Otimização de Sites: 10 Estratégias para Melhorar a Velocidade, UX e SEO + Dicas de Ferramentas

Optimization techniques help to increase a website’s traffic and conversions. Unlike SEO strategies , which optimize the site for search engines like Google, optimization strategies prioritize the visitor’s experience. 

Baixar eBook: Como Criar seu Primeiro Site em 9 Passos Fáce

As dez dicas que listamos abaixo ajudam a melhorar a experiência do usuário (UX), bem como a velocidade, acessibilidade e responsividade do site. Assim disso, elas elevam o posicionamento dele nos resultados dos mecanismos de pesquisa. Também explicaremos os cinco principais benefícios da implementação de estratégias de otimização em um site.

Por fim, vamos falar sobre diferentes ferramentas de otimização para te ajudar a analisar o atual desempenho do seu site. 

O que é Otimização de Sites?

A otimização de um site consiste em diversas ações e estratégias visando elevar a qualidade da experiência dos visitantes, o tráfego, a acessibilidade e as taxas de conversão do site, além de melhorar o ranqueamento nos mecanismos de busca. Implementar práticas de otimização te ajuda a determinar o que está funcionando no seu site e o que ainda precisa de ajustes.

O principal propósito de uma otimização de site é, portanto, atrair mais visitantes e criar uma boa experiência para eles. Isso incentiva mais visitas e conversões, resultando na fidelização dos clientes.

Dica Profissional

Listamos aqui alguns cursos de otimização de sites caso deseje melhorar suas habilidades:
Otimizando um site para o Google Search – curso da plataforma Coursera (em inglês)
O que é otimização de sites e como fazer isso? – curso da HubSpot Academy (em inglês)
Página de cursos de otimização da Udemy – Link building/backlinks, SEO on-page e mais
SEO: Como Fazer Seu Site Ficar em Primeiro No Google – LIVE da Hostinger
Como Otimizar seu WordPress no PageSpeed – vídeo do canal da Hostinger

.

As 10 Melhores Estratégias de Otimização de Sites

As práticas de otimização listadas abaixo focam em dois elementos principais do seu site:

  • Experiência do usuário. Ajude seus visitantes a navegarem facilmente pelo conteúdo do seu site através de um design amigável, responsividade para dispositivos móveis e maior acessibilidade.
  • Crescimento. Melhore o posicionamento do seu site nas SERPs (páginas de resultados dos mecanismos de busca) para aumentar sua visibilidade e atingir um público maior.

1. Implemente práticas de UI/UX 

Otimizar a interface do usuário (UI) e a experiência do usuário (UX) através do design do site faz com que suas taxas de conversão aumentem ainda mais. Na verdade, 80% dos consumidores se sentem dispostos a gastar mais para ter uma experiência melhor.

Práticas de design voltadas ao usuário (UI/UX) otimizam a usabilidade, acessibilidade e desempenho de um site. Por exemplo, o Airbnb possui um funil de vendas fluido e facilitado, pois conta com recursos como ideias e dicas de lugares para viajar, diversos idiomas e opções de moeda.

Página inicial do site Airbnb

É essencial considerar os objetivos do seu negócio quando começar a implementar práticas de UI e UX. O design do seu site deve facilitar a jornada que você deseja que seu cliente tenha. Por exemplo, o design de uma loja online deve ajudar os visitantes a realizar uma compra com facilidade. Simplifique, e não complique esse processo.

Aqui vão algumas dicas de como melhorar a experiência do usuário com ferramentas de design:

  • Otimize menus  – ajude os visitantes a encontrar suas principais páginas de forma fácil, adicionando um menu simplificado e direto no cabeçalho do site e um menu mais completo no rodapé dele. Utilize ferramentas de otimização como plugins de menu para customizar ainda mais essa seção.
  • Inclua botões CTA – banners e botões call-to-action guiam os visitantes para que eles encontrem mais informações ou façam contratações com apenas um clique. A localização desses botões deve deixá-los bem visíveis, e a aparência dos banners deve estar alinhada com a identidade da sua marca e estilo do site.
  • Melhore o funil de vendas – inclua passos claros e simplificados para converter visitantes em clientes. Por exemplo, você pode adicionar um guia de como concluir uma compra e oferecer transições claras entre cada parte da transação. 

Se você não sabe por onde começar com a otimização do design do seu site, é sempre uma boa ideia buscar inspiração em outros sites e páginas na internet.

2. Otimize seu Marketing de Conteúdo

Otimizar o marketing de conteúdo é uma estratégia que ajuda a atrair tráfego para um site. O processo envolve o planejamento, criação e distribuição de conteúdos que eduquem e chamem a atenção de visitantes com relação aos seus produtos, serviços, ou indústria em geral.

