DNA da Hostinger: Como Cultivamos um Ambiente Multicultural?
access_time
hourglass_empty
person_outline

DNA da Hostinger: Como Cultivamos um Ambiente Multicultural?

Nos últimos anos, a Hostinger cresceu e se tornou uma empresa com mais de mil funcionários, todos espalhados por 35 países. O trabalho remoto global já estava enraizado na cultura de nossa empresa muito antes da pandemia. Por essa razão, buscamos cultivar um ambiente multicultural e fazer com as pessoas se sintam acolhidas — independente da localização geográfica ou contexto cultural. 

Aprendemos muitas lições e conquistamos bastante sucesso ao longo dos anos junto com as nossas equipes multiculturais. E estamos aqui para compartilhar com você nossa experiência e como enfrentamos os desafios que apareceram no meio do caminho. 

Quais as vantagens de uma equipe multicultural?

Para nós, a diversidade cultural nos possibilita criar um ambiente de trabalho saudável e melhorar nossos serviços. Veja o que conquistamos com a diversidade inclusiva:

Ambiente de Trabalho Inovador

Em um local de trabalho multicultural, as pessoas chegam com diferentes ideias e traços de personalidade trazidos de suas culturas e estilos de vida. Ter diferentes pontos de vista em um ambiente corporativo, na maioria das vezes, estimula a criatividade e a pensar fora da caixa.

Na verdade, uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria BCG (Boston Consulting Group), aponta que equipes inclusivas e diversas são 45% mais inovadoras do que a média das equipes homogêneas. A pesquisa foi feita em 1.7000 empresas em diversos países. 

Para a Emma Young, Líder da Equipe de Criação de Conteúdo da Hostinger, ter uma equipe multicultural significa que “nem sempre abordaremos uma mesma tarefa ou problema de uma única forma. Podemos conhecer diferentes culturas, estilos de vida, hábitos, e descobrir coisas que são comuns e outras não tão comuns assim para nós. Ajuda muito a abrir os olhos e enxergar as coisas de uma forma completamente diferente do que estamos acostumados.”

Conhecimento do Mercado Local

Como uma empresa extremamente obcecada pelos clientes , buscamos sempre entregar os melhores serviços e atendimento para garantir que cada um deles, em todos os nossos 39 países, esteja feliz. Uma equipe multicultural nos ajuda a entender melhor as necessidades dos nossos clientes e a entregar exatamente o que pretendemos entregar: serviço de qualidade e sucesso do cliente.  

“Do ponto de vista profissional, é realmente importante compreender o quão diferentes são nossos públicos. Os membros da minha equipe me oferecem uma visão valiosa sobre os nossos leitores, seus gostos e interesses, o que me ajuda a definir estratégias adequadas para cada mercado.”

A Gerente de Conteúdo SEO da Hostinger, Vita Klimaitė, acredita que trabalhar com pessoas de diferentes partes do mundo facilita muito o seu trabalho.

Intercâmbio Cultural

Para muitos funcionários da Hostinger, ter várias culturas na mesma equipe é empolgante. Trabalhar em uma empresa multicultural nos dá a oportunidade de ver o mundo através dos olhos dos nossos colegas sem sequer sair das nossas casas — ou de qualquer lugar que escolhemos trabalhar. Antes da pandemia de COVID-19, os funcionários também podiam viajar para os outros países em que a Hostinger tem sede e conhecer a cultura local. 

Para Ariata, nossa Tradutora SEO de Inglês-Indonésio, compartilhar a cultura e as costumes do seu país com os demais colegas é uma das suas coisas favoritas no trabalho. “Eu me sinto feliz e orgulhosa de apresentar um pouco da Indonésia aos meus colegas de trabalho — seja por meio de histórias, dos meus pratos apimentados favoritos, ou de fotos do meu país.”

Aumento da Produtividade e da Rentabilidade

Um estudo feito pela Academy of Management Journal (AMJ) revelou uma correlação entre a diversidade racial na administração (inglês) e a produtividade. De acordo com a pesquisa, o crescimento de 1% na diversidade em uma empresa de tecnologia levou ao aumento da produtividade dos funcionários, o que resultou em um lucro de US$729,00 por cada um dos seus funcionários. O estudo destaca ainda que as empresas com maior diversidade nos níveis administrativos têm melhores desempenhos.

