Wordpress

Guia do iniciante para API REST do WordPress

Hostinger - Guia do iniciante para API REST do WordPress

Praticamente todo profissional que já trabalhou com WordPress, já ouviu falar do REST API, graças a sua adição de núcleo no final de 2015. No entanto, na maioria das vezes apenas os desenvolvedores mais experientes aproveitam o tempo para aprender o quão poderoso esse novo recurso pode ser.

O REST API do WordPress contém um wallop em toda instalação de atualização, provendo um API que pode ser integrado em temas, aplicações móveis, e mais. Em outras palavras ele possibilita desenvolvedores separar a interface frontal da gestão de dados. Permitindo qualquer interação com o WordPress. Aprendendo como utilizar essa ferramenta pode lhe abrir portas para incontáveis possibilidades e estendendo seu site WordPress.

Neste artigo nós vamos introduzir você ao projeto REST API, e mostrar o porque é um grande negócio, em seguida, oferecer algumas dicas sobre como usá-lo. Não há tempo a perder, então vamos começar.

Introduzindo o REST API WordPress

Hostinger - Guia do iniciante para API REST do WordPress

O Projeto WordPress Representational State Transfer (REST) API afirma que está fazendo movimentos para se tornar um aplicativo de estrutura de aplicação completa, sua própria existência suporta essa reivindicação, pois acrescenta uma REST API padrão, no núcleo do WordPress.
O projeto foi enviado pela primeira vez ao Github para desenvolvimento em junho de 2013 por Ryan McCue e Rachel Baker. O plugin independente REST API que foi integrado ao núcleo do WordPress em dezembro de 2015, após ter ganho muito suporte público e acabou atraindo mais de 100 colaboradores para trabalhar no refinamento de suas habilidades. Desde a sua estréia no WordPress, o REST API provou ter muitas utilidades, aqui estão apenas algumas maneiras de como aproveitá-lo em seus projetos, inspirados em exemplos do mundo real:

  1. O Event Espresso usá uma REST API para fornecer o acesso do desenvolvedor à sua infra-estrutura, possibilitando o desenvolvimento de aplicativos com base em seus serviços
  2. O simmer permite aos desenvolvedores acessar a API para ampliar sua funcionalidade de receita em aplicativos móveis em pleno direito ou temas personalizados.
  3. JoinIn potencializa seu próprio widget “incorporáveis” usando a REST API, preenchendo-o com dados apropriados, onde quer que seja exibido.

Esta é apenas a ponta do iceberg quando se trata de usos inovadores para REST API. No entanto, vamos agora discutir como funciona a REST API.

Bônus Exclusivo: Lista de Atalhos do Teclado para WordPress

Como REST API do WordPress funciona?

Em suma, a REST API funciona manipulando dados textuais de algum lugar para outro sem acesso direto a um banco de dados ou interface do usuário. Existem muitos tipos de interfaces de Programação de aplicativos (API’s), embora o REST se destaca como um padrão moderno.

REST API’s são distribuídas através das extremidades do HTTP (HyperText Transfer Protocol)
Utilizando javaScript Object Notation (JSON) para formatação, em termos simples, essas tecnologias proveem acesso a API usando um endereço web único para enviar dados que se comportam como Objetos JavaScript.

Se você nunca trabalhou com JavaScript ou notação de objetos antes, seria uma boa ideia começar aprendendo os conceitos Básicos de JSON. Uma vez que você estiver confortável com o conceito de uma REST API, vamos falar mais sobre o grande impacto que terá sobre os desenvolvedores do WordPress.

Por que o REST API  WordPress é importante para os Desenvolvedores?

Hostinger - Guia do iniciante para API REST do WordPressA REST API do WordPress é um conector universal de qualquer instalação do WordPress para qualquer aplicativo especificado em um servidor web ou sistema operacional do usuário. Em última análise, isso significa que o único limite para o que pode ser criado usando o WordPress agora é nossa única e própria imaginação.

Você pode criar qualquer aplicativo, codificar com qualquer plataforma ou idioma, e usar o WordPress para lidar com os dados através da REST API. As implicações disso são enormes, graças ao WordPress e sua comunidade aberta e amigável.

