O Que é Brainstorming e Como Fazer uma Tempestade de Ideias
access_time
hourglass_empty
person_outline

O Que é Brainstorming e Como Fazer uma Tempestade de Ideias

Brainstorming (ou tempestade de ideias) é uma técnica criativa para grupos que serve para tentar encontrar uma solução para um problema específico. Isso é feito ao reunir uma lista de ideias contribuídas pelos membros da equipe de maneira espontânea.

Há uma grande quantidade de técnicas que podem ser usadas para esse processo, e elas são mais ou menos efetivas dependendo do resultado que se busca obter.

Neste artigo, vamos explicar para que serve o brainstorming, quando usar esse recurso e os diferentes modos que você pode realizar esse processo. Além disso, também vamos trazer as melhores ferramentas online de brainstorming.

Para que Serve o Brainstorming

O conceito de tempestade de ideias surgiu em 1967, como invenção do executivo de publicidade estadunidense Alex Faickney Osborn. Foi em seu livro Applied Imagination (Imaginação Aplicada, em tradução livre) que ele usou o termo pela primeira vez.

Desde a sua criação, o brainstorming tem como objetivo a produção de ideias criativas em grupos. Obsorn desenvolveu a técnica porque percebeu que os seus funcionários estavam tendo dificuldades para ter ideias criativas individualmente.

Ele percebeu que, ao trabalhar em grupo, eles eram capazes de entregar muito mais ideias com maior qualidade.

Em suma, o processo de brainstorming vai permitir que você explore toda a capacidade intelectual do seu time. Mas, para isso, você precisa usar essa técnica no momento certo e da maneira certa.

imagem de reunião para tempestade de ideias
(Fonte: Flickr/Luigi Mengato)

Quando Usar o Brainstorming

A técnica de brainstorming deve ser utilizada durante o período de ideação – ou seja, na hora de coletar ideias para o seu projeto. Em geral, recomenda-se entrar nesse processo apenas depois de você ter feito uma análise de possibilidades e uma avaliação das necessidades do público.

A tempestade de ideias pode ser muito útil para quem vai desenvolver um artigo, para equipes que estão reestruturando a sua lógica, para quem busca otimizar as suas ideias ou na hora de aplicar novas ideias. Claro, essas são apenas algumas das opções, mas a lista de situações onde a técnica se aplica é bem mais extensa.

No caso de quem vai escrever um artigo, o brainstorming pode ser de grande utilidade na busca por novas palavras-chave. Já quem está num cargo que envolve gerência pode aplicar a técnica para melhorar o desempenho de determinados setores da sua companhia.

Desde que você tenha identificado o problema e o estudado antes de fazer a tempestade de ideias, esse processo pode ser útil para buscar praticamente qualquer solução.

Como Fazer o Brainstorming

A aplicação pode ser feita tanto em grupos quanto de maneira individual, o que dá uma certa flexibilidade para quem organiza a dinâmica. Também há técnicas específicas para fazer com que a sessão seja mais produtiva, e pode ter certeza que vamos falar sobre elas nessa seção.

Mas antes, vamos explorar qual é a diferença entre o brainstorming individual e a opção coletiva.

imagem de três pessoas conversando com balões de ideias
(Fonte: The Noun Project/Björn Andersson)

Brainstorming Individual

O brainstorming individual pode ser mais efetivo em algumas situações bem específicas. Uma delas é quando você precisa gerar uma lista de ideias com maior agilidade – o que é uma dificuldade em grupo, já que o processo se torna mais lento.

Essa também é uma ótima opção para quem precisa lidar com problemas simples ou com uma questão mais ampla.

Isso tudo acontece porque quando estão em grupos, as pessoas não costumam seguir as regras do brainstorming e maneira rígida. Além disso, as pessoas tendem a prestar mais atenção no que os outros estão falando.

Com isso, elas acabam gerando menos ideias por conta própria ou até esquecem no que tinham pensado enquanto esperam a sua vez de falar. Esse fenômeno é conhecido como “bloqueio”.

A vantagem de fazer o brainstorming por conta própria é que você não precisa se preocupar com os egos ou as opiniões de outras pessoas. Isso acaba lhe garantindo maior liberdade e criatividade.

Recomenda-se que, para tirar o maior proveito do brainstorming, você escolha um lugar confortável para sentar e pensar. Também tente minimizar as distrações e focar apenas no problema que você está enfrentando. Uma boa ideia também seria usar um mapa mental para organizar suas ideias.

