Como Fazer um Blog de Viagem do Zero em 2024: Guia Passo a Passo

Como Fazer um Blog de Viagem do Zero em 2024: Guia Passo a Passo

Se você está procurando um trabalho bem remunerado que lhe permita viajar, tornar-se um blogueiro ou blogueira de viagens profissional é uma excelente opção. Mas sem a abordagem certa, começar um blog do zero pode ser desafiador e demorado.

Para ajudar no processo, este artigo fornecerá um tutorial passo a passo sobre como fazer um blog de viagens — desde a pesquisa do nicho até como ganhar dinheiro com blogs.

Vamos explorar cada passo em profundidade, oferecer dicas de blogs de viagem e responder a perguntas frequentes sobre o assunto.

1. Pesquise Sobre seu Nicho

O primeiro passo na construção de um blog de sucesso é encontrar o nicho certo. Isso dará ao site uma identidade distinta, ajudando-o a se destacar na saturada comunidade de blogs de viagens.

Se você não sabe por onde começar, aqui estão alguns exemplos de nichos de blogs de viagens:

  • Viagem econômica. Escreva artigos sobre equipamentos de viagem e acomodações acessíveis para leitores que desejam viajar com orçamento limitado.
  • Viagens de luxo. Os blogueiros de viagens de luxo geralmente analisam destinos exóticos e compartilham dicas de viagens exclusivas para quem buscam experiências luxuosas de viagem.
  • Viagens em família. Recomende itinerários e destinos adequados para crianças para famílias.
  • Viajar sozinho. Ofereça dicas e truques para fazer novos amigos e ficar seguro durante viagens solo.

Depois de escolher um nicho, pesquise o público-alvo para entender seus desafios e objetivos. Dessa forma, você pode criar conteúdo que atraia visitantes com um interesse comum e crie uma base fiel de leitores.

Escrever consistentemente sobre um tópico específico também é ótimo para otimização de SEO. Isso sinaliza a expertise do seu site, ajudando-o a subir nas classificações de palavras-chave relacionadas. Quanto mais alto o ranking do blog de viagens, mais tráfego ele irá receber.

Dica Profissional

Se você não está familiarizado com o assunto, primeiro pesquise sobre ele e torne-se um especialista. Como o Google segue a diretriz de Experiência, Especialização, Autoridade e Confiabilidade (E-E-A-T), é mais provável que um conteúdo especializado tenha um desempenho melhor. Isso ocorre porque os especialistas são menos propensos a produzir informações falsas.

Editor

Neil P.

Especialista em Marketing Digital e Empreendedor

Para encontrar ideias de conteúdo que atraiam seu público de nicho, siga estas dicas:

  • Navegue pelas redes sociais. Observe quais marcas de viagens o público segue e quais postagens recebem mais engajamento.
  • Estude seus concorrentes. Aprenda com outros blogueiros de viagens profissionais do mesmo nicho. Leia seus artigos e analise as áreas que você pode melhorar.
  • Leia os comentários. Os comentários nos principais blogs de viagens geralmente incluem feedback da comunidade, o que é ótimo para gerar ideias.
  • Pesquise estatísticas. Os dados baseados em fatos ajudam os blogueiros de viagens a encontrar tópicos relevantes, apoiar reivindicações e aumentar a autoridade do conteúdo.
  • Acompanhe as tendências do setor. Acompanhe as últimas notícias sobre viagens para gerar novas ideias de conteúdo.

2. Crie um Nome Memorável para seu Blog

Ao visitar um blog novinho em folha, uma das primeiras coisas que os leitores notam é o nome. É por isso que escolher um nome memorável para seu blog é uma ótima maneira de estabelecer uma primeira impressão positiva.

Um bom nome também atrai interesse e informa os visitantes sobre o nicho do site. Por exemplo, se o nome do blog for Visite Maldivas, as pessoas esperam encontrar dicas e recomendações de viagem na exótica ilha.

Siga estas práticas recomendadas para encontrar um nome de site de blog de viagens adequado:

  • Pense em palavras relevantes. Liste palavras relacionadas ao seu nicho de blog de viagens. Por exemplo, blogs de viagens voltados para a família podem usar termos como “crianças”, “bebês”, “pais” e “diversão”.
  • Use geradores de nomes. Use geradores de nome de blog para acelerar o processo de brainstorming.
  • Pense no público-alvo. Considere a linguagem e o estilo adequados ao público-alvo. Por exemplo, se o tom do blog for mais profissional do que casual, escolha um nome que reflita isso.
  • Seja criativo. Experimente combinações de palavras e estilos únicos. Os blogs casuais provavelmente injetarão mais personalidade e sagacidade em seu nome.
  • Torne-o simples e memorável. Evite palavras, frases, caracteres e números complicados. Em vez disso, crie um nome de blog cativante que as pessoas possam lembrar facilmente.
  • Peça uma segunda opinião. Apresente várias opções de nomes de blogs de viagens para o seu público-alvo e peça que escolham o favorito.