Um relatório sobre diversidade e inclusão (inglês), elaborado pela empresa McKinsey, confirma essa conclusão. Os pesquisadores descobriram que as empresas com maior diversidade étnica e cultural tinham probabilidade de lucrar 36% a mais que os seus concorrentes. A diversidade cultural, quando devidamente implementada, pode ter um impacto positivo em áreas vitais de uma empresa. É claro que trabalhar em um ambiente rico em diversidade cultural também tem sua pequena parcela de desvantagens.

Quais os Desafios Enfrentados pelas Equipes Multiculturais?

Para responder a essa pergunta, procuramos saber as impressões das nossas equipes. Apresentamos a seguir os vários desafios enfrentados pelas pessoas que trabalham em ambientes multiculturais:

Diferenças na Comunicação

Como a Hostinger é uma empresa global e multicultural, usamos o inglês como nossa lingua oficial. Apesar de nos comunicarmos em uma mesma língua, ainda podem surgir barreiras de comunicação. Isto ocorre porque todos crescemos em contextos culturais diferentes, por isso, é completamente normal que a maneira como expressamos nossas ideias e opiniões também varie.

Como líder de equipe, Emma acha difícil lidar com esse aspecto, principalmente ao botar em prática um dos princípios da Hostinger: Coragem e Sinceridade. “Devido às diferenças culturais da nossa equipe, as abordagens variam muito de cultura para cultura ao falarmos com nossos gerentes, colegas, líderes de equipe, etc. Por isso, leva um tempinho até pensarmos no que e como falar com as pessoas.”

Sem o conhecimento e a preparação adequados, as mensagens podem ser comprometidas pela tradução e trazer consequências indesejadas. Por esta razão, é sempre importante adaptar o estilo de comunicação, seja para quem recebe ou fornece o feedback.

Diferenças Culturais

Além disso, pode haver também obstáculos para entender que o que funciona em uma cultura pode não funcionar em outra. Ariata passou por uma situação parecida quando começou a trabalhar na Hostinger. Como tradutora, ela precisa ser capaz de localizar diversos textos de marketing para se adequar ao mercado da Indonésia. Porém, houve vários casos em que ela achou que os materiais em si não funcionariam com o público indonésio.

“Na Indonésia, não temos o que chamam de “promoção de verão” porque o clima é quente durante todo o ano. Então eu pensei que não faria sentido lançar uma campanha com este nome aqui. Levou algum tempo até que todos da equipe entendessem que algumas ideias da campanha precisariam ser adaptadas.”

Esse problema pode ocorrer em outras áreas de uma empresa. Por exemplo, ao recrutar uma pessoa de outra país, o conjunto de habilidades e expectativas profissionais no banco de talentos local podem ser diferentes dependendo de onde você mora. Por isso é tão importante considerar tais aspectos antes de publicar uma oportunidade de trabalho remoto. 

Conflitos de Fuso Horário

Para as equipes multiculturais, achar o horário perfeito para uma reunião pode ser complicado — principalmente para pessoas que vivem em continentes diferentes. “Qualquer horário que marcamos a reunião de equipe é tarde da noite para alguns ou muito cedo para outros. Isso torna a construção de equipes e reunião mais extensas uma tarefa difícil.”, revela Vita.

Os conflitos de fuso horário também podem dificultar o cumprimento de prazos para trabalhos mais urgentes. Se um funcionário precisar de uma ajuda imediata ou de uma segunda opinião, eles têm de esperar várias horas para receber a resposta de um colega de trabalho. 

Como a Hostinger Unifica uma Equipe Multicultural

Aqui na Hostinger, acreditamos que as vantagens de trabalhar em um ambiente rico em diversidade cultural superam os seus desafios. Portanto, sempre buscamos melhorar nossas formas de incentivar a diversidade cultural nas equipes e aperfeiçoar essas práticas à medida que crescemos.

Ainda que existam diversas maneiras de alcançar esse objetivo, acreditamos que a melhor forma de colocar a diversidade cultural em prática é começar com os princípios da empresa. Esses são valores que norteiam como todos na empresa devem cumprir suas tarefas e tomar decisões em nível individual, de equipe e organizacional — seja qual for a sua nacionalidade e a sua aparência. 

“Os princípios da Hostinger são uma métrica constante para avaliar as pessoas e como elas se comportam. Todos nós temos preferências pessoais, traços de personalidade e aspectos culturais que moldam quem somos. Ter princípios ajuda a unir nossas diferenças e nos alinharmos aos objetivos e visões da Hostinger”, afirma Laura Želvytė, nossa Líder de Equipe de Produção de Conteúdo.

Embora cada princípio tenha seu próprio papel, a Obsessão pelo Cliente desempenha um papel importante para preencher as lacunas sempre que há diferentes perspectivas e abordagens. Para a Laura, é um objetivo que une a todos nós.