Brainstorming em Grupo

Já a atividade em grupo é indicada para quem quer tirar proveito total da experiência e da criatividade dos membros do seu time. Se algum deles estiver empacado em alguma questão, os outros podem se envolver e desenvolver essa ideia.

Só que é importante ter cuidado com a possibilidade de algumas pessoas reagirem mal a ideias mais extravagantes. Mas esse é exatamente o objetivo do brainstorming, e é preciso que quem está no comando do processo garanta que não haverá julgamentos para sugestões que pareçam estranhas à primeira vista.

Se for possível, convide participantes de diferentes áreas de conhecimento. Esse intercâmbio vai permitir que a sessão se torne mais criativa. Apenas tome cuidado para não criar um grupo muito grande, pois o tamanho ideal para o processo de brainstorming gira em torno de cinco a sete pessoas.

post-its colados numa parede

Passo a Passo do Brainstorming

Agora que falamos sobre as opções de brainstorming individual e coletivo, vamos trazer um passo a passo de como fazer o processo de modo mais detalhado.

Defina um Limite de Tempo

Essa parte vai depender da complexidade do problema. Mas o recomendado é que se reserve de 15 minutos a 60 minutos para a reunião. Em geral, tente manter suas sessões em torno de 30 minutos, em média.

Comece com um Briefing para o seu Problema

Os membros do brainstorming devem começar o processo com uma questão ou problema que esteja bem definido. Planeje bem como tudo será feito e mantenha-se dentro do tópico.

Também defina os critérios que vocês devem alcançar para concluir a reunião. O objetivo do processo é gerar o máximo de ideias possíveis.

Evite Julgamentos ou Críticas Destrutivas

Garanta que os participantes não vão reagir de maneira negativa a qualquer ideia, mesmo que seja com linguagem corporal. Deixe bem claro que não há qualquer encorajamento para que as ideias sejam criticadas.

Encoraje Ideias Estranhas e Incomuns

Deixe as possibilidades abertas para qualquer tipo de ideia estranha ou incomum. Proíba frases como “caro demais” e permita que todas as pessoas se expressem da maneira que desejarem.

O gerente da reunião também pode compartilhar as suas ideias, se surgir algo em mente. Mas o seu tempo deve ser mais focado em apoiar o time e guiar a discussão.

Tenha Quantidade como seu Objetivo

Quantidade nem sempre é qualidade, e muitas vezes isso será verdade no brainstorming. Só que a ideia do processo é exatamente ter o máximo de ideias possível para poder escolher as melhores dentro delas.

Por isso, busque ter o máximo de ideias primeiro, para apenas escolher as melhores depois.  O processo também depende da colaboração entre os membros.

Então o ideal é que uma pessoa construa sobre o que a outra falou, alcançando novos insights. Permita que as ideias vão puxando umas às outras, encorajando o uso do “e” ao invés do “mas”.

Use Elementos Visuais

Diagramas e post-its podem ajudar a visualizar as ideias de modos diferentes, garantindo que todo mundo esteja na mesma página. Também é essencial permitir que apenas se fale de um tópico de cada vez, para não misturar as discussões.

Evite que se formem conversas paralelas e demonstre respeito pelas ideias de todos. Ao final de tudo, chega a hora de analisar quais são as melhores sugestões e decidir o que vale ser implementado.

imagem de quebra-cabeça com uma lâmpada de cérebro ao lado
(Fonte: Pixabay/Mohamed Hassan)

Tipos de Brainstorming

Existem diferentes tipos e técnicas de brainstorming que você pode aplicar para chegar no resultado desejado. O que vai funcionar melhor para você e para a sua equipe vai depender do estilo dos seus colegas e do objetivo que vocês querem alcançar.

Técnica Stepladder

Essa opção é pensada para melhorar a taxa de contribuições dadas por membros mais tímidos do grupo. Para isso, apenas uma pessoa apresenta suas ideias de cada vez.

Desenvolvida por Steven Rogelber, Janet Barnes-Farell e Charles Lowe em 1992, ela encoraja que cada pessoa contribua de maneira individual antes de ser influenciada pelos outros.

O resultado é uma variedade maior de ideias, evitando que alguém acabe se escondendo dentro do grupo. Outro objetivo é impedir que as pessoas sejam ofuscadas por membros que tenham um cargo maior na hierarquia da empresa ou que simplesmente falem mais alto.

Brainwriting

A técnica de Brainwriting envolve uma abordagem escrita, que você pode usar para encorajar todos os seus colegas a gerarem e desenvolverem ideias. Para aplicá-la, você entrega uma folha de papel para cada um dos participantes.

