Linux

Guia Básico do Comando Tar Linux

Guia Comando Tar Linux

O Tar é um dos comandos Linux mais utilizados para compactação de arquivos. Existem muitos benefícios em utilizar o Tar, o que o torna tão amado entre os profissionais. Aqui você vai encontrar tudo que precisa saber para começar a usar o Tar Linux.

Tar significa tape archive. Na maioria dos casos em que o processo é realizado com o comando Tar, é gerado um arquivo com extensão .tar. Para maior compactação é utilizado o gzip, gerando um arquivo .tar.gz.

Com o Tar, você pode compactar e descompactar arquivos. Ele possui diversas opções, mas vamos focar nas mais importantes.

Vantagens do Tar:

  • No que se trata de compactação, o Tar possui uma proporção eficiente de 50%.
  • Reduz drasticamente o tamanho de arquivos e diretórios.
  • O tar não altera características dos arquivos e diretórios. As permissões e outros aspectos permanecem intactos durante a compactação.
  • O tar está disponível na grande maioria das versões do Linux.
  • Compactação e descompactação rápidas.
  • Fácil de usar.

Mesmo com todos os benefícios, em que situações devo usar o Tar?

  • Se você está trabalhando em sistemas baseados em Linux e precisa realizar a compactação de arquivos.
  • Para transferir uma grande coleção de arquivos e pastas de um servidor para outro.
  • Para criar um backup do seu site, dados ou outros arquivos.
  • Para reduzir o uso de espaço no seu sistema.
  • Para fazer upload e download de diretórios.

Como Usar o Tar Linux

Vamos aprender quais operações básicas você pode fazer com o comando Tar. Antes de começar, você vai precisar acessar seu servidor via SSH. Criamos um guia para ajudar você com isso!

Criar um Arquivo .tar no Linux

Você pode criar compressões .tar para arquivos e diretórios. Um exemplo de um arquivo deste tipo é:

tar -cvf sampleArchive.tar /home/sampleArchive

Neste caso, o /home/sampleArchive é o diretório que precisa ser compactado, criando o sampleArchive.tar.

O comando usa as opções cvf, que significam:

  • c – cria um novo arquivo .tar.
  • v – mostra uma descrição do progresso de compactação.
  • f – nome do arquivo.

Criar um Arquivo .tar.gz no Linux

Para ter uma melhor compactação, podemos usar .tar.gz. Exemplo:

tar -cvzf sampleArchive.tar.gz /home/sampleArchive

A opção adicional z representa a compressão gzip. Você também pode criar um arquivo .tgz similar ao tar.gz:

tar -cvzf sampleArchive.tgz /home/sampleArchive

Criar um Arquivo .tar.bz2 no Linux

O arquivo .bz2 oferece uma compressão maior quando comparado com o gzip. Porém, ele leva mais tempo no processo de compactação e descompactação. Para criar este tipo de arquivo utilizamos a opção -j, como mostra o exemplo:

tar -cvjf sampleArchive.tar.bz2 /home/sampleArchive

O processo é similar com o .tar.tbz ou .tar.tb2:

tar -cvjf sampleArchive.tar.tbz /home/sampleArchive
tar -cvjf sampleArchive.tar.tb2 /home/sampleArchive

Como Descompactar Arquivos .tar no Linux

O comando Tar também pode ser utilizado na descompactação de arquivos. O comando abaixo é um exemplo de como extrair arquivos no diretório atual:

tar -xvf sampleArchive.tar

Se você deseja realizar a extração para um diretório diferente, pode usar a opção -C:

tar -xvf sampleArchive.tar -C /home/ExtractedFiles/

Um comando similar pode ser usado na descompactação de arquivos .tar.gz:

tar -xvf sampleArchive.tar.gz
tar -xvf sampleArchive.tar.gz -C /home/ExtractedFiles/