Ao pensar em um título de blog, considere também o registro de domínio. Embora existam infinitas possibilidades ao escolher um nome de blog, os endereços de domínio são únicos. Por exemplo, só pode haver um viagensincriveis.com.br. As opções ficam ainda mais limitadas quando você está usando o .com, que é a extensão mais popular do mundo.

Verifique entre as extensões de domínio da Hostinger para saber se o tipo que você quer está disponível para seu blog de viagens. E se quiser sugestões criativas de nomes para um blog de viagem, use nosso criador de nome de empresa: ele mostra opções prontas de a partir de palavras que você insere na ferramenta de IA. É super prático.

Ferramenta de Pesquisa de Domínio

Descubra se um nome de domínio está disponível

Depois de encontrar um nome de domínio adequado, registre-o por meio de um registrador credenciado pela ICANN, como a Hostinger.

O preço dos nomes de domínio varia de acordo com a noção de valor do público em geral. Em média, espere pagar cerca de R$ 40-70/ano. No entanto, você pode conseguir um preço ainda melhor ao optar por extensões mais recentes. Por exemplo, o domínio .blog custa apenas R$ 22,99 para o registro inicial. Você será cobrado extra por recursos adicionais, como proteção de privacidade de domínio, se desejar ocultar seus detalhes de registro do diretório WHOIS público.

Felizmente, é possível ganhar um domínio grátis e proteção de privacidade WHOIS. Basta comprar um dos planos de hospedagem da Hostinger com domínio gratuito a partir de R$12.99 para reivindicar o seu.

3. Escolha uma Plataforma para seu Blog

O próximo passo para começar um blog de viagens é escolher a melhor plataforma de blog. Geralmente, existem duas categorias para escolher: um construtor de sites e um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS).

Um CMS é uma categoria de softwares para criar e gerenciar um blog. Com cerca de 60% de participação no mercado, o WordPress é o CMS mais popular. Outras opções são o CMS Drupal e o Joomla, um outro CMS flexível.

Embora o WordPress seja uma plataforma incrivelmente fácil de usar, alguns usuários podem precisar se familiarizar primeiro com o funcionamento do painel do WordPress.

Por outro lado, os criadores de sites geralmente vêm com um editor de arrastar e soltar, resultando em um processo de aprendizado mais rápido. Um ótimo exemplo é o Criador de Sites da Hostinger, que permite criar um site em minutos.

Ambas as plataformas de blog permitem que você crie sites sem precisar mexer com programação, mas cada solução tem seus próprios pontos fortes e fracos.

Se você não tiver certeza de qual escolher, vamos ver a comparação entre um construtor de sites e o WordPress com mais detalhes.

infográfico explica as diferenças entre WordPress e um criador de sites

WordPress

O WordPress oferece uma rica biblioteca de plugins e temas, proporcionando excelente personalização e escalabilidade. Existe um plugin para quase todas as funcionalidades do site de que você precisa.

Além disso, usar o WordPress permite migrar seu site de um provedor de hospedagem para outro sem problemas.

Dito isso, os iniciantes podem inicialmente ter dificuldade para navegar pelo painel do WordPress. Leva tempo para se acostumar com todos os recursos que o WordPress tem a oferecer.

Em termos de custo, a plataforma em si é gratuita para instalar e usar, mas você deve adquirir um plano de hospedagem, nome de domínio e certificado SSL separadamente. Isso sem falar na compra de plugins premium para recursos mais avançados de que você pode precisar.

Prós:

  • Extensa biblioteca de plugins e temas de terceiros
  • A migração entre diferentes hospedagens é possível
  • Mais controle sobre o back-end do site

Contras:

  • Curva de aprendizado acentuada em comparação com um construtor de sites
  • Os custos totais de criação de sites podem ser mais caros com plugins e temas premium

Melhor para: usuários com algum conhecimento técnico que preferem personalização extensiva

Criador de Sites da Hostinger

Se você deseja ter uma experiência de construção de site mais simples e direta, recomendamos o Criador de Sites da Hostinger.

Com a ajuda da inteligência artificial, gerar o design inicial do seu blog leva apenas alguns minutos. Você pode personalizar os elementos de acordo com suas preferências e adicionar novas páginas usando o editor intuitivo.

Além disso, esta plataforma oferece uma ferramenta Escritor de IA para ajudar você a escrever e publicar postagens de blog mais rapidamente.