Esta estratégia de otimização aumenta a visibilidade da sua marca, o engajamento do público, a fidelidade dos clientes e ainda passa maior autoridade ao seu negócio. Aproximadamente 60% dos especialistas em marketing relatam que o marketing de conteúdo gera uma maior demanda às empresas.

Os Tutoriais da Hostinger são um ótimo exemplo de marketing de conteúdo. Aqui oferecemos guias atualizados e artigos sobre sites, hospedagem, programação e sobre as tendências gerais do mercado. 

Página de Tutoriais do site da Hostinger

Algumas das estratégias de marketing de conteúdo mais populares incluem:

  • Publicações em redes sociais – convide um público maior a visitar o seu site através de redes sociais. Integre seu site com plataformas como Instagram, Facebook e Twitter utilizando plugins específicos para isso, assim aumentando seu tráfego de forma mais rápida.
  • Landing pages – crie páginas da web estáticas e personalizadas. Não se esqueça de criar banners e botões CTA, e inclua uma proposição de valor direta para fazer com que sua landing page converta mais.
  • Blogs – informe aos visitantes do site quais as tendências relacionadas ao seus produtos, serviços ou indústria. Uma publicação de blog deve incluir palavras-chave relevantes para atrair mais clientes. Quando já tiver começado seu blog, lembre-se de atualizá-lo com frequência.
  • Newsletters – faça um contato regular com seus assinantes e aumente a visibilidade da sua marca através de newsletters que incluam atualizações sobre seus produtos, serviços e mercado. Um site WordPress pode utilizar plugins de newsletter para otimizar campanhas de e-mail marketing.

Depois de conhecer quais são as estratégias disponíveis, leve em consideração as seguintes dicas para otimizar seu marketing de conteúdo:

  • Defina objetivos e orçamento – direcione seus esforços com o marketing de conteúdo de forma inteligente, garantindo que não ultrapassem seu orçamento. 
  • Mapeie a jornada de conteúdo – organize os conteúdos que você pretende publicar utilizando tags e categorias. Um mapeamento e um planejamento estratégico podem te ajudar a visualizar com mais clareza sua biblioteca de conteúdos para identificar o que está faltando. 
  • Analise e monitore resultados – entenda que nem todo conteúdo terá um resultado satisfatório. Algumas publicações podem ter um desempenho muito melhor do que outras. Por isso uma auditoria regular do seu conteúdo é necessária.

3. Melhore o SEO On-Page 

SEO on-page é a estratégia de otimizar conteúdos de páginas da web para que performem melhor nos mecanismos de busca. Melhorar esta aspecto do seu site dirá aos mecanismos de pesquisa (como o Google) que suas páginas respondem às perguntas dos visitantes. Assim, o SEO on-page ajuda seu site a ficar melhor posicionado no ranking das páginas de resultados (SERPs).

Para demonstrar, abaixo você vê uma busca sobre como construir uma casa. Logo depois campo de pesquisa já está a lista de links resultantes dessa busca, que levam a diferentes sites. O Google procura os sites que oferecem as respostas mais adequadas aos termos de pesquisa inseridos.

Página de resultados da busca "como construir uma casa" no Google

Estar melhor posicionado no ranking de resultados do Google traz mais tráfego orgânico ao seu site. Os primeiros cinco posicionados correspondem a 67,60% de todos os cliques nos mecanismos de busca.

Abaixo você confere algumas dicas sobre SEO on-page:

  • Crie um blog e faça posts – ofereça informações atualizadas de forma regular para subir no ranqueamento do Google. Siga práticas de SEO para blogs para gerar ainda mais conversões a partir dos seus posts.
  • Faça pesquisa de palavras-chave – inclua as palavras-chave nos títulos, cabeçalhos, textos alternativos (alt-texts) e no conteúdo em geral. Considere utilizar uma palavra-chave abrangente para alguns conteúdos, assim aumentando o alcance da publicação. Em uma loja online, todas as páginas de produtos também devem conter as palavras-chave relevantes. 
  • Utilize tags nos cabeçalhos – siga a estrutura e hierarquia padrão de cabeçalhos nas páginas do seu site. 
  • Inclua descrições e meta-título – escreva seus próprios meta-títulos e descrições para todas as páginas e para todos os posts.

Utilizar ferramentas de SEO, como o plugin YoastSEO, te ajuda na tarefa de otimização das páginas do seu site.

