> Minify . Você precisará minimizar os arquivos JS e CSS separadamente.
  6. Primeiro, vamos cuidar do JS. Na página, encontre o título JS, você verá a seção Operações. Lá, escolha Não bloquear usando DEFER como o tipo de incorporação para a tag <head> antes.configuracoes-cache-minicraft hostinger
  7. Em seguida, abaixo do gerenciamento de arquivos JS do sub-título, escolha o seu tema ativo e clique no botão Adicionar Script. Agora, basta copiar os URLs dos scripts JS da guia PageSpeed ​​e colá-los aqui, um por um. Isso completa a correção para arquivos JS.adicionar recursos
  8. Passando para CSS. Desloque mais para baixo na mesma página para encontrar a seção CSS. Sob o subtítulo de gerenciamento de arquivos CSS, escolha seu tema ativo e clique em Adicionar uma folha de estilos. Semelhante aos scripts JS, copie e cole folhas de estilo CSS da PageSpeed ​​Insights para esta seção.gerenciamento css file
  9. Finalmente, clique no botão Salvar configurações e limpe o cache .

Agora você deve voltar para o Google PageSpeed ​​Insights para verificar se o bloqueio de renderização foi corrigido. A partir da tela abaixo, você pode ver os ajustes das configurações de cache total do W3 fixo, do bloqueio de renderização do JavaScript e CSS, acima, e o erro de conteúdo para o site de teste.

eliminar a renderizaçãoSe você quiser ter mais controle sobre o conteúdo, confira como fazer a otimização. Este plugin foi projetado especificamente para conteúdo ATF e funciona com outros plugins populares como W3 Total Cache e Autoptimize.

Opção 2 – Usando o Autoptimize

Um método comparativamente mais fácil de resolver o problema de bloqueio de renderização é através de outro plugin chamado Autoptimize. Baixe e instale o plugin, o que não deve demorar muito. Depois de terminar a instalação, vá para a área Configurações -> Autoptimize do WordPress. Aqui, basta verificar as caixas intituladas Otimizar o código JavaScript e Otimizar o código CSS. Pressione Salvar alterações e o botão esvaziar o cache.

configurações de automação

Na maioria dos casos isto já é suficiente para corrigir as renderizações (depende do seu tema e da ativação dos plugins).

Para descobrir se você não é uma dessas pessoas, rode o seu site por meio do PageSpeed Insights.

google pagespeed após a automaçãoComo você pode ver a partir da captura de tela acima, o Autoptimize fará um bloqueio de recursos do JS e um bloqueio de recursos do CSS.

Se aprofundar ainda mais a otimização, volte para Configurações -> Autoptimize. Clique no botão Mostrar configurações avançadas. A partir disso, verifique as opções. Em seguida, agregue JS em linha e adicione CSS em linha. Conclua clicando em Salvar alterações e esvazie o Cache. Para ver se isso funcionou, visite novamente PageSpeed ​​Insights.

Opção 3 – Usando o Speed ​​Booster Pack

Outro plugin popular que você pode achar útil para corrigir o bloqueio de renderização para o seu site WordPress é o Speed ​​Booster Pack. Baixe e ative o plugin . Você encontrará suas opções na seção Configurações -> Pacote de aceleração na área de administração do WordPress.

Para scripts JS, você deve habilitar Mover scripts para o rodapé e Adiar a análise de arquivos JavaScript.

Configuraçõs de impulsionamento de pagespeed

Para o bloqueio de renderização CSS, vá para o “Precisa de mais velocidade?” Aqui, você encontrará configurações adicionais relativas à: otimização CSS; Minify CSS; mover estilos CSS em linha para o rodapé e carregar CSS de forma assíncrona.

pagespeed boosterVocê pode experimentar essas otimizações para encontrar um meio termo, e permite que todos carreguem seu site mais rápido, mas também podem apresentar o Flash indesejado de artefatos de conteúdo não destrutivos (FOUC). Isso acontece quando o navegador carrega a página da Web sem aguardar a carga da folha de estilos, causando um flash momentâneo de qualquer estilo da página. Para garantir que o bloqueio de renderização não seja mais um problema, verifique novamente o Google PageSpeed ​​Insights.

Conclusão

O bloqueio de renderização pode ser prejudicial para a velocidade e o desempenho do seu site WordPress. Neste tutorial sobre o WordPress, aprendemos a corrigir e eliminar o bloqueio de renderização no conteúdo do JavaScript e do CSS. Embora seu site ainda contenha alguns scripts e folhas de estilo necessárias para bloqueio de renderização, esperamos que este tutorial o tenha ajudado a abordar pelo menos parte do problema.

Se qualquer uma das correções acima quebrou a funcionalidade do seu site de alguma maneira, certifique-se de seguir o código de bloqueio de renderização. Lembre-se, a partir de agora a velocidade do seu site só vai melhorar. Você não deve comprometer a funcionalidade básica. Então, se ainda houver algum código de bloqueio de renderização pendurado em seu site, não se preocupe com isso.

Achou este conteúdo útil? Nós temos muito mais Tutoriais para você, clique aqui para ler. E claro, tudo sobre hospedagem de site barata e mais detalhes sobre nossos planos, estão disponíveis em nosso site.

conheca-nossos-planos-hostinger

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
R$ 5
56
/mês

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!