Outro destaque é sua escalabilidade. Como a Hostinger oferece o construtor para todos os usuários, você pode começar com um plano compartilhado básico e atualizar os recursos de hospedagem conforme necessário. Isso é excelente para proprietários de sites que precisam de soluções em nuvem ou VPS e, ao mesmo tempo, desejam a facilidade de um construtor de sites.

Prós:

  • Editor visual de arrastar e soltar com análise de mapa de calor
  • Ferramentas de IA para criação mais rápida de sites, incluindo um Criador de Logos com IA
  • Recursos integrados de SEO e comércio eletrônico

Contras:

  • Não há suporte via telefone disponível, mas os usuários podem entrar em contato com a equipe de sucesso do cliente por email ou chat em tempo real a qualquer momento.

Melhor para: iniciantes e empresários ocupados que desejam uma experiência simples e direta de criação de sites

Resumindo, ambas as plataformas são opções igualmente ótimas — só depende do que você precisa.

Se você deseja controle prático e flexibilidade, escolha o WordPress. No entanto, se você preferir uma experiência de criação na Web mais fácil de usar e sem esforço, escolha o Criador de Sites da Hostinger.

Independentemente da plataforma, você deve contratar um serviço de hospedagem antes de criar um blog de viagens.

Dica

Caso queira mais alternativas aos CMS acima, experimente o Construtor de Sites da Hostinger. Ele tem todas as ferramentas que você precisa para criar um blog rapidamente, além de templates para sites feitos por designers profissionais e um criador de logos online para você ter uma logomarca impactante.

Se preferir, você também pode usar o Criador de Site com Inteligência Artificial. Ele automatiza todo o processo desde o início: a escolha do template para o tipo de site, a criação de logo e até textos automáticos para compor as páginas do seu blog. É bem prático e rápido.[/protip]

4. Contrate uma Hospedagem de Sites

A hospedagem de sites é um serviço que permite aos usuários alugar espaço no servidor para armazenar dados do site. Existem muitas empresas de hospedagem no mercado, cada uma oferecendo vários planos de hospedagem a preços diferentes.

Normalmente, os planos básicos têm largura de banda limitada e permitem hospedar apenas um site. Por outro lado, os planos avançados podem oferecer mais recursos para hospedar vários sites.

Escolher o provedor e o plano de hospedagem certos é crucial para garantir um desempenho estável do blog WordPress. Preste atenção aos seguintes critérios ao selecionar uma empresa de hospedagem:

  • Segurança. Selecione um provedor que ofereça recursos de segurança robustos, como certificados SSL free, firewalls, atualizações regulares de software e contramedidas para ataques DDoS.
  • Velocidade. Um site de carregamento rápido é essencial para proporcionar a melhor experiência ao usuário e reter visitantes. Selecione um provedor de hospedagem rápido que tenha centros de dados em todo o mundo e use uma tecnologia avançada de hospedagem.
  • Tempo de atividade. Uptime refere-se a um período em que um servidor de hospedagem está funcionando. O padrão atual da indústria é de 99,9%, que você deve priorizar ao navegar em hosts da web.
  • Suporte. Ao fazer um blog de viagens, problemas podem surgir ao longo do caminho. Um bom provedor de hospedagem deve fornecer suporte ao cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana, para ajudar os usuários a solucionar erros.

Se você preferir o WordPress, a Hostinger oferece planos de hospedagem WordPress seguros e rápidos com garantia de uptime de 99,9%, um domínio grátis pelo primeiro ano e suporte via chat em tempo real 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Nossos planos WordPress gerenciados também incluem backups e atualizações automatizados, suporte multisite, cache LiteSpeed para desempenho máximo e um instalador automático que permite instalar o WordPress rapidamente.

Por outro lado, se você quiser experimentar o Criador de Sites da Hostinger, adquira nosso pacote integrado de Construtor de Sites com Hospedagem. Ele oferece tudo o que um plano de hospedagem padrão oferece, além de um editor de arrastar e soltar e um conjunto de ferramentas de inteligência artificial.

Dica

Se você conhece alguém que tem um site, pergunte quanto esta pessoa paga no serviço de hospedagem e se ela está feliz com os serviços que recebe. Se você não sabe por onde começar, recomendamos comprar hospedagem de sites na Hostinger, pois você recebe grandes descontos e até um domínio gratuito em nossos planos selecionados.

Depois de adquirir um plano de hospedagem, o próximo passo é personalizar o site.

5. Personalize seu Blog de Viagem

Um blog de viagens atraente e fácil de usar deixará uma primeira impressão positiva nos visitantes e os obrigará a continuar lendo. Esta seção mostrará como personalizar a aparência, a funcionalidade e os recursos do blog.