“A Obsessão pelo Cliente é o reconhecimento de que todos nós trabalhamos para ajudar nossos clientes e melhorar sujas jornadas online. Dedicamos quem somos, como pensamos, o que fazemos a fim de obter o melhor resultado possível para nossos clientes. Todos os outros princípios se associam e sustentam ainda mais a Obsessão pelo Cliente”.

Reforçamos os valores da Hostinger de diversas formas dentro das nossas equipes multiculturais. Uma delas é realizar uma oficina trimestral com as equipes e ter uma discussão aberta sobre o que os princípios significam para cada pessoa. “Estas oficinas ajudam todos nós a estarmos na mesma página”. Cada pessoa é um indivíduo único com experiências de vida e de trabalho diferentes, portanto, realizar essas oficinas nos ajudam a entender o que está por trás dos princípios, por que e como”, diz Laura. Ela também recomenda incorporar os princípios da empresa nas reuniões individuais com relatórios diretos e nos programas de treinamento de funcionários. Desta forma, eles conseguem focar nas áreas que mais têm dificuldades e encontrar formas de melhorá-las. 

Melhores Práticas para Trabalhar com Equipes Multiculturais

Além de usar os princípios da empresa como uma diretriz unificadora, aqui estão algumas dicas testadas e comprovadas para trabalhar com e gerenciar equipes multiculturais:

Priorize a Segurança Mental

A segurança psicológica (inglês) é uma das métricas que usamos para medir o sucesso de uma equipe. Apresentado pela cientista comportamental Amy Edmondson, ela indica o quanto os funcionários se sentem seguros para assumir riscos, pedir ajuda ou apontar problemas em um local de trabalho. Em uma equipe multicultural, a segurança psicológica é crucial para apoiar a diversidade e a inclusão. Quando os funcionários podem se expressar com confiança sem sofrerem nenhum tipo de punição, eles se sentirão mais acolhidos e valorizados pela empresa.

A segurança psicológica permite aproveitar o principal benefício de um ambiente de trabalho diverso: a inovação. Se todos se sentirem seguros para expressar suas opiniões, estarão mais abertos às novas experiências e a cometerem erros, o que traz resultados criativos. 

Na Hostinger, uma das formas de promovermos a segurança psicológica é por meio de pesquisas de pulso (ou de funcionários). Enviamos essas pesquisas regularmente aos nossos funcionários para verificar se estão dispostos a assumir riscos, se confiam nos colegas, se compreendem a estrutura da equipe e se estão satisfeitos com o trabalho. Isso nos permite identificar quais áreas precisam de atenção e melhora. Cada líder de equipe tem acesso aos resultados, para que possam ter uma conversa transparente sobre como apoiar melhor as necessidades de seus membros.

Tenha uma Mente Aberta

Em seu livro, Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, Stephen Covey diz: “procure primeiro entender e depois ser entendido”. Antes de fazermos os outros entenderem nossa forma de pensar, é importante ter em mente que eles terão soluções diferentes para determinadas situações.

“Nem tudo será exatamente como você pensa ou vê o mundo. É preciso estar aberto à mudança,  à compreensão e receptivo a qualquer coisa que não seja a ‘regra’ para você”, diz Emma. Assim, liderar com compaixão é importante. Isso demonstra uma escuta ativa, sem julgamentos ou feedback preconceituosos, sem fazer com que a pessoa se sinta culpada. Além de amenizar a comunicação, isso pode fortalecer o espírito de dona e nos livrar de qualquer ansiedade acumulada. 

Com relação a isso, evite levar as críticas para o lado pessoal (inglês). Durante uma sessão de feedback, concentre-se na superação do problema e encontre uma solução em que todos ganhem. 

Conheça os Membros da sua Equipe e seus Colegas

Nosso princípio Aprendizado e Curiosidade não se aplica apenas ao nosso trabalho — ele também significa conhecer mais sobre a história e as expectativas dos colegas de trabalho. 

“Conhecer sua cultura, suas famílias e o que nossos colegas gostam de fazer por diversão nos ajudam a entender e administrar de forma mais fácil”, diz Emma. “Aprenda a confiar na sua equipe e ela confiará em você. Você não pode entrar em uma reunião, com 4 pedras na mão, esperando que sua equipe se curve. Conquistar a confiança da equipe leva tempo e não pode ser forçada ou simulada”.