.tar.bz2,.tar.tbz ou .tar.tb2 são descompactados de maneira semelhantes. Basta utilizar o comando:

tar -xvf sampleArchive.tar.bz2

Como Listar os Conteúdos de um Arquivo no Linux

Depois que o arquivo tiver sido construído, você pode listar seus conteúdos com o comando:

tar -tvf sampleArchive.tar

Isso irá mostrar a lista completa, juntamente com suas permissões e datas. Da mesma maneira, para arquivos .tar.gz é usado o comando:

tar -tvf sampleArchive.tar.gz

Este mesmo método também funciona para a extensão.tar.bz2:

tar -tvf sampleArchive.tar.bz2

Como Descompactar um Único Arquivo .tar

Com o arquivo compactado criado, é possível extrair um único item dele, como mostra o exemplo abaixo:

tar -xvf sampleArchive.tar example.sh

O example.sh é um único item que será extraído do arquivo sampleArchive.tar. Outra alternativa é usar o comando:

tar --extract --file= sampleArchive.tar example.sh

Para extrair um único item de um arquivo .tar.gz, você pode usar um comando semelhante:

tar -zxvf sampleArchive.tar.gz example.sh

Ou então:

tar --extract --file= sampleArchive.tar.gz example.sh

Para arquivos .tar.bz2:

tar -jxvf sampleArchive.tar.bz2 example.sh

Outra opção é:

tar --extract --file= sampleArchive.tar.bz2 example.sh

Como você pode ver, o comando Tar é bastante versátil em sua sintaxe.

Como Extrair Múltiplos Itens de Arquivos .tar

Caso você queira extrair diversos itens de um arquivo compactado, utilize o formato de comando abaixo:

tar -xvf sampleArchive.tar "file1" "file2"

Para .tar.gz:

tar -zxvf sampleArchive.tar.gz "file1" "file2"

Arquivos com extensão .tar.bz2:

tar -jxvf sampleArchive.tar.bz2 "file1" "file2"

Extrair Diversos Arquivos de um Mesmo Padrão

Para extrair itens que sigam um mesmo padrão, por exemplo, extrair apenas itens .jpg, utilize wildcards. Veja o exemplo abaixo:

tar -xvf sampleArchive.tar --wildcards '*.jpg'

Para .tar.gz você pode usar:

tar -zxvf sampleArchive.tar.gz --wildcards '*.jpg'

Comando para .tar.bz2:

tar -jxvf sampleArchive.tar.bz2 --wildcards '*.jpg'

Como Adicionar Arquivos em um .tar

Além de poder extrair itens de um arquivo .tar, você também pode adicionar novos. Para isso, utilize a opção -r. O Tar Linux permite adicionar arquivos e diretórios.

Abaixo temos um exemplo de como adicionar o arquivo example.jpg ao arquivo compactado sampleArchive.tar.

tar -rvf sampleArchive.tar example.jpg

Também é possível adicionar um diretório. No exemplo abaixo iremos inserir o diretório image_dir dentro de sampleArchive.tar

tar -rvf sampleArchive.tar image_dir

Não é possível adicionar arquivos ou diretórios em arquivos .tar.gz ou .tar.bz2.

Como Verificar um Arquivo .tar

Com o tar você pode verificar um arquivo. Esta é uma das maneiras em que isto é possível:

tar -tvf sampleArchive.tar

Esta função não é permitida em arquivos .tar.gz ou .tar.bz2.

Como Verificar o Tamanho de Arquivos no Linux

Depois de criar um arquivo é possível verificar seu tamanho, que será mostrado em KB (Kilobytes).

Abaixo temos exemplos deste comando em diferentes tipos de arquivos:

tar -czf - sampleArchive.tar | wc -c
tar -czf - sampleArchive.tar.gz | wc -c
tar -czf - sampleArchive.tar.bz2 | wc -c

Resumo

Como você pode ver, o Tar é de fato um poderoso comando que todo amante do Linux precisa conhecer. Você pode explorar ainda mais seu potencial verificando o manual oficial do Tar, basta executar o comando man tar.

Brendon M.

Brendon é tradutor e apaixonado por tecnologia. Antes de se juntar à incrível Equipe de Conteúdo & SEO, fazia parte da da Equipe de Sucesso do Cliente da Hostinger, onde descobriu na área de hospedagem de sites sua paixão. Nas horas vagas divide seu tempo entre a família, séries, games, futebol e o violão.

Deixe um Comentário

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
R$2
29
/mês*