Além disso, uma vez que a REST API é baseada em JavaScript, esse foco crescente na API, marca uma mudança na qual às linguagens de programação são mais importantes para aprender. Você pode achar que o JavaScript do lado do servidor é o novo PHP. isso pode ser visto no novo Software WordPress.com, Calypso, que é executado completamente em JavaScript e na REST API.

Ao padronizar a plataforma com os aplicativos, incluindo o núcleo do WordPress, interagem com os dados do WordPress, o Desenvolvimento do WordPress se tornará mais simples e intuitivo, além disso, será mais fácil integrar com plataformas de terceiros.

No entanto, o período de transição pode ser um pouco difícil e por isso que é importante começar a aprender a usar essa tecnologia agora. É hora de usar os primeiros passos para o uso da REST API em seu próprio trabalho.

5 passos para começar a trabalhar com o WordPress REST API

Conforme abordamos anteriormente, o REST API pode ser usada com qualquer aplicativo ou linguagem de programação que possa chamar uma extremidade do HTTP, o que é a maioria delas. Portanto nós concentramos no uso da linha de comando para executar os pedidos da REST API, porque esse é o método mais simples e tem o menor número possível de erros programáticos para interromper sua aprendizagem.

Para fazer isso, você deseja abrir o programa dá interface de linha de comando (CLI) no seu computador. Terminal  no MacOS e linux e Prompt Comando no windows.  A CLI permite que interaja diretamente com a REST API sem precisar escrever scripts adicionais para solicitar e processar a informação.

Qualquer pedido que você fizer na CLI pode ser roteado para PHP, JavaScript e outros idiomas, mas o método variará para cada um. Dar comandos na CLI é fácil, basta digitar o comando desejado e pressionar ENTER no seu teclado.

Também recomendamos configurar um site demo para testar localmente, em vez de concluir esse tutorial em um site ao vivo. Finalmente. O único requisito é que seu site WordPress esteja sendo executado na versão 4.4 ou superior, quando estiver pronto, vamos começar.

Etapa 1: Familiarize-se com os conceitos-chave dá REST API

Antes de começar, é uma ideia inteligente se familiarizar com todas as partes móveis dá REST API. existem cinco conceitos e termos principais com os quais você deve estar familiarizado. Vamos examiná-los agora:

  • “Vias”/”rotas” e “Extremidades”/”pontos finais”: este é o aspecto mais importante dá REST API para entender. Os roteiros ajudam você a navegar através dos pontos finais que é quando  um método HTTP específico, por exemplo, um conjunto de dados estático ou uma ação, é conectada a uma rota específica. Por exemplo /wp-json/ é uma rota configurada como um ponto final, projetado para nos mostrar rotas disponíveis.
  • SolicitaçõesEsses são feitos quando desencadeado os pontos de extremidade corretos e transmitindo dados.
  • Respostas: Em suma, isso fornece os dados que você solicitou ou retorna um erro para que você saiba que algo errado aconteceu.
  • Esquemas: Essas são as respostas dos modelos, então você sempre sabe exatamente onde procurar os dados certos.
  • Classes de controles: Em termos leigos, eles permitem que você crie suas próprias rotas e Extremidades. Por enquanto você não precisa se preocupar com isso, no entanto eles ficarão mais e mais úteis conforme o tempo.

Depois de entendido esses cinco conceitos, você pode já começar a se aprofundar a própria REST API começando pelos seus EndPoints.

Passo 2: Conheça o EndPoint mais úteis a REST API

O REST API do WordPress oferece um manual de referência carregado com todos os EndPoints que você achará mais eficiente, primeiro você quer saber como construir uma chamada HTTP para o  REST API. A base de cada chamada do REST API do WordPress é a seguinte, substituindo o marcador de posição, yourdomain.com pelo seu próprio:

1http://yourdomain.com/wp-json/

Você pode testar sua conexão executando o comando curl em sua CLI usando seu próprio URL:

1curl -X OPTIONS -i http://yourdomain.com/wp-json/

Você deve ser recebido com uma mensagem HTTP de sucesso. Você pode então pode atualizar e repetir este comando usando vários dos principais pontos finais, dessa vez, simplesmente, usaremos a versão GET de curl.

Para pegar uma lista JSON de suas postagens do WordPress, você pode usar o seguinte:

1curl -X GET -i http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/posts

Alternativamente, tente isso para verificar todas suas páginas existentes do WordPress:

1curl -X GET -i http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/pages

Você pode experimentar com cada um desses EndPoints (e mais) na CLI para rever o tipo de resposta retornada para cada um.