Para gerentes e líderes de equipe, aprender mais sobre relatórios diretos pode proporcionar mais informações sobre como conduzir melhor suas equipes. Vita recomenda perguntar sobre as experiências profissionais passadas, por que decidiram mudar de emprego, o que eles consideram ser uma equipe ideal de trabalharem e até onde eles se veem profissionalmente.

“Temos preconceitos e suposições sobre como as relações profissionais funcionam com base na cultura de trabalho que conhecemos. Você ficaria surpreso ao ver como as expectativas para uma boa liderança ou gerente de equipe são diferentes com base no histórico dos membros de sua equipe”, diz Vita. 

Além disso, ela ainda sugere a realização de reuniões individuais entre os membros da equipe, onde eles podem interagir e compartilhar conhecimentos. “Será mais fácil para todos encaixar isso em seus horários, pois não será necessário fazer muitos ajustes de fusos horários e a equipe se manterá unida, mesmo sem constantes chamadas em grupo”.

Adapte seu Estilo de Liderança para Cada Membro da Equipe

Uma das tarefas mais essenciais para um gerente é ajudar os membros da equipe a se sentirem confortáveis em seu trabalho e alcançarem as metas que desejam alcançar na empresa. Para Laura, uma das melhores maneiras de fazer isso é “adaptar seus métodos de gestão para cada pessoa.  Pessoas diferentes precisam de diferentes técnicas de orientação, diferentes formas de comunicação e diferentes motivações para continuarem”.

Em outras palavras, é crucial incorporar a Obsessão pelo Cliente em sua filosofia de liderança ao considerar os membros da equipe como clientes. Comece avaliando o que seus relatórios diretos mais precisam e deixe que essas informações orientem os próximos passos.

Organizar um Evento de Intercâmbio Cultural

Fazer com que as pessoas mostrem e falem de suas culturas é outra ótima oportunidade de promover a inclusão em um ambiente multicultural. Ela permite que os funcionários apresentem sua cultura com orgulho e que os membros se conheçam melhor.

Nos meses de fevereiro a abril, a equipe de localização da Hostinger lançou uma iniciativa na qual os representantes de cada localidade apresentariam informações sobre seu país e mercado. Para Ariata, essa iniciativa lhe dá a oportunidade de representar com orgulho a Indonésia e ensinar seus colegas sobre como é o marketing no país. 

“Eu realmente queria fazer uma ótima apresentação e ter certeza de que todas as informações estavam corretas. Não só sobre a Indonésia, mas também sobre os comportamentos de compra do povo e o que influenciou nossas percepções culturais. Dessa forma, quando as equipes de Marketing quiserem lançar outra campanha, já sabem como se preparar”. 

Experimente Sempre

Acreditamos que as práticas mencionadas acima são os melhores pontos de partida para trabalhar em um local de trabalho multicultural. Diante disso, também reconhecemos que cada equipe terá suas próprias características e desafios únicos. Não existe uma única fórmula que se adapte a todas as dinâmicas, portanto, encontrar o sistema certo para satisfazer as necessidades de sua equipe pode levar algum tempo e experimentação. 

Emma apresenta algumas considerações finais sobre o trabalho com equipes multiculturais: “Pratique tudo isso durante o dia a dia de trabalho. E, por exemplo, percebi minha equipe e outros membros da Equipe de Conteúdo se abrirem e se tornarem mais sensíveis. Eles passaram a dar feedback mais diretos e personalizados assim que começamos a nos entender e a aprender uns com os outros”.

“Tomar um café e conversar virtualmente, organizar oficinas sobre os valores da empresa, almoçar juntos, tudo o que você pensar a gente provavelmente já tentou. Mas este é um processo lento e constante — mas tudo bem, eu não tenho pressa.”

O autor

Author

Bruna Vidanya / @brunadutra

Bruna Vidanya é estudante de Letras Tradução Inglês na Universidade de Brasília, e trabalha como tradutora na Hostinger Brasil. Já estagiou como tradutora no Senado Federal e teve sua primeira tradução de um livro infanto-juvenil publicada pela Livraria Senado Federal. É apaixonada por tecnologia e agora demonstra sua paixão escrevendo artigos para o blog da Hostinger com muito carinho. Nas horas vagas, Vidanya ama ficar com seus dois cachorrinhos, Madonna e Snoop, ver séries (as sitcoms são suas favoritas). Um fato curioso sobre a autora: seu primeiro bichinho de estimação foi um galo Garnisé, chamado Chico Liro.

Histórias relacionadas

Deixe uma resposta

Comentar

Nome*

E-mail*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça parte da Hostinger agora!