Então peça para que escrevam três ideias dentro de seis minutos. Depois disso, eles vão passar esse papel para o colega que está ao seu lado, que vai escrever mais três ideias.

E assim em diante, até que todos tenham escrito em cada uma das folhas. A vantagem dessa técnica é que ela permite um maior foco e maior colaboração entre os participantes.

Slip Writing

Esse método é usado para ter o máximo de ideias possível dos participantes, para então votar nas mais populares. Novamente, você entrega pedaços de papel para os seus colegas, que então vão escrever as ideias.

Então esses papéis são coletados e o gerente revisa as ideias. No final, uma votação pode decidir quais sugestões são as melhores.

As vantagens desse sistema é que ele permite que todos tenham uma chance similar de serem ouvidos. Além disso, ele é bom para resolver tanto problemas específicos quanto gerais.

Brainstorming Online (Brain-netting)

O brainstorming online (também conhecido como brain-netting) nada mais é do que um método eletrônico de brainstorm. Para isso, você vai utilizar um documento eletrônico, que estará armazenado num servidor central ou num serviço baseado em nuvem.

Essa variante é especialmente indicada para times que sejam parcialmente ou totalmente virtuais. Ela permite que todos participem com oportunidades iguais de colaboração, não importa onde estejam no mundo. 

E o melhor é que fica tudo registrado para quem precisar acessar as informações depois que a atividade terminar.

Mas como fazer um brainstorming online da melhor maneira possível? Bom, o melhor é usar uma ferramenta online para isso!

Ferramentas Online de Brainstorming

Especialmente para as equipes que trabalham online, escolher as ferramentas online de brainstorming é algo fundamental. Por isso, vamos trazer aqui algumas sugestões para você escolher a que for mais adequada para seu time!

IdeaBoardz

site para brainstorming online ideaboardz

O IdeaBoardz é uma das melhores ferramentas para o brainstorming em equipe. Ele permite que os membros do seu time deem ideias e colaborem num ambiente online centralizado.

O site utiliza um formato de quadro-branco com post-its, que são usados para que cada membro dê as suas ideias.

Você pode se cadastrar no sistema para criar um conta e então ter um histórico com os seus quadros salvos. Mas se você quiser usar o site sem fazer login fique tranquilo, pois isso também é possível.

Coggle

site para brainstorming online coggle

Para quem prefere uma estrutura mais visual, o Coggle pode ser uma boa alternativa. Ele é uma ferramenta que permite que você crie mapas mentais e fluxogramas colaborativos.

Esse site permite que você colabore com outros usuários em tempo real, e todos podem fazer uploads ilimitados de imagens.

Você pode criar diagramas flexíveis com loops e ramificações. Outra opção é inserir textos flutuantes e imagens para marcar suas anotações no fluxograma.

WiseMapping

site para brainstorming online wisemapping

O WiseMapping se destaca por permitir que você o utilize online ou instale um programa em seu computador. A ferramenta é gratuita tanto para usuários domésticos quanto corporativos.

Essa é uma boa opção para quem quiser fazer brainstorming individual, mas também permite que você colabore com outras pessoas. Você pode compartilhar seu mapa mental com a sua equipe.

O WiseMapping inclui fontes e cores customizáveis, permite a adição de ícones e possui uma ferramenta de incorporação para blogs.

Conclusão

Há diversas maneiras de se executar um brainstorming, mas não restam dúvidas de que essa é uma técnica fundamental para quem está começando um novo projeto – ou precisa achar soluções para problemas complexos.

Para recapitular, vamos relembrar quais são os passos para se fazer um brainstorming de sucesso:

  • Defina um limite de tempo
  • Comece com um briefing para o seu problema
  • Evite julgamentos ou críticas destrutivas
  • Encoraje ideias estranhas e incomuns
  • Tenha quantidade como seu objetivo
  • Use elementos visuais

Esperamos que você tenha muito sucesso usando em seus projetos as novas técnicas que aprendeu hoje. Nos vemos no próximo artigo!

O Autor

Author

Carlos E. / @carlosfelipe

Carlos Estrella é formado em jornalismo pela UFSC e tem as funções de redator, tradutor e SEO na Hostinger Brasil. Já trabalhou com jornalismo de games e tecnologia e hoje aplica essa experiência escrevendo posts e tutoriais no blog da Hostinger. Suas paixões incluem games, dar rolês com a namorada e amigos e ler artigos aleatórios da Wikipédia de madrugada.

Tutoriais em destaque

Tutoriais relacionados

Deixe uma resposta

Comentário*

Nome*

Email*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça parte da Hostinger agora!