O Que é Black Friday
access_time
hourglass_empty
person_outline

O Que é Black Friday

A Black Friday é um evento de compras que acontece no dia seguinte às Ações de Graças dos Estados Unidos, e marca o início não oficial da temporada de promoções de Natal.

Todos os anos, empresas e varejistas oferecem descontos e ofertas especiais para a Black Friday, com o objetivo de atrair clientes tanto para as suas lojas físicas quanto para as virtuais.

O termo Black Friday se originou nos Estados Unidos, mas o acontecimento rapidamente se tornou um evento global, além de ser a época mais lucrativa do ano para muitas empresas.

Uma Breve História da Black Friday

Ninguém sabe realmente a verdadeira origem da Black Friday, mas existem algumas teorias que tentam explicar como essa tradição se tornou o frenesi de compras pela qual é conhecida hoje.

Uma teoria popular sugere que a frase Black Friday foi usada pela polícia na Filadélfia durante os anos 1950 para descrever o dia após as vendas do feriado de Ação de Graças. Isso porque essa data costuma ter grandes engarrafamentos por causa das multidões nas ruas. O resultado disso era que os policiais precisavam trabalhar dias mais longos durante o fim de semana.

Atualmente, a Black Friday costuma durar mais do que apenas um dia. Muitos negócios de comércio local começam a oferecer preços com desconto no Dia de Ação de Graças ou até alguns dias antes, para atrair visitantes com bastante antecedência.

Alguns varejistas online também tendem a lançar suas campanhas no começo de novembro, criando um evento de Black Friday e múltiplos dias para atrair mais clientes.

Em 2019, o evento trouxe incríveis US$ 142,5 bilhões para sites de varejo, US$ 20 bilhões a mais do que no ano anterior.

A Cyber Monday é um evento de compras online diferente, que também acontece durante a temporada de festas de fim de ano. Ela se passa na semana seguinte à da Black Friday, e geralmente dura apenas 24 horas.

Contudo, a diferença entre Black Friday e Cyber Monday mal existe hoje em dia, já que muitas empresas começam a oferecer descontos durante a Black Friday e terminam logo após a Cyber Monday.

Como a pandemia atual se tornou um desafio significativo para quase todos os tipos de empresa neste ano, o eCommerce vai se tornar um ponto central para os clientes que querem encontrar as melhores promoções de Black Friday. Afinal, grandes redes de varejo como Best Buy e Target estarão fechadas no Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos.

Como se Planejar para as Promoções da Black Friday?

Se você está considerando participar na Black Friday deste ano, nós criamos um curto resumo do que você pode esperar durante essa época frenética. Também vamos falar sobre como as vendas da Black Friday podem ser altamente benéficas para o seu eCommerce.

1. Prepare seu Inventário

Conduzir uma análise de inventário vai ajudar você a decidir quais itens promover na Black Friday e quanto desconto eles devem receber.

Um método que você pode tentar é o de organização de inventário em ABC, onde você classifica seus itens com base no lucro que eles trazem:

  • Itens de Classe A incluem seus produtos mais bem-vendidos, que são responsáveis por cerca de 70% das vendas e 20% de todo o estoque. 
  • Já os de Classe B são aqueles de desempenho mediano, que resultam em cerca de 25% das receitas de ocupam 30% de todo o estoque.
  • Itens de Classe C representam apenas 5% de todas as vendas, mas geralmente ocupam a maior parte do inventário.

Tipicamente, itens A não costumam receber grandes descontos, já que eles são responsáveis por trazer a maior parte das receitas. Portanto, é essencial que você reabasteça seu inventário com frequência e antecipe um potencial crescimento na demanda.

Se você obtém produtos de fornecedores externos, você precisa calcular quando reabastecer o seu estoque e considerar ter um estoque de segurança em mãos para evitar falta daquele procuto e potenciais perdas em vendas.

Por outro lado, você pode reduzir os preços dos produtos B e C de maneira muito mais livre, especialmente se você quiser liberar espaço nas suas prateleiras.

2. Escolha uma Estratégia de Desconto Adequada

Redes de varejo e marcas bastante conhecidas geralmente possuem descontos por todo o site durante a Black Friday. Isso acontece porque elas podem reabastecer o seu estoque em grandes volumes, enquanto possuem a liberdade de vender mais sem o risco de perder muito da sua receita.

Pequenos negócios online dependem de opções de frete grátis, o que é uma oferta atraente para muitos clientes em todo o mundo. Além disso, invista algum tempo na criação de engajamento e de propagandas online tentadoras para oferecer as melhores promoções na sua loja.

Por exemplo, a Apple oferece uma opção de frete grátis no dia seguinte à compra para vários dos seus produtos mais caros, como o MacBook e o iPad. Enquanto isso, dispositivos menores como os EarPods vêm com entrega gratuita em dois dias.

