Hospedagem de sites

Como instalar e usar o Composer

instalar-usar-Composer-hostinger

Uma das muitas questões chatas que os desenvolvedores web enfrentam tem a ver com dependências. Todos nós temos situações em que a integração de novos pacotes de nossos projetos causam mais problemas do que o necessário. Esse problema é especialmente freqüente para desenvolvedores PHP. É comum encontrar programadores constantemente construindo módulos como a persistência de dados a partir do zero. O resultado é um enorme desperdício de recursos em tarefas redundantes – tarefas que de outra forma poderiam ser tratadas por soluções já existentes. Por exemplo o Composer – um gerenciador de dependência elegante e simples para PHP. Alguns de vocês já podem estar familiarizados com gerentes de dependência semelhantes como PIP para Python ou NPM para Node.js. Simplificando, o Composer agilizará todas as dependências do seu projeto em um único local.

Uma característica interessante do Composer e que o separa de outras soluções de gerenciamento de dependência como o PEAR, é a capacidade de resolver dependências em uma base por projeto. O Composer gerencia separadamente dependências para cada um de seus projetos. Isso significa que você não terá bibliotecas em seus projetos que não estão sendo usadas ​​- um bônus em termos de manter o tamanho do projeto em cheque. Dito isto, você pode instalar pacotes em todo o sistema usando o Composer. Isto é feito através de um comando global especial, mas não entraremos nisso neste guia, mas para fins de simplicidade e facilidade.

Neste tutorial, você aprenderá como instalar o Composer e usá-lo em seus futuros projetos PHP. Basta seguir este guia passo a passo, e você está pronto para começar.

O que você precisa?

Antes de começar este guia, você precisará do seguinte:

  • Acesso à interface de linha de comando

Passo 1 – Instalando o Composer

O primeiro passo é o mais fácil da instalação do Composer em seu sistema. Aqui você encontrará os guias de instalação do Composer para Linux e Windows, e até descobrirá como instalá-lo na hospedagem compartilhada da Hostinger. Usuários de Mac não precisam desesperar; Basta abrir seu terminal e seguir a diretriz do Linux. Três maneiras diferentes de instalar o Composer estão listadas abaixo.

Opção 1 – Instalação do Composer no Hospedagem Compartilhada do Hostinger

IMPORTANTE: O Composer já está pré-instalado nos planos premium e empresariais da Hostinger. Se você estiver usando Hosting hospedagem compartilhada, você pode pular esta parte e continuar com Gerando e Entendendo a etapa composer.json.

Você pode instalar e executar o Composer nos planos Premium e Business da Hostinger com facilidade! Usaremos um script para baixar e instalar automaticamente a versão mais recente do Composer:

  1. Em primeiro lugar você precisa se conectar à sua conta de hospedagem via SSH. Você pode encontrar os instrutores sobre como fazer isso aqui.
  2. Agora crie um novo arquivo usando o editor de texto nano e dê o nome composer-installer.sh:
  3. O comando acima irá abrir o editor de texto nano. Cole o script abaixo:

    Esse script irá baixar a versão mais recente do Composer, verificará sua assinatura e prosseguirá com a instalação se a assinatura for válida.
  4. Salve as alterações e saia do editor de texto nano presionando CTRL (CMD para MacOS) + teclas X, Y e ENTER.
  5. Agora execute o script com o seguinte comando:
  6. Se a instalação tiver sido bem-sucedida, você não verá nenhuma saída. Para confirmar se a instalação do Composer foi bem-sucedida, digite:
  7. Você deve ver uma saída semelhante a esta:

Como podemos ver na saída acima, o Composer foi instalado com sucesso!

Opção 2 – Instalação do Composer no Linux / MacOS

A maioria dos desenvolvedores PHP usa seus sistemas operacionais Mac ou Linux para desenvolvimento, tornando esta seção relevante para a maioria dos leitores. O processo é muito semelhante em ambos os sistemas operacionais. Você precisa executar os mesmos comandos no terminal do seu sistema para obter o Composer.

Nota: Por razões de aprendizagem, nesta opção vamos usar comandos separados em vez de script. Parte desses comandos mudará sempre que uma nova versão do Composer for liberada. Assim, certifique-se de verificar esta página antes de prosseguir.

