FQDN (Nome de Domínio Totalmente Qualificado): O Que É, Exemplos, e Mais 

Um Nome de Domínio Totalmente Qualificado (FQDN na sigla em inglês), ou nome de domínio absoluto, representa uma parte da URL de um site. Como o nome sugere, trata-se do nome completo de uma entidade presente ou ligada à internet, incluindo servidores de aplicações web e computadores.

Este artigo vai explicar qual a definição de um nome de domínio totalmente qualificado, além de trazer exemplos e explicar suas funções. Depois disso, vamos verificar como encontrar um FQDN nos três sistemas operacionais mais populares: Windows, macOS e Linux.

O Que É Um FQDN?

Um nome de domínio totalmente qualificado é um nome de domínio completo, que consiste em um hostname e um nome de domínio que pode ser atribuído a um endereço de IP. Sendo assim, um domínio absoluto especifica a localização exata de um computador ou servidor web no Sistema de Nomes de Domínio (DNS).

Exemplos de um FQDN

Um nome de domínio totalmente qualificado, também conhecido como um nome de domínio absoluto, especifica todos os níveis de domínio contidos no formato hostname.dominio.tld. Aqui, .tld é o domínio de topo e indica a extensão do endereço (como .com.br), e em que o hostname indica o servidor em questão). 

Por exemplo, um servidor de e-mail do yahoo.com seria mail.yahoo.com. Outro exemplo pode ser o site www.wordpress.org.

Vamos explorar cada elemento da hierarquia de um domínio absoluto:

  • Hostname. É como uma “etiqueta” atribuída a um serviço de servidor disponível em uma rede. Um servidor DNS utiliza um hostname para tornar o endereço do IP mais fácil de ser memorizado. Exemplos de hostnames são “www” e “br”, presentes em sites como www.hostinger.com.br e br.wikipedia.org.
  • Subdomínio. Essa parte está localizada à esquerda do domínio de segundo-nível, e às vezes é composta por um seção que é maior que o próprio domínio. Isto é, o subdomínio — quando presente — vem logo após o hostname e antes do nome de domínio em si. Como exemplo temos support.hostinger.com.br, em que a palavra “support” é o subdomínio. A URL da página de suporte é uma parte do domínio hostinger.com.br, e indica uma sessão específica do site da Hostinger. Mas fique atento, pois nem todos os endereços possuem um subdomínio. 
  • Nome de domínio. Consiste em um domínio de topo (TLD) e um domínio de segundo nível. Por exemplo, na URL hostinger.com.br, a palavra “hostinger” representa o domínio de segundo nível, enquanto a extensão “.com.br” indica o domínio de topo, ou TLD. 

O comprimento máximo de um hostname e de um nome de domínio totalmente qualificado é de 63 bytes por rótulo e 255 bytes por FQDN. Isto é, o nome não pode ultrapassar 63 caracteres.

Importante! Nomes de domínio totalmente qualificados precisam de um ponto final à direita para indicar o fim do nome, como www.hostinger.com. De todo modo, os navegadores de internet de hoje em dia já assumem que há um ponto ali, garantindo que você sempre terá acesso ao FQDN.

O Que É um Nome de Domínio Parcialmente Qualificado?

Como um FQDN, um nome de domínio parcialmente qualificado (PQDN, na sigla em inglês) também indica um endereço na internet, mas inclui apenas o hostname ou um nome de domínio.

Geralmente os desenvolvedores de sites configuram as informações DNS do site para redirecionar os visitantes para a mesma página, independentemente do fato desses usuários terem digitado o nome de domínio totalmente ou parcialmente qualificado. 

Por exemplo, se você tentar acessar hostinger.com.br ou www.hostinger.com.br, você chegará no mesmo lugar: https://www.hostinger.com.br/ — que é a URL da nossa página inicial. 

Usar um nome de domínio PQDN (parcialmente qualificado) é geralmente melhor pois eles são mais curtos, o que ajuda os visitantes a acessarem diversos sites com facilidade. 

Quando Usar um FQDN

Nomes de domínio totalmente qualificados são muito utilizados em qualquer interação na internet, já que eles são mais fáceis de memorizar do que o endereço de IP que representam.

Vale lembrar que um endereço de IP é composto por uma combinação de números, que é mais difícil para o cérebro humano memorizar. 

Abaixo indicamos diversos cenários em que um FQDN é utilizado:

  • Configurando um certificado SSL. Um certificado SSL protege a conexão entre um navegador de usuário e o servidor web em que está o site. O recurso SSL é emitido para um nome de domínio absoluto, então você pode não conseguir utilizar os serviços SSL corretamente caso não indique um FQDN.
  • Conectando a um host remoto. Você se conecta a um servidor remoto ou a uma máquina virtual, como uma VPS, especificando o FQDN e habilitando o sistema DNS para localizar o servidor em questão. Se você utiliza apenas o hostname para se conectar a um servidor, sua aplicação pode não conseguir resolver o hostname.
  • Acessando um protocolo ou serviço de domínio específico. Atividades de transferência de informações através de uma rede geralmente envolvem o DNS, incluindo apontamentos para um domínio absoluto. Um exemplo disso é quando você se conecta a um Protocolo de Transferência de Arquivos (FTP) ou a um servidor de e-mail.
  • Migrando para um novo servidor. Se você deseja migrar sua aplicação para um servidor com endereço de IP diferente, pode querer utilizar um nome de domínio totalmente qualificado ao invés de utilizar o endereço de IP. Isso te permite alterar os registros DNS mais rapidamente, e assim reduzir as chances de alguma falha acontecer durante a troca dos endereços de IP.

Onde Encontrar um FQDN

Siga os passos abaixo para localizar um nome de domínio absoluto em qualquer computador cujo sistema operacional seja Windows:

  1. Acesse o Menu Iniciar e digite “nome do computador”. Clique em Exibir o nome do computador.
  2. Já dentro da seção “Sobre” do “Sistema”, você deverá ver logo no topo da página na qual aparece o Nome do Dispositivo

Lembrando que você pode renomear o dispositivo nesta mesma seção.

Configurações do sistema Windows

Alternativamente, você pode utilizar um simples comando. Clique com o botão direito sobre o ícone do Menu Iniciar e selecione o Terminal do Windows. Outra forma é digitar “Comando” no campo de pesquisa do menu iniciar e clicar em Prompt de Comando. Depois, já no terminal, digite o comando ipconfig /all para verificar a configuração de IP completa do Windows, incluindo informações como hostname, sufixo primário de DNS, e sufixo específico para conexões DNS.

Terminal do Windows com comando ipconfig/all exibindo configurações do sistema como hostname

Para usuários macOS, clique no ícone de Preferências do Sistema no Dock ou navegue até o menu Apple no canto superior esquerdo, selecione as Preferências do Sistema e clique em Compartilhar.

Logo no início da página você deverá ver o FQDN e o sufixo específico para conexões DNS na seção do Nome do Computador. 

configurações do sistema macOs

Já os usuários do sistema operacional Linux podem encontrar o FQDN digitando a linha de comando hostname –fqdn no terminal. 

Para abrir o terminal, basta pressionar as teclas CTRL + ALT + T ou pesquisar pelo terminal clicando no ícone do traço (Dash) e digitar “terminal” no campo de pesquisa, então clique na aplicação do terminal. 

Comando hostname --fqdn no terminal Linux

Conclusão

Um Nome de Domínio Totalmente Qualificado (FQDN) habilita um computador específico, aplicação web ou um servidor na internet a ser identificado de forma única dentro do sistema de nomes de domínio (DNS). 

Esse tipo de nome de domínio absoluto contém os seguintes elementos:

  • Hostname
  • Subdomínio (se houver)
  • Domínio de segundo nível
  • Domínio de topo (TLD)
  • Ponto final

Diferente dos nomes de domínio totalmente qualificados — que incluem todos os níveis de um domínio — os nomes de domínio parcialmente qualificados (PQDN) consistem em apenas um hostname ou um nome de domínio. Por ser mais curto, um nome de domínio parcialmente qualificado ajuda as pessoas a memorizarem endereços da web mais facilmente.

Os nomes de domínio totalmente qualificados (FQDN) são essenciais quando você deseja obter um certificado SSL, migrar seu site para um servidor diferente, ou conectar-se a um servidor remoto ou máquina virtual. 

O processo de encontrar um FQDN em seu computador vai depender do sistema operacional que você utiliza. Por exemplo, usuários Windows e Linux podem verificar essa informação de domínio absoluto através do terminal ou prompt de comando. Já os usuários da Apple devem acessar o painel de Preferências do Sistema para checar onde estão armazenados os domínios absolutos.

Esperamos que este artigo te ajude a entender o que é um FQDN. Se você planeja adquirir um nome de domínio, lembre-se de comprá-lo em um registrador confiável, como a Hostinger.

Se você ainda tiver alguma dúvida, nos conte abaixo na sessão de comentários!

Author
O autor

Bruna B. Barro

Bruna é formada em relações internacionais pela UFSC e atualmente faz mestrado em sociologia pela UFRJ. Determinada em tornar o conhecimento sobre tecnologia acessível a todas as pessoas, atua como tradutora e redatora freelancer na Hostinger. Tem experiência com tradução, localização, copywriting, gerenciamento de projetos, atendimento ao cliente e escrita acadêmica. No seu tempo livre gosta de assistir séries, cozinhar e jogar jogos de lógica.