Códigos de cupom exclusivos para membros também são uma prática comum usadas durante o famoso evento de compras, já que elas podem expandir significativamente a sua base de clientes. Afinal, os usuários precisam se cadastrar numa lista de emails para obter esse desconto.

Por exemplo, a thredUP faz isso ao mostrar um formulário email no estilo de pop-up para detalhar o tipo de ofertas adicionais que os seus clientes terão acesso ao se cadastrar.

exemplo de pop-up do thredUP

3. Prepare-se Para o Tráfego mais Pesado

Se você possui uma pequena empresa, espere ver picos de tráfego durante a temporada de compras. Contudo, sem uma preparação cuidadosa, um grande crescimento repentino no tráfego pode acabar prejudicando o seu negócio online, deixando o seu site muito mais lento.

Alguns poucos minutos de downtime pode não parecer muita coisa a princípio, mas isso pode custar uma significativa quantidade de dinheiro para você. Por exemplo, a Amazon perdeu quase US$ 90 milhões durante uma queda do seu site num Prime Day.Uma maneira de se preparar para o pior cenário possível é encontrar uma solução de hospedagem de sites confiável que vai proporcionar a você recursos suficientes para suportar o maior número de visitantes.

relatório em tempo real do Google analytics mostrando milhares de visitantes

4. Otimize a Experiência de Usuários Mobile

Os celulares são responsáveis pela maior parte do tráfego gerado durante a temporada de compras da Black Friday. Contudo, muitos sites não vão conseguir atender a usuários mobile, o que vai levar a mais carrinhos abandonados do que conversões. Você pode usar a ferramenta de testes Mobile-Friendly da Google para checar se o seu site é compatível com dispositivos móveis.

Se você quer melhorar o seu site para dispositivos móveis, aqui estão alguns truques que você pode usar:

  • Use um tema responsivo. Isso vai resultar num site adequado para uso em dispositivos mobile com diferentes tamanhos de tela, como tablets e celulares.
  • Crie botões CTA de alta conversão. Seus botões call-to-action devem usar práticas de design padrão e terem um visual que se diferencie dos outros elementos no design do seu site.
  • Melhore a velocidade da sua página. Velocidades lentas de carregamento de página resultam num aumento da taxa de rejeição. Idealmente, tente mirar em ter menos de quatro segundos de tempo de carregamento para atingir as melhores taxas de conversão. Aqui estão algumas dicas simples que você pode implementar na hora de fazer com que as páginas do seu site carreguem mais rápido, se você estiver usando o WordPress.
ferramenta de testes mobile-friendly da google

5. Melhore o Processo de Checkout

Quase 21% dos compradores dos Estados Unidos abandonam seus carrinhos de compra por causa de processos muito complicados de checkout quando visitam lojas online. Implemente algumas práticas já comprovadas pelo tempo para evitar esse problema:

  • Mostre o preço total antecipadamente. Dar a informação de maneira antecipada vai permitir que os compradores saibam se eles podem ou não fazer a compra antes de prosseguir para o checkout. Lembre-se de mostrar o preço total, que inclui quaisquer taxas ou tarifas de envio.
  • Permita o checkout de visitantes. Nem todos os usuários querem cadastrar uma conta no seu site. Ofereça uma opção de completar rapidamente as transações de ter que dar passos adicionais.
  • Minimize os formulários de informações. Apenas peça as informações necessárias, o nome completo deles, o endereço de email, as informações de pagamento de fatura e o endereço de envio.
  • Ofereça múltiplos métodos de pagamentos. As opções de pagamento mais populares incluem cartões de crédito, carteiras digitais e transferências de bancos. Considere usar o método Compre Agora, Pague Depois, que também está crescendo em popularidade.

Conclusão

Esperamos que agora você tenha um melhor entendimento do que é a Black Friday e do tipo de imapacto que ela tem nos varejistas nos EUA e ao redor do mundo.

A Black Friday é, de longe, a temporada de compras mais ocupada do ano, e por isso é crucial que a sua empresa esteja preparada para esse evento desde cedo. Se você quer mais informação sobre dicas de marketing da Black Friday, confira este artigo aqui.

O Autor

Author

Carlos E. / @carlosfelipe

Carlos Estrella é formado em jornalismo pela UFSC e tem as funções de redator, tradutor e SEO na Hostinger Brasil. Já trabalhou com jornalismo de games e tecnologia e hoje aplica essa experiência escrevendo posts e tutoriais no blog da Hostinger. Suas paixões incluem games, dar rolês com a namorada e amigos e ler artigos aleatórios da Wikipédia de madrugada.

Tutoriais relacionados

Deixe uma resposta

Comentário*

Nome*

Email*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça parte da Hostinger agora!