Estabeleça seu Branding

Antes de projetar o site WordPress ou criar qualquer conteúdo, você precisará estabelecer uma identidade de marca forte. Isso diferenciará seu site de viagens de outros blogueiros, tornando-o mais reconhecível e memorável para novos leitores. Siga estas práticas recomendadas:

  • Entenda o público-alvo. Realize estudos de usuários para entender os interesses e características do público. Por exemplo, se o seu nicho for de viagens baratas, o público-alvo provavelmente são aspirantes a mochileiros em busca de recomendações de viagens de baixo custo.
  • Defina os objetivos do blog. Depois de conhecer o mercado-alvo, defina os objetivos e valores que atendam a eles. Por exemplo, o blog The Points Guy visa ajudar os leitores a reduzir as despesas de viagem acumulando pontos no cartão de crédito.
  • Construa uma comunicação de marca eficaz. Use narrativas atraentes para que os valores do seu site ressoem com o público. Por exemplo, inspire os leitores contando uma história sobre o início do blog e os obstáculos que você teve que superar.
  • Seja consistente. Expresse a mensagem e os objetivos da marca por meio de todos os elementos do site. Isso inclui esquemas de cores, fontes, títulos de blog, slogans e imagens.
  • Ajuste o estilo de escrita. Ao criar postagens de blog, combine o estilo de escrita e a voz com a identidade da marca. Por exemplo, blogs casuais podem usar linguagem simples e um tom amigável.
  • Seja autêntico. Evite publicar conteúdo que outros blogueiros já cobrem. Em vez disso, ofereça dicas exclusivas de blogs de viagens com base em sua experiência pessoal.

Escolha um Tema para seu Blog de Viagem

Outra etapa crucial na construção da marca é a criação de uma identidade visual. Felizmente, o WordPress oferece vários temas na biblioteca oficial do WordPress ou em fontes de terceiros.

Ao escolher um tema profissional, preste atenção nestes fatores:

  • Preços. O tema deve oferecer várias opções de preços para diferentes orçamentos. Ao optar por uma versão paga, verifique se ela oferece uma boa relação de custo-benefício.
  • Características. Verifique se o tema possui todos os recursos de que você precisa, como uma rica biblioteca de fontes, suporte dedicado e compatibilidade com o editor WordPress Gutenberg.
  • Atualizações. Certifique-se de que o tema seja atualizado regularmente. Temas desatualizados podem ser vulneráveis a violações de segurança.
  • Singularidade. Escolha um tema que ofereça ferramentas de personalização. Um visual exclusivo do site faz você se destacar entre os concorrentes.
  • Qualidade do código. Um tema com código de alta qualidade ajudará as páginas da web a carregar mais rapidamente, melhorando a experiência geral dos usuários.
  • Capacidade de resposta. Os dispositivos móveis (link em inglês) respondem por 58,99% de todo o tráfego da internet, portanto é crucial escolher um tema compatível com dispositivos móveis. Se um site móvel não carregar em cinco segundos, 74% dos visitantes (link em inglês) irão abandoná-lo.

Os temas gratuitos do WordPress podem ser suficientes para a maioria dos blogs. No entanto, outros podem se beneficiar significativamente com a atualização para um template pago. Aqui estão algumas áreas em que os temas gratuitos e premium diferem:

  • Número de recursos. Um tema gratuito geralmente tem recursos limitados. Enquanto isso, os temas premium oferecem mais funcionalidades, como modelos de página, várias fontes e elementos personalizados.
  • Frequência de atualizações. Muitos ataques ao WordPress acontecem devido a vulnerabilidades de segurança encontradas em temas desatualizados (link em inglês). É mais provável que um tema premium seja atualizado com frequência do que um gratuito.
  • Canal de suporte. A maioria dos temas gratuitos não oferece um canal de suporte dedicado, enquanto muitos temas premium oferecem. Com acesso ao suporte dedicado, os usuários que encontram um problema podem facilmente pedir ajuda.