Etapa 3: Aprenda o básico dá autenticação do REST API

Agora é hora de aprender sobre autenticação. Algumas ações e dados dentro dá REST API são públicos, enquanto outros exigem que você seja logado como administrador. No entanto essa é uma REST API, portanto, não há onde entrar, em vez disso você pode autenticar-se ao fazer qualquer chamada que exija acesso administrativo, como visualização de conteúdo não publicado ou atualização de uma publicação.

Comece instalando o plugin WordPress REST API Basic Auth. esse é um simples plugin de desenvolvedor a aprender rapidamente REST API, e não se destina a sites online. No entanto, o processo de instalação é como a de qualquer outro plugin.

Uma vez que o Basic Auth esteja instalado, você poderá autenticar sobre a CLI com sua user Flag. aqui está um exemplo de como aplicar o método de autenticação do usuário Curl para visualizar posts inéditos.

1curl -X GET –user username:password -i http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/posts?status=draft

A autenticação será necessária para qualquer outra coisa além da exibição das informações públicas. Depois de obter o atraso da autenticação básica, você pode explorar as outras opções recomendadas pela documentação da REST API para seu código de produção.

Etapa 4: Selecione seu primeiro post do WordPress com a REST API

Depois de entender como fazer chamadas básicas para REST API utilizando o Curl, tente selecionar uma publicação específica. Primeiro, liste todas suas postagens, como fizemos anteriormente:

1curl -X GET -i http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/posts

Em seguida, encontre a ID de uma publicação que deseja atualizar. Você adicionará essa ID ao final da sua consulta para selecionar apenas essa publicação individual:

1curl -X GET -i http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/posts/<ID>

Você pode usar isso para selecionar uma ID específica para qualquer EndPoint do REST API que você queira visualizar algum post, página ou taxonomia.

Etapa 5: Atualize seu primeiro post WordPress com o REST API

Finalmente, vamos tentar enviar uma atualização para a publicação selecionada. Em vez de usar os comandos OPTION ou GET, dessa vez queremos POSTAR uma alteração. GET é usado para ler dados, enquanto, o POST é usado para enviá-lo.

Vamos nomear o título de sua postagem para outra coisa, enviando um pedido, POST junto com suas credenciais de atualização. Novas alterações serão compartilhadas usando o sinalizador D no final do seu comando. Você passará um objeto JavaScript personalizado configurado a variável de título para um valor personalizado, como Meu Novo Título para um valor personalizado, conforme visto no código de exemplo abaixo:

1curl -X POST –user username:password http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/posts/<ID> -d ‘{“title”:”My New Title”}’

Certifique-se de substituir o nome de usuário, senha, identificação postal e o nome do título pela própria informação. Você pode selecionar novamente a publicação individual para verificar as novas alterações..

1curl -X GET -i http://yourdomain.com/wp-json/wp/v2/posts/<ID>

Parabéns! Você acabou de fazer suas primeiras edições administrativas usando o REST API do WordPress. Claro que este tutorial basico apenas arranha a superfície do que o REST API pode fazer, mas neste momento o cú é o limite.

Conclusão

O REST API do WordPress é uma nova adição poderosa ao núcleo do WordPress, e poucos desenvolvedores começam a arranhar a superfície de suas capacidades. Como consequência ficar a bordo, e aprender a trabalhar com ele, pode ajudar a transformá-lo em algo mais valioso como desenvolvedor e permite que você crie aplicativos usando o WordPress como estrutura.

Para revisar, aqui estão os nossos cinco passos para aprender a interagir com o REST API do WordPress:

  1. Familiarize-se com os conceitos chave do REST API
  2. Conheça os pontos de extremidade do REST API mais úteis
  3. Saiba o básico dá autenticação do  REST API
  4. Selecione sua primeira postagem do wordpress com um  REST API.
  5. Atualize uma postagem do WordPress com o  REST API.

Quais perguntas você tem sobre o REST API do WordPress? Deixe-nos saber na seção de comentários abaixo. Aproveite e consulte nossos planos de hospedagem de sites WordPress 

Hospedagem WordPress Hostinger

Palavras-chave: WordPress, Temas WordPress.

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
R$1
59
/mês

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!