4. Corrija Erros de SEO Técnico

Outro aspecto da otimização SEO é o SEO técnico. Esse tipo de otimização feita na estrutura do seu site facilita o processo dos mecanismos de busca encontrarem seu conteúdo. Então esteja atento a estes elementos desde quando começar a criar seu site.

Os mecanismos de pesquisa enviam bots para rastrear seu site e ranquear cada uma das suas páginas. Esse bots são chamados de rastreadores web ou web crawlers. Aqui estão algumas formas para corrigir os erros mais comuns de SEO técnico:

  • Melhore a estrutura do site – a estrutura das suas URLs deve ser consistente para que o mapeamento das páginas do site tenha melhor pontuação. Adicionalmente, URLs consistentes ajudam os visitantes a entender melhor onde estão no seu site e onde fica cada seção. Crie um sitemap XML para que os mecanismos de busca tenham mais facilidade ao indexar seu site.
  • Otimize a indexação e rastreamento indexe seu site nos mecanismos de busca para ajudar os crawlers a encontrarem suas páginas mais rapidamente e com mais assertividade.
  • Identifique links quebrados e conteúdo duplicado – você deve evitar que os mecanismos de busca façam a indexação de páginas com links quebrados e conteúdo duplicado

Há ferramentas de SEO que te ajudam a analisar o atual desempenho do seu site nos mecanismos de busca. Uma delas é o XML Sitemap Validator, que exibe quaisquer erros detectados no seu sitemap.

Página inicial do site XML - Sitemaps Validator

5. Aumente a Velocidade do seu Site

A aceleração do site é um dos principais fatores de ranqueamento utilizados pelo Google. Ou seja, a velocidade das suas páginas influencia muito a posição que seu site será classificado nas páginas de resultados dos mecanismos de busca. Outro motivo que explica porque a velocidade de carregamento é um elemento importante, é que 47% dos usuários esperam que um site carregue em menos de dois segundos.

Além de compreender porque a aceleração das páginas é importante, rodar testes de velocidade também é essencial. O GTmetrix é uma ferramenta de otimização muito popular que oferece dados relevantes sobre o tempo de carregamento do seu site.

Depois de analisar o desempenho do seu site, incluindo o teste no GTmetrix, execute algumas das ações indicadas abaixo para otimizar a velocidade de carregamento das páginas:

  • Remova códigos desnecessários – otimize o código do seu site ao remover caracteres desnecessários, como espaços entre as linhas do script. 
  • Utilize um CDN – um content delivery network ou uma rede de fornecimento de conteúdo pode melhorar o desempenho do site ao replicar conteúdo estático por todos os servidores da rede. Muitos planos de hospedagem web, como os da Hostinger, oferecem uma opção de integração com CDN, como o Cloudflare. 
  • Habilite o cache de navegação – plugins e aplicações possibilitam que os navegadores armazenem em cache alguns arquivos e informações do servidor. Essa estratégia diminui o tempo de carregamento das suas páginas.
  • Otimize as imagens – utilize imagens otimizadas. Isto é, que estejam em alta qualidade, mas que ainda assim levem pouco tempo para carregar. 

Dica Profissional

Não se esqueça da sua hospedagem! O plano de hospedagem de sites que você utiliza desempenha um papel importante na velocidade de carregamento do seu site. Felizmente, os usuários da Hostinger podem testar um plano maior sem gerar um compromisso de longo prazo. Recomendamos que você faça o teste de um plano superior especialmente quando precisar lidar com altas taxas de tráfego e picos de visitação, além de quando quiser importar grandes quantidades de dados de forma rápida. 
Tudo que você precisa fazer é ativar o recurso de Plan Boosting a partir do seu hPanel e aproveitar seu novo plano gratuitamente por 24 horas.

.

6. Torne seu Site Amigável para Dispositivos Móveis

Os dispositivos móveis são atualmente responsáveis por 54,4% de todo o tráfego global na internet. Um site que seja amigável para dispositivos móveis é um site responsivo. Ou seja, é compatível com qualquer tipo de tela em que for acessado.

A otimização móvel não apenas ajuda seu site a atingir um público maior, como também é muito eficiente no processo de indexação do Google, que prioriza dispositivos móveis

Primeiramente você deve rodar o Teste de Compatibilidade com Dispositivos Móveis do Google para verificar se o seu site já é responsivo no momento.