Aqui estão alguns temas de blog para WordPress que recomendamos:

  • Tema da Hostinger para Blogs. Um tema WordPress gratuito que está disponível com nossos planos de Hospedagem Business e Cloud. Ele é totalmente responsivo e alimentado por um gerador de conteúdo AI com integração com o Unsplash, permitindo que você preencha seu site com texto relevante e exclusivo, assim como belas imagens, em poucos minutos.
  • Blossom Travel. Um tema freemium projetado para criar um blog de viagens elegante e feminino. O Blossom Travel é totalmente responsivo e otimizado para mecanismos de pesquisa. O tema também possui opções de cores ilimitadas, vários widgets personalizados e suporte para banner de vídeo.
  • Astra. Um tema WordPress rápido e poderoso com mais de 240 modelos iniciais pré-fabricados. O Astra é compatível com os principais criadores de páginas, fornecendo todas as ferramentas necessárias para criar um blog de viagens atraente.
  • Bingle. Um tema gratuito baseado em Elementor e pensado para várias finalidades. Possui 11 sites iniciais pré-construídos, incluindo um adequado para um blog de viagens amigável para SEO e responsivo para dispositivos móveis.
  • Essence Pro. Um tema profissional sofisticado projetado para blogueiros em vários nichos. Além da capacidade de resposta móvel e compatibilidade com WooCommerce, ele suporta recursos de acessibilidade e o Genesis Framework para personalização intuitiva.
  • Soledad. Um tema profissional de vários conceitos para vários propósitos de blog. Além de uma garantia de velocidade, SEO e compatibilidade com dispositivos móveis, o Soledad inclui mais de 220 sites iniciais pré-construídos e AMP para carregamento mais rápido.

Para instalar um tema do WordPress, abra o painel e vá para Aparência → Temas. Selecione Adicionar Novo e navegue pela biblioteca do WordPress. Depois de encontrar um tema adequado, clique em Instalar e Ativar.

Como alternativa, baixe um tema de fontes de terceiros, como Envato Market e MOJO. Depois disso, clique em Adicionar novo → Carregar tema, escolha o arquivo ZIP do tema e instale-o.

Use o editor de blocos do Gutenberg para personalizar ainda mais o site. Alguns temas também oferecem suporte a criadores de páginas de arrastar e soltar, como o Elementor. Isso permite que os usuários ajustem os elementos em tempo real e com mais detalhes.

Da mesma forma, o Criador de Sites da Hostinger tem mais de 100 modelos totalmente personalizáveis que você pode escolher para o seu blog de viagens. Os temas também são responsivos e otimizados para qualquer tamanho de tela.

Na página de modelos, você pode ir para a categoria Viagem e navegar por temas de sites pré-criados relevantes para o seu nicho. Como alternativa, vá até a categoria Blog para conferir mais opções de modelos.

templates de sites de viagem no criador de sites da Hostinger

Crie um Logo e um Slogan

Um logotipo é uma representação visual do blog de viagens, geralmente na forma de uma marca de letra, marca de palavra ou símbolo. Ele comunica os valores da marca e a torna mais reconhecível.

Antes de criar um logotipo, é essencial determinar quais mensagens ele deve transmitir e como ele se relaciona com sua marca geral.

Para se inspirar, dê uma olhada nos melhores blogs de viagens:

  • Expert Vagabond. O logotipo deste blog de viagens ilustra quem o gere, dando um toque pessoal à marca.
  • Hand Luggage Only. O logotipo é uma marca manuscrita simples que se encaixa no branding geral do site.
  • Adventurous Kate. Um dos principais blogs de viagens pessoais para mulheres que viajam sozinhas, o logotipo da Adventure Kate dá uma impressão divertida, feminina e ousada. O blog de viagens consegue isso combinando uma fonte estilo script e uma fonte elegante em letras maiúsculas.
  • Travel Freak. Com fonte em negrito, esquema bicolor e ilustração simples de montanha, o logotipo deste blog é simples, mas dinâmico.

Dependendo do orçamento e das habilidades de design, existem várias opções para criar um logotipo.

Se você é versado em design gráfico, tente criar diferentes esboços à mão. Depois disso, escolha um que se adeque à sua marca e design de blog.

Para ajudar no processo de seleção, consulte outros viajantes ou membros do público-alvo. Depois de decidir sobre um esboço, crie sua versão digital usando um software como o Photoshop.

Blogueiros de viagens com habilidades limitadas de design podem usar o Criador de Logos da Hostinger. Aproveitando o poder do aprendizado de máquina, esta ferramenta oferece uma maneira acessível e fácil de criar um logotipo exclusivo instantaneamente.

criador de logos da Hostinger com a escolha de gerar um logo com ia

Outra opção é contratar um designer gráfico profissional. Embora exija algum investimento inicial, eles podem fazer um logotipo de alta qualidade para você.

Procure uma agência ou um designer freelancer em sites como Upwork ou 99designs. Antes de contratar um designer, encontre um cujo estilo se encaixe na identidade visual, nas ideias e nas necessidades do seu blog de viagens.

Além disso, um slogan cativante é essencial para comunicar o propósito e o nicho do blog.