Há duas opções para usuários de Linux / Mac ao instalar o Composer:

Instalação local

Não é a opção mais comum, mas você pode optar por instalar o Composer localmente. Isso significa que o sistema operacional não será capaz de executar o Composer de qualquer lugar; Você terá que especificar o caminho de onde ele está instalado. Para fazer isso, siga estas etapas:

  1. Abra seu terminal ou conecte-se ao seu servidor através de [SSH]] (/ tutoriais / vps / how-to-connect-to-your-vps-using-putty).
  2. Execute os dois comandos a seguir:

    O primeiro comando irá pegar o instalador do Composer como um arquivo PHAR (PHP Archive), enquanto o segundo garante que o instalador está livre de erros ou corrupção. Depois de executar esses comandos, você terá a compilação mais recente do instalador do Composer na sua unidade.
  3. Instale o Composer através do comando:

    Você pode alterar o diretório de instalação e o nome do arquivo através dos parâmetros -install-dir e -filename. Aqui você pode ver que o diretório foi nomeado bin, e o executável é instalado pelo nome composer.
  4. Agora que você instalou o Composer, você pode executá-lo digitando o seguinte comando:

Instalação global

Após a instalação local, recomendamos que o Composer seja acessível globalmente. Isso garantirá que o Composer possa ser executado a partir de qualquer lugar no seu sistema, independentemente do caminho. Fazemos isso adicionando Composer à sua variável PATH.

Para fazer isso, você precisa:

  1. Siga as instruções fornecidas em Instalação local.
  2. Execute o seguinte comando depois:

    Agora você pode iniciar o Composer independente do seu caminho atual no terminal.
  3. Para executar o Composer, execute o comando:

Parabéns! Você instalou com êxito o Composer em seu sistema.

Opção 3 – Instalação do Composer no Windows

Como a maioria das outras instalações do programa, começar com o Composer é muito mais simples em uma máquina Windows. Nenhuma instrução de linha de comando é necessária para fazer o download e instalar o Composer. Basta seguir estes passos:

  1. Faça o download da versão mais recente do Composer aqui.
  2. Uma vez baixado, basta executar o assistente e instalar o Composer. O processo é direto e não deve demorar mais de alguns minutos.
    composer installer wizard windows
  3. Depois de concluir a instalação, abra o prompt de comando. Para abri-lo, pressione CTRL + R, digite cmd e pressione o botão OK.
    windows run
  4. No prompt de comando, digite o seguinte:

Voila! Você instalou o Composer em seu computador com Windows. O instalador automaticamente se encarrega de adicionar Composer a sua variável PATH. Você pode abrir o prompt de comando e executar o Composer a partir de qualquer lugar.

Passo 2 – Geração e compreensão de composer.json

Agora vem a parte interessante – usando Composer pela primeira vez em seu projeto PHP. Para conseguir isso, é necessário gerar um arquivo composer.json para o projeto. Este arquivo pode ser considerado como uma lista de pesquisa para o Composer; Ele só irá baixar os pacotes (dependências) para o seu projeto que são mencionados neste arquivo.

Observe que ele também verifica a compatibilidade de versão dos pacotes com seu projeto. Isto significa que se você estiver usando um pacote mais antigo em seu projeto, o arquivo composer.json o informará para evitar qualquer inconveniente futuro. Você também tem a opção de criar e atualizar o arquivo composer.json. Mas visto que este é um tutorial sobre automatização de tarefas redundantes, pode ser um pouco irônico para você criar o arquivo manualmente.

Vamos demonstrar a utilidade do composer.json criando um projeto de amostra. Nosso projeto é um simples temporizador PHP, para os desenvolvedores que querem descobrir quanto tempo um pedaço de código específico leva para executar. Isso é altamente útil para fins de depuração e otimização. Para fazer isso, siga estas etapas:

  1. Crie um novo diretório para o projeto. Como nosso projeto é um temporizador, vamos nomeá-lo, muito sem imaginação, phptimer. Para isso, abra o terminal e digite o seguinte comando:
  2. Digite o diretório recém-criado através do comando:
  3. Agora você precisa de um pacote ou biblioteca que já tenha implementado um temporizador em PHP. O melhor lugar para encontrar pacotes Composer está no Packagist – O destino oficial dos pacotes criados para o Composer. Aqui você encontrará todos os tipos de bibliotecas para suportar alguns dos seus encargos de desenvolvimento. Para o bem deste tutorial, precisamos de um pacote/biblioteca de timer. Para fazer isso, basta digitar ‘timer’ na barra de pesquisa, assim:                                                                              packagist
  4. Como você pode ver, uma série de temporizadores estão disponíveis para desenvolvedores no site. Cada pacote tem um nome e uma pequena descrição do que ele faz. Na frente de cada pacote é a contagem de download, bem como sua contagem de estrelas GitHub. Vamos com phpunit / php-timer (7th entrada na lista), pois tem a maioria dos downloads e mais estrelas GitHub. Observe que cada pacote está no seguinte formato: fornecedor/pacote [phpunit / php-timer] Isso também é chamado de namespace. O espaço para nome tem de ser exclusivo para cada pacote no Packagist, uma vez que é utilizado para identificar pacotes diferentes.
  5. Depois de decidir qual pacote instalar, basta notificar o Compositor de sua escolha, para que ele possa adicioná-lo ao seu projeto. Para fazer isso, digite o seguinte comando no terminal:

Depois de executar o comando acima, o Composer criará dois novos arquivos (composer.json e composer.lock) no diretório do projeto, além de uma nova pasta chamada fornecedor.

O diretório do fornecedor é onde o Composer armazenará todos os seus pacotes e dependências. Isso é útil para algumas pessoas, se quiser copiar todos os pacotes de um sistema para outro sem ter que baixá-los novamente. Embora aconselhamos contra isso, como mover manualmente os arquivos significa ter que atualizar o arquivo composer.json você mesmo – escusado será dizer, ele poderia ficar confuso. Basta deixar o Composer cuidar das dependências. Ah, e mais uma coisa: aqueles que usam o Git ou qualquer outro Sistema de Controle de Versão (VCS) não devem adicionar a pasta do fornecedor ao seu repo.

Falando em versões de pacotes, você também pode ver que a primeira linha da saída do comando acima indica a versão do phpunit / php-timer baixado pelo Composer. No nosso caso, deve ler-se:

O sinal Caret (^) é definido pelo Composer como a opção para ‘interoperabilidade máxima’. Isso simplesmente significa que sempre que o sinal aparecer na frente de uma versão, o Composer sempre permitirá atualizações a esse pacote a menos que ele quebre o pacote de alguma forma. No nosso caso, o Composer permitirá atualizações para o pacote dentro do intervalo >=1.0.9 <2.0.0, como 2.0.0 irá quebrar para trás a compatibilidade.

Para uma leitura detalhada do controle de versão no Composer, salte para a página de documentação.

Passo 3 – Utilizar o script de carregamento automático

Se você chegou até aqui, o resto é fácil. Suas dependências foram instaladas, e seu projeto é bom para continuar. Bem, quase.

Agora você precisa carregar essas dependências em seu script PHP. Isso teria demorado desnecessariamente se não fosse o arquivo de carregamento automático do Composer. O arquivo está localizado no diretório de fornecedor do seu projeto. Incluir este único arquivo em seu script PHP garante que cada pacote instalado para o projeto é visível para o script.

Para obter autoloading, basta escrever a seguinte linha antes de declarar ou instanciar quaisquer novas variáveis no seu script:

Veja o exemplo de script abaixo para ter uma melhor ideia:

Execute o script. Após a execução, ele deve exibir uma saída semelhante à seguinte:

Passo 4 – Atualizando suas dependências do projeto

Tudo o que resta é para você saber como atualizar seus pacotes quando necessário. Isso pode ser feito de duas maneiras:

  • Atualização universal

Para verificar e instalar atualizações para todos os seus pacotes e dependências de uma vez, digite o seguinte comando no terminal: Atualização do compositor

  • Atualização específica do pacote

Às vezes, você pode querer verificar atualizações relacionadas a pacotes específicos. Não há problema, basta executar seu comando no formato dado abaixo: Fornecedor de atualização do compositor/package vendor2/package2

Lembre-se de substituir o fornecedor / pacote pelo nome do pacote que você deseja atualizar.

Ao executar o comando update, o Composer também atualiza os arquivos composer.json e composer.lock para que correspondam ao estado atual das dependências do projeto.

Conclusão

Os desenvolvedores não devem ter que resolver o gerenciamento de dependências por conta própria ou desenvolver suas próprias soluções para problemas que já foram resolvidos um milhão de vezes antes pelos outros. Eles devem ser capazes de pegar as soluções open-source existentes e incorporá-las em seus projetos com facilidade.

É por isso que o Composer é uma arma tão útil no arsenal de desenvolvimento da web. Você não terá que desperdiçar mais horas preciosas na resolução de dependências. Em vez disso, você conseguirá utilizar esse tempo e energia em outras áreas de seu projeto.

Comece a Economizar Agora!

Hospedagem com tudo incluso e nome de domínio
R$1
59
/mês

Junte-se a centenas de inscritos em todo o mundo

e receba um resumo dos tutoriais mais recentes direto para o seu e-mail

Please wait...

Obrigado por se inscrever!