Página do Teste de compatibilidade com dispositivos móveis do Google

E abaixo você confere algumas dicas de otimização:

  • Implemente uma navegação simples – o layout e o estilo do seu site não devem impedir que um usuário móvel navegue pelas diferentes páginas. Por exemplo, insira um menu suspenso na seção inicial do site ao invés de inserir links no cabeçalho. 
  • Crie um design responsivo – selecione um tema que ajuste o layout do site conforme ele é acessado por diferentes tipos de telas e dispositivos. Garanta que seu conteúdo é o mesmo independente se for acessado por um computador desktop ou por um celular, já que isso pode afetar significativamente seu ranqueamento com relação a indexação móvel. 
  • Inclua links e botões visíveis – utilize botões e banners call-to-action (CTA) que sejam simples e claros, com links bem posicionados para que sejam facilmente clicáveis em um dispositivo móvel. 
  • Utilize accordions – crie cabeçalhos e utilize accordions para simplificar as páginas do site quando exibidas em celulares, ao invés de listar todo o conteúdo de uma vez.

7. Rode Testes e Experimentos com Frequência

A otimização de sites prioriza a jornada do cliente, então realizar testes e experimentos com seu conteúdo é necessário para descobrir o que funciona melhor.

Além disso, testes e experimentações podem te ajudar com a personalização do site, garantindo que ele vai se destacar quando comparado com a concorrência. Alguns elementos para testar incluem:

  • Botões CTA – pequenas mudanças no estilo e localização dos botões call-to-action podem afetar significativamente as suas taxas de conversão.
  • Layout – encontre a melhor posição no site para os menus, imagens, textos, vídeos e outros tipos de conteúdo. 
  • Botões para redes sociais – escolha o melhor estilo e a melhor localização na página para incluir os botões de compartilhamento ou acesso às redes sociais. Por exemplo, opte por utilizar os ícones ou o nome das redes sociais nos botões de redirecionamento em seu site. 
  • Landing pages – sendo uma estratégia de otimização essencial, o design e layout das suas landing pages devem ser construídos visando trazer mais conversões à sua marca.

Rodar testes A/B no WordPress é uma das formas mais populares de testar e experimentar novos elementos no seu site. Aproximadamente 60% das empresas usam testes A/B. Esse método consiste em exibir duas páginas web diferentes, para ver com qual das variações os visitantes interagem mais. A Firebase é uma ferramenta de otimização de sites bastante utilizada para rodar testes A/B.

Página inicial do site Firebase

Depois de optar por uma abordagem de otimização, considere as seguintes dicas quando for rodar testes e experimentos em seu site:

  • Evite o cloaking – essa técnica consiste em mostrar conteúdos e URLs diferentes para os usuários e para os bots dos mecanismos de busca. Não utilize esse método, já que o mesmo vai contra as Diretrizes do Google para Webmasters. Além disso, o cloaking pode fazer com que seu site seja removido das páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa (SERPs).
  • Defina a URL de preferência – para indicar que a URL original é a versão preferida, utilize o atributo de link rel=”canonical” em todas as URLs que estiverem em teste. Utilizar o noindex para suas páginas de teste pode prejudicar seu posicionamento nos rankings do Google, então não recomendamos que faça isso.
  • Utilize redirecionamentos 302 – se você for redirecionar seus visitantes da URL original para uma URL de teste, utilize os redirecionamentos 302. Eles são temporários, ao contrário dos redirecionamentos 301, que são permanentes.

8. Siga as Melhores Práticas de Acessibilidade na Web

A acessibilidade na web faz com que o conteúdo online seja disponibilizado e compreensível para todo mundo, além de ajudar os bots dos mecanismos de busca a encontrarem suas páginas mais rapidamente. Seguir as diretrizes da WCAG (Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web) trará mais tráfego para o seu site.

Essa estratégia de otimização também aumenta suas taxas de conversão. O Departamento de Comércio dos Estados Unidos da América descobriu que empresas podem perder aproximadamente 6,9 bilhões de dólares por ano para competidores com sites mais acessíveis. 

O Scope é um ótimo exemplo de site que prioriza acessibilidade, desde o contraste de cores até o uso de títulos e cabeçalhos. Esse site também roda um teste de acessibilidade a cada três meses.

Página inicial do site Scope

Siga estas melhores práticas para tornar seu site mais acessível:

  • Use textos alternativos – os alt texts fazem com que suas imagens possam ser compreendidas pelos mecanismos de busca e por usuários que utilizam leitores de tela, como deficientes visuais. Assim, ao fazer a descrição dos elementos gráficos você não só aumenta a visibilidade do seu site no Google como também torna seu site mais acessível para toda população.
  • Insira legendas – legendas em arquivos de áudio e vídeo ajudam os visitantes do site a entender os conteúdos sem precisar de fato ouvir as mídias. Recomendamos utilizar ferramentas como Happy Scribe ou VEED para poupar tempo com esta tarefa de aumentar acessibilidade.
  • Contraste de cores – siga a taxa de contraste de pelo menos 4.5:1. Isso te ajuda a melhorar a legibilidade dos conteúdos e torná-los mais acessíveis para pessoas daltônicas.
  • Adicione títulos e cabeçalhos nas páginas – faça isso em todas as páginas para explicar melhor seus conteúdos. 
  • Renomeie os arquivos de mídia – evite utilizar letras e números aleatórios. 