Por exemplo, o nome “Tiago Viajante” significa que é um blog de viagens, mas é muito generalizado. Se vier com um slogan como “Blog de viagem solo para iniciantes”, novos leitores entenderão imediatamente o que esperar do conteúdo do site.

O processo de criação de um slogan de blog de viagens é semelhante à criação de seu nome. No entanto, um slogan permite que você use mais palavras, dando a elas mais espaço para experimentação.

Se você não sabe por onde começar, use um gerador de slogan online. Basta inserir uma palavra-chave e a ferramenta oferecerá automaticamente ideias de frases.

gerador de slogans da Hostinger

Projete seu Blog de Viagem

Uma experiência de leitura única pode fazer maravilhas pelo seu blog. Embora o conteúdo real seja o mais importante, a aparência também é relevante.

A ideia de design para o blog de viagens deve estar alinhada com o branding estabelecido nas etapas anteriores. Cada elemento deve ajudar a criar uma experiência consistente em todo o site.

Por exemplo, blogs de viagens divertidos podem implementar esquemas de cores vivas, fontes sem serifa e elementos animados.

Você também deve garantir que o blog de viagens seja fácil de usar. Sites com um sistema de navegação ruim podem frustrar os visitantes, dificultando a exploração do conteúdo. Recomendamos a criação de um mapa do site para garantir um fluxo agradável para os usuários (link em inglês).

Para se inspirar, confira estes blogs de viagens bem elaborados:

  • 12hrs. Este site de viagens executa seu conceito com navegação intuitiva e layout diferenciado. Por exemplo, sua série “12hrs” usa fotos de página inteira, cabeçalhos grandes com fundos coloridos e apresentações de slides para criar uma experiência de leitura imersiva.
  • Salt in our Hair. Um excelente exemplo de um blog que coloca a facilidade de uso em primeiro lugar. O menu de navegação categoriza os destinos de viagem por continente, facilitando a localização do conteúdo desejado. Esteticamente, o blog usa cores suaves, fontes lúdicas e fotos em molduras exclusivas para criar uma aparência dinâmica.
  • Anywhere We Roam. Um ótimo exemplo de um web design simples, mas eficaz. Este blog de viagens usa cabeçalhos grandes e marcantes para convidar os leitores a continuar navegando. A abundância de espaço em branco também eleva o texto e as imagens.

Os plugins do construtor de páginas, como Elementor e Beaver Builder, são excelentes para web design do tipo DIY e sem mexer com códigos. Como alternativa, contrate um desenvolvedor web ou designer que cobre um valor mais barato em plataformas freelancers como Upwork.

Instale os Plugins Necessários

Os plugins permitem que os usuários adicionem recursos extras a seus sites sem precisar programá-los manualmente. Alguns plugins elevam a experiência dos visitantes, enquanto outros ajudam os proprietários de sites a realizar tarefas com mais eficiência.

Com mais de 60 mil plugins WordPress disponíveis na biblioteca oficial, é seguro assumir que existe um para quase todas as necessidades.

Para instalar um plugin do WordPress, vá para o painel do WordPress e acesse Plugins → Adicionar Novo. Como alternativa, os usuários também podem instalar um plugin baixado de outra fonte, carregando seu arquivo. Para fazer isso, navegue até Plugins → Adicionar novo → Carregar Plugin.

Aqui está uma lista dos melhores plugins WordPress para blogs de viagens:

  • Yoast SEO. O plugin de SEO mais popular é cheio de recursos, como limpeza de links permanentes, modelos de título e meta descrição, além de uma ferramenta de análise de conteúdo para escrever artigos compatíveis com SEO.
  • MonsterInsights. Este plugin integra o Google Analytics no painel do WordPress, permitindo fácil acesso a informações detalhadas dos visitantes.
  • Wordfence Security. Um plugin que protege sites contra ataques de malware e crimes cibernéticos. Seus recursos de assinatura incluem um firewall que bloqueia tráfego malicioso, um scanner de malware e login de autenticação de dois fatores.
  • Proteção Contra Spam Akismet. A seção de comentários é um excelente lugar para os blogueiros de viagens se conectarem com seus leitores. Infelizmente, algumas mensagens podem conter conteúdo malicioso. Felizmente, este plugin filtra automaticamente possíveis comentários de spam e URLs enganosos.
  • LiteSpeed Cache. Este plugin de aceleração de site tudo-em-um funciona no nível do servidor para aumentar a velocidade de suas páginas. Para usuários de hospedagem baseados em LiteSpeed, otimizar o WordPress com LiteSpeed Cache é obrigatório.
  • Smush. A maioria dos sites de viagens possui toneladas de conteúdo visual, o que pode diminuir a velocidade de carregamento se não for gerenciado adequadamente. Este plugin permite que os blogueiros de viagens otimizem, comprimam e carreguem imagens lentamente para garantir um desempenho rápido do site.
  • Geo Mashup. Como blogueiro de viagens, adicionar um mapa interativo ao seu conteúdo pode elevar a experiência do leitor. Este plugin oferece integrações com vários provedores de mapas, incluindo Google Maps, OpenLayers e Leaflet.
  • Blog2Social. Permite que os usuários agendem postagens de seus artigos em várias redes sociais, incluindo Facebook, Twitter e Pinterest.
  • Creative Mail. O email marketing é uma excelente maneira de alcançar e se conectar com o público-alvo. Este plugin permite criar listas de email e campanhas de marketing por e-mail diretamente do painel do WordPress.