Link building é o processo de conseguir que outros sites encaminhem visitantes para o seu através da exibição de links de redirecionamento. Trata-se de um dos principais fatores de ranqueamento do Google, já que os mecanismos de busca interpretam o fato de outros sites estarem compartilhando seus links como uma forma de autoridade da sua marca na indústria.

Na verdade, as páginas melhor posicionadas no ranking do Google possuem, em média, 3,8 vezes mais backlinks do que aquelas posicionadas em segundo ou terceiro lugar. Você pode checar o status dos seus backlinks com o verificador Ahrefs Backlink Checker, que é uma ferramenta gratuita de otimização.

Página do Verificador de Backlink do site Ahrefs

Abaixo você confere mais algumas indicações para a tarefa de link building:

  • Programas de afiliados – colabore com outros sites para que utilizem alguns links do seu próprio site em seus conteúdos.
  • Crie links externos – depois de linkar seu conteúdo para outros sites, tente entrar em contato com os seus proprietários, para que façam o mesmo processo com o seu site.
  • Contate comunidades – conecte-se com pessoas do seu ramo e comente sobre a possibilidade deles referenciarem em seus conteúdos em algum dos seus artigos ou publicações.

Dependendo do volume e da qualidade, investimentos em link building podem custar entre US$ 100 e US$ 20 mil por mês. Aqui estão alguns elementos para considerar quando estiver fazendo este processo:

  • Qualidade é melhor que quantidade – um bom backlink é mais útil do que cem backlinks de baixa qualidade. Assim, opte por construir essas conexões com sites populares e confiáveis. Elas acabam sendo mais potentes em termos de otimização do seu site do que aquelas construídas com sites que parecem fraudulentos ou com muito spam. 
  • Não compre backlinks – o Google penaliza sites que compram backlinks. Como essa atividade vai contra as Diretrizes do Webmaster, ela pode prejudicar seu posicionamento nos resultados dos mecanismos de busca.
  • Fique atento ao ramo e à indústria – o Google verifica se o site que linka para o seu é de uma indústria similar à sua.

10. Utilize os Feedbacks dos Clientes para Melhorar o Site

Feedbacks e avaliações de clientes contêm informações e ideias para melhorar seus produtos, serviços e sua marca em geral. Também é uma excelente maneira para entender a experiência do usuário com seu site e identificar quais recursos devem ser mantidos e quais podem ser deletados das páginas.

Receber feedbacks ajuda a criar conteúdos, produtos e serviços mais orientados e alinhados com as intenções dos seus consumidores. Além disso, empresas orientadas para os clientes costumam ser 60% mais rentáveis. Isso porque as informações contidas nos feedbacks dos usuários, quando levadas em consideração, ajudam a construir certa fidelidade para com a marca. 

O site EmbedSocial oferece uma forma de colher feedback de clientes em um site: através de um botão de feedback.

Página inicial do site EmbedSocial

Na lista a seguir você confere mais algumas opções para incentivar avaliações dos seus visitantes:

  • NPS – o Net Promoter Score é uma métrica de qualidade. Ela consiste em colher feedbacks através de escalas, como avaliar um serviço entre as notas de 1 a 10 ou de péssimo a excelente. Você pode alterar as opções de resposta dependendo da informação que deseja obter.
  • Questionários no site – essa opção ajuda a colher feedbacks mais recentes ao inserir um formulário através de widgets, plugins, ou pop-ups.
  • Newsletter – utilize estratégias de e-mail marketing para entrar em contato com seus assinantes e pedir para darem um feedback da experiência que tiveram com sua empresa. Geralmente esse método inclui brindes ou descontos como incentivos. 
  • Permita avaliações – inclua avaliações de clientes no seu site, assim os consumidores podem oferecer feedbacks diretamente na página de um produto ou serviço específico. 

Prepare um conjunto de questões que estejam relacionadas com as necessidades do seu negócio. Lembre-se de ajustar essas perguntas na plataforma que for utilizar. Aqui estão alguns dos questionamentos mais comuns para fazer aos clientes ou visitantes do site:

  • Como conheceu nossa marca?
  • Está tendo ou teve alguma dificuldade para encontrar algum serviço?
  • Como foi sua experiência quando comparada com sua expectativa?
  • Qual recurso que você gostaria que tivéssemos?

Passo Extra: Monitore Resultados

Os esforços de otimização mencionados neste artigo não serão tão eficientes se você não monitorar seus resultados. Mesmo com um site otimizado é preciso trabalhar no seu conteúdo e design de modo constante para mantê-lo sempre atualizado.

Dependendo dos objetivos do seu negócio e do tráfego já existente no seu site, verificar e acompanhar os resultados são atividades que devem ser feitas de forma diária, mensal, trimestral ou anual.

Para monitorar resultados, a indicação é utilizar uma ferramenta analítica. Ao usar um recurso desse tipo, você verá mais claramente os efeitos dos seus esforços.

Você deve acompanhar principalmente os seguintes elementos de desempenho do seu site:

  • Tráfego – o número de visitantes que acessam seu site num determinado espaço de tempo (o tempo médio de engajamento).
  • Taxa de conversão – referente às conversões tidas com o engajamento dos usuários e seus rendimentos totais, incluindo compras na sua loja online e cliques em anúncios pagos.
  • Retenção – a quantidade de clientes que voltam a interagir com sua marca e o nível desse engajamento.
  • Ranking – a posição do site nas páginas de resultados de pesquisas nos mecanismos de busca.

Por Que Otimizar um Site?

A otimização de sites foca em muitos aspectos, desde a experiência do usuário ao interagir com a sua marca online, até o ranqueamento do site nas SERPs. Abaixo você encontra algumas das principais justificativas para fazer a otimização de seu site.

Melhorar a Taxa de Conversão

76% dos agentes de marketing concordam que uma experiência digital otimizada afeta as conversões de um negócio. A otimização da taxa de conversão inclui otimizar o design em termos de experiência do usuário, o marketing de conteúdo, landing pages e responsividade para dispositivos móveis. Essas estratégias costumam ser mais orientadas aos clientes.

Obter Mais Tráfego

A otimização também serve para gerar mais tráfego para o seu site, especialmente a partir das estratégias ligadas à otimização de SEO. Pesquisas orgânicas são responsáveis por 53,3% de todo o tráfego, então estar melhor colocado no ranking de resultados dos mecanismos de busca afeta significativamente o número de visitantes acessando seu site.

Esforços em termos de SEO incluem o aprimoramento de elementos técnicos e on-page do site, além da velocidade de carregamento e nível de acessibilidade das páginas.

Manter a Retenção de Clientes

A retenção de clientes acontece quando um negócio consegue transformar consumidores em compradores frequentes. Aproximadamente 86% dos clientes concordam que uma ótima experiência de compra é um grande incentivo para voltar a consumir da mesma empresa.

Ao focar na retenção e fidelidade dos clientes, você evita que eles troquem sua marca pela concorrência.

Fazer testes e rodar experimentos, além de colher o feedback dos clientes, são ótimas maneiras para construir bons relacionamentos com os usuários e melhorar a satisfação deles quando interagirem com sua marca, assim encorajando a fidelidade.

Estabelecer Autoridade de Marca

As estratégias de otimização do seu site incluem a construção de links, o aperfeiçoamento da acessibilidade das páginas e o compartilhamento de conteúdo. Esses esforços ajudam a estabelecer uma certa autoridade para sua marca, especialmente dentro do seu próprio ramo ou indústria. Ao oferecer uma melhor jornada do cliente, a otimização de sites também ajuda na melhoria do:

  • Reconhecimento da marca – aumenta a capacidade de reconhecimento da sua marca através de estratégias de marketing de conteúdo.
  • Visibilidade da marca – seu negócio estará mais visível ao público geral quando o site estiver posicionado no topo dos resultados das pesquisas feitas pelos usuários da internet nos mecanismos de busca, como o Google. 
  • Reputação da marca – colher feedbacks dos clientes e tornar seu site acessível e responsivo fará com que sua empresa tenha uma boa reputação online.
  • Experiência com a marca – implementando as melhores práticas de UX e UI e acelerando o tempo de carregamento das páginas, você estará otimizando a experiência que as pessoas têm quando interagem com o seu negócio na internet. 

Garantir a Acessibilidade do Site 

Em 2021, 98,1% das páginas iniciais dos sites falharam em cumprir as diretrizes de acessibilidade na web. A otimização de sites garante que você tornará seu site acessível para todos os visitantes, assim oferecendo uma vantagem competitiva à sua empresa.

As 5 Melhores Ferramentas de Otimização

Ferramentas de otimização de sites auxiliam muito na implementação dessas tantas estratégias. Como otimizar um site inclui ajustar diversos elementos, esses recursos gratuitos e pagos também ajudam a poupar tempo. 

Estes são os diferentes tipos de ferramentas de otimização de sites:

  • Ferramentas analíticas – descubra dados referentes ao tráfego do seu site e perfil demográfico dos visitantes, nível de engajamento e monetização, e muitas outras informações ligadas ao desempenho do seu site.
  • Ferramentas de SEO – faça pesquisas de palavras-chave, melhore seu posicionamento nos rankings e verifique a qualidade dos seus backlinks
  • Ferramentas de otimização de performance – utilize esses instrumentos para melhorar a velocidade do seu site.
  • Ferramentas de acessibilidade – descubra se seu site é acessível para todos os visitantes e dispositivos, além de conhecer novas maneiras de melhorar essa acessibilidade.
  • Ferramentas de otimização das taxas de conversão – entenda a experiência dos clientes com a sua marca ao conhecer seus comportamentos e necessidades.

Cada uma das ferramentas indicadas abaixo é referente a uma das categorias listadas acima.

1. Google Analytics

Página inicial do site Google Analytics
  • Tipo: Ferramenta analítica
  • Principais Recursos: Relatórios em tempo real, sugestões de como fazer seu site crescer e criação de anúncios publicitários
  • Avaliação: 4,5 / 5
  • Preço: Planos gratuitos e planos pagos

O Google Analytics é um dos melhores recursos de otimização de sites e possui integração com o Google Search. Essa ferramenta oferece dados detalhados e em tempo real sobre o desempenho do seu site e sobre as visitas dos usuários. Com o Google Analytics, fica mais fácil saber se suas estratégias de otimização estão fazendo a diferença no site.

A versão gratuita oferece informações suficientes para a maioria dos sites. De todo modo, grandes empresas com um alto tráfego de visitantes podem optar por uma versão premium paga, o Analytics 360. Essa versão inclui dados atualizados e ilimitados, além de análises e suporte avançados.

Conecte seu site a uma conta do Google Analytics para começar a usar a ferramenta. Também é possível adicionar o Analytics diretamente no seu painel do WordPress. Essa ferramenta de otimização passará a exibir relatórios quanto à captação de leads, engajamento de visitantes, monetização das estratégias, retenção de clientes e dados demográficos.

2. Google Search Console

Página inicial do site Google Search Console
  • Tipo: Ferramenta de SEO 
  • Principais Recursos: Desempenho dos principais elementos do site (web vitals), inspeção de URLs e usabilidade móvel
  • Avaliação: 4,8 / 5
  • Preço: Gratuito

O Google Search Console oferece uma visão geral do desempenho do site referente ao SEO. Trata-se de uma das melhores ferramentas de otimização de sites em termos de pesquisa de palavras-chave, ranqueamento nas SERPs, e correção de problemas de SEO técnico.

Para utilizar o Google Search Console, garanta que a ferramenta consegue acessar o sistema de nome de domínio do seu site, isto é, as informações DNS. Quando configurar sua conta, escolha a opção Domínio ao invés da URL. Assim, você consegue obter dados do site todo, não de apenas uma página. 

O recurso de otimização do Google Search Console oferece uma visão geral do desempenho do seu site, como impressões e taxas de cliques (CTRs). Adicionalmente, o Search Console possui seções para sitemaps, inspeção de URLs e usabilidade móvel. Essa ferramenta também disponibiliza recomendações de como melhorar seu SEO.

3. LiteSpeed

Página inicial do site LiteSpeed
  • Tipo: Ferramenta de otimização de performance
  • Principais Recursos: Tempo de carregamento das páginas, otimização de imagens, e otimizador de banco de dados
  • Avaliação: 4,5 / 5
  • Preço: Gratuito

O LiteSpeed é um software de servidor web que ajuda a acelerar o desempenho do seu site. O servidor do LiteSpeed consegue lidar com um alto tráfego de visitantes com poucos processos, ajudando a diminuir o consumo de recursos. Essa ferramenta de otimização utiliza um sistema de cache integrado no servidor, o LiteSpeed Cache, para otimizar o tempo de carregamento das páginas e o desempenho geral do site. 

Otimize seu site WordPress com o LiteSpeed Cache de graça, basta instalar o plugin. Esse plugin também está disponível em outros sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMSs), como Joomla, Magento, PrestaShop e Drupal. 

Depois de instalado, solicite uma chave de domínio a partir do seu Painel → LiteSpeed Cache → Geral → Chave de Domínio. O plugin então mostrará os dados do desempenho do site, como o tempo de carregamento da página inicial e a pontuação do Google PageSpeed, não sendo necessário rodar testes de velocidade separadamente.

Habilite o Cache de Objeto no Painel do WordPress

Object caching é o processo que armazena resultados de consultas ao banco de dados, reduzindo significativamente o tempo levado para obter os resultados. Assim, a estratégia elimina cargas desnecessárias no servidor e melhora a velocidade de resposta das páginas em até 10%.

4. WAVE

Página inicial do site WAVE
  • Tipo: Ferramenta de acessibilidade
  • Principais Recursos: Estrutura do site, relação de contraste de cores, e ícones de erro
  • Avaliação: 4 / 5
  • Preço: Gratuito

WAVE é uma das melhores ferramentas de otimização referente à identificação de qualquer elemento que esteja prejudicando a acessibilidade do seu site. Ele destaca problemas como a ausência de textos alternativos (alt-texts), erros no contraste das cores, e fontes muito pequenas em textos do site.

Insira sua URL no campo de “web page address” (endereço da página na web) e pressione enter para utilizar os recursos de análise de acessibilidade do WAVE. A ferramenta oferece um resumo do status de acessibilidade do seu site, acompanhado de detalhes do que está faltando, e mais dicas.

O relatório mostra ícones de erro ao lado dos blocos de texto, imagens e botões. Clicando nesses ícones você consegue selecionar a opção “reference”. O WAVE então irá exibir o que significam esses erros identificados, porque eles importam e quais as estratégias que devem ser executadas para resolvê-los.

5. Hotjar

Página inicial do site Hotjar
  • Tipo: Ferramenta de otimização das taxas de conversão
  • Principais Recursos: Mapas de calor do site, captura de dados automática e questionários de feedback
  • Avaliação: 4,4 / 5
  • Preço: Planos gratuitos e planos pagos

O Hotjar é um software de análise de comportamento que mostra o que os visitantes fazem no seu site. Ele mede as interações dos usuários e fornece feedbacks. Essa ferramenta de otimização possui uma versão gratuita para pequenos sites e três opções de planos premium. Elas são pagos em dólar, por ser uma ferramenta internacional:

  • Plus por US$ 31/mês – oferece mais dicas e detalhes sobre orientação on-page, mapas de calor e filtros de gravação.
  • Business por US$ 79/mês – inclui filtros por rage clicks, u-turns e HTTP referrer.
  • Scale por US$ 311/mês – possui recursos adicionais de treinamento, check-ins regulares, e acesso antecipado a novos recursos em fase de teste.

Depois de se cadastrar no Hotjar, escolha um método de instalação – você pode optar por inserir o código manualmente no script do site ou instalar um plugin. Quando o código de monitoramento do Hotjar estiver operacional no seu site, ele vai começar a gravar sessões e gerar mapas de calor.

Assim, o Hotjar se caracteriza como uma ótima ferramenta de otimização de taxas de conversão para landing pages, questionários de feedback e estratégias de testes e experimentos. Ao ajudar o usuário a entender melhor o comportamento dos visitantes do site, o Hotjar também funciona como um recurso relevante no aprimoramento da experiência do usuário.

Conclusão

A otimização de sites melhora a experiência do usuário, o tráfego do site, o ranqueamento no Google, a acessibilidade e as taxas de conversão. Neste artigo, listamos dez estratégias para otimizar seu site, incluindo marketing de conteúdo, técnicas de SEO e feedback de clientes.

Lembre-se de monitorar o desempenho do seu site antes, durante e depois de implementar essas estratégias. Os principais dados para prestar atenção são referentes ao tráfego de visitas do site, taxas de conversão, retenção de clientes e posicionamento no ranking das páginas de resultados do Google. 

Também conferimos cinco das principais ferramentas de otimização de sites que auxiliam na implementação dessas estratégias. Cada um desses recursos foca em diferentes aspectos da otimização de sites. 

Author
O autor

Bruna B. Barro

Bruna é formada em relações internacionais pela UFSC e atualmente faz mestrado em sociologia pela UFRJ. Determinada em tornar o conhecimento sobre tecnologia acessível a todas as pessoas, atua como tradutora e redatora freelancer na Hostinger. Tem experiência com tradução, localização, redação, gerenciamento de projetos, atendimento ao cliente e escrita acadêmica. No seu tempo livre gosta de assistir séries, cozinhar e jogar jogos de lógica.