Lembre-se de que a instalação de muitos plugins pode tornar seu site lento e afetar negativamente a experiência do usuário. Assim, certifique-se de escolher com cuidado.

Com o Hostinger Website Builder, você não precisa instalar nenhum plug-in. Ele é equipado com sistemas de segurança avançados, um kit de ferramentas de SEO pré-instalado, integração de mídia social e análise de desempenho.

Por exemplo, conecte seu site ao Google Analytics para monitorar as métricas do site, habilite o AdSense para começar a ganhar dinheiro e integre-o ao WhatsApp para se comunicar com seus leitores instantaneamente.

6. Configure as Páginas

Outro elemento essencial de um blog de viagens são as páginas da web. Embora não haja uma regra fixa, um blog de viagens costuma ter o seguinte conteúdo:

  • Pagina inicial. Para estabelecer uma ótima primeira impressão, ela deve informar imediatamente os visitantes sobre o nicho de blogs de viagens do site.
  • Página Sobre Nós. Descreva os objetivos, valores e missão do blog. Para construir ainda mais uma conexão com os leitores, exiba sua foto e conte histórias interessantes sobre como criar um blog de viagens.
  • Página de Contato. Forneça suas informações de contato para que as agências de viagens possam entrar em contato para oferecer parcerias.
  • Página do Blog. Ofereça dicas de viagens, recomendações de destinos e análises de equipamentos de viagem. Ao configurar uma página de blog, certifique-se de adicionar o Query Loop Block (link em inglês) para que ele atualize o conteúdo automaticamente.

Muitos blogs de viagens também adicionam páginas personalizadas para ajudar os usuários a navegar rapidamente pelo conteúdo. Por exemplo, o Expert Vagabond tem seções como “Destinos”, “Viagens” e “Vida Nômade”. Essas páginas têm links para outros artigos dentro da mesma categoria.

blog de viagem expert vagabond

Para criar uma página, faça login no painel de administração do WordPress e siga estas etapas:

  1. Na barra lateral esquerda, vá para Páginas → Adicionar novo.
  2. Quando o editor de blocos aparecer, insira o título da página.
  3. Adicione blocos da biblioteca para criar vários tipos de conteúdo e widgets.
  4. Altere o URL com base em sua preferência na barra lateral direita.
  5. Quando terminar, selecione Publicar.
página de exemplo do editor de blocos do WordPress

Para fazer com que determinadas páginas apareçam no menu de navegação do site, altere o Bloco de Navegação. Veja como:

  1. Vá para Aparência → Editor.
  2. Depois que o editor de blocos for exibido, clique no ícone de mais no canto superior esquerdo.
  3. Vá para Blocos e procure por Navegação.
  4. Adicione as páginas que deseja exibir no menu.
editor de blocos do WordPress

Adicionar novas páginas com o Criador de Sites da Hostinger também é fácil — leva apenas alguns cliques para escolher um modelo e personalizá-lo ao seu gosto.

Na interface de edição, vá para Páginas e Navegação → Adicionar Página. Aqui, você verá opções de página pré-criadas, incluindo as páginas Sobre, Contato e Blog.

criador de sites do wordpress

Depois de selecionadas, essas páginas aparecerão automaticamente no menu de navegação do seu site. Tudo o que resta a fazer agora é personalizá-lo ao seu gosto.

7. Publique seus Primeiros Posts

Depois de configurar o site WordPress, é hora de adquirir novos leitores por meio de postagens no blog. Comece decidindo sobre um tópico, escrevendo conteúdo de alta qualidade e configurando o cronograma de pós-publicação.

Determine o Tema do Blog

Antes de escrever conteúdo para o blog, é crucial selecionar tópicos relevantes para seu público-alvo. Um bom ponto de partida é identificar seus interesses e pontos problemáticos.

Para fazer isso, realize pesquisas de palavras-chave usando ferramentas como o Ahrefs. Basta acessar o Explorador de Palavras-chave, inserir seu nicho de viagem e a ferramenta mostrará uma lista de palavras-chave populares.

pesquisa de palavra-chave no Ahrefs

Se você estiver com um orçamento apertado, use ferramentas gratuitas como Answer The Public e Keyword Surfer.

Ao escolher um tópico, recomendamos palavras-chave de baixa concorrência e cauda longa em vez daquelas com volumes de pesquisa extremamente altos. Dessa forma, seu novo blog de viagens terá mais chances de ter uma classificação alta nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa (SERPs).

Por exemplo, será mais fácil classificar os “melhores hotéis baratos no Havaí” em vez de apenas “melhores hotéis”.

Escreva Conteúdo de Alta Qualidade

Depois de determinar o tópico, comece a escrever uma postagem no blog. Existem vários tipos de conteúdo a serem considerados:

  • Guias de viagem. Ofereça dicas que ajudem os leitores a aproveitar ao máximo suas viagens. Dependendo do nicho, as ideias de conteúdo incluem “Os melhores horários para visitar Paris” e “5 coisas para preparar antes de ir fazer trilha”.
  • Recomendações. Forneça uma lista dos melhores destinos de viagem, acomodações, equipamentos, pontos de referência e lembranças locais.
  • Avaliações. Escreva comentários detalhados sobre suas estadias em hotéis ou visitas a restaurantes. Dessa forma, os leitores podem tomar decisões informadas antes de ir a esses lugares.
  • Relatórios da indústria. Seja conduzindo sua própria pesquisa ou compilando estatísticas de diferentes fontes, relatórios sobre o setor adicionam mais autoridade ao blog.
  • Dicas de monetização. A maioria dos aspirantes a blogueiros de viagens está procurando maneiras de ganhar dinheiro online. Assim, oferecer dicas de monetização ajudará seu blog a ressoar mais com os leitores. Um excelente exemplo de conteúdo é “Como ganhar dinheiro como blogueiro de viagens”.

Para criar uma postagem no blog, faça login no painel do WordPress e vá para Posts → Adicionar Novo. Depois disso, siga estes métodos para produzir conteúdo de alta qualidade:

  • Crie uma estrutura clara. O rascunho ajuda a organizar a estrutura do conteúdo, manter o foco no tópico e evitar o bloqueios mentais. Ele fornece um roteiro claro para acelerar o processo de escrita.
  • Otimize para mecanismos de pesquisa. Implemente as práticas recomendadas de SEO do WordPress para aumentar as chances de classificação alta no Google. Responda imediatamente à intenção de pesquisa do público e otimize o artigo com palavras-chave relevantes.
  • Use um plugin de SEO. A configuração do Yoast SEO ajuda na otimização do conteúdo na página. Depois de ativado, o plugin aparecerá próximo à parte inferior do editor de blocos, oferecendo ferramentas de SEO e sugestões em tempo real.
  • Adicione elementos visuais. Quer você use imagens originais ou fotos, os recursos visuais ajudam os escritores a dividir o texto e aumentar a experiência de leitura. Alguns visitantes também preferem assistir a vídeos do que ler textos, então incorporar um no artigo é uma boa prática.
  • Revise e edite o artigo. Uma vez terminado, edite e revise cuidadosamente o seu artigo. Não hesite em fazer mudanças consideráveis, como reorganizar a estrutura para melhorar o fluxo ou excluir seções inchadas para melhorar a legibilidade.

Se você usa o Hostinger Criador de Sites da Hostinger, vá para Blog → Adicionar nova Postagem.

Assim que o editor de postagem for aberto, clique em Alterar título da postagem para editar cabeçalho, descrição, URL, autor, data, imagem em destaque e categoria da postagem. Depois disso, você pode começar a escrever ou gerar o conteúdo do post usando nossa ferramenta AI Assist.

assistente de escrita de IA da Hostinger

Para otimizar o site para os motors de busca, acesse Analytics → SEO e selecione uma página. A partir daí, descreva sua página em algumas frases, escolha três palavras-chave relevantes e personalize o meta título e a descrição.

Ao iniciar um blog de viagens, não se preocupe com suas habilidades de redação e experiência no setor. Se produzir postagens de blog de forma consistente, você acabará adquirindo as habilidades e conhecimentos necessários.

Dica Profissional

Digamos que você esteja começando numa área e não seja um especialista. Você pode falar sobre sua jornada, o que sente, o que gosta e o que não gosta, e as pessoas podem acompanhá-lo em sua jornada. Como eles estão seguindo você, há essa conexão emocional, o que é ótimo. Mas, além disso, você está aprendendo e melhorando a si mesmo. E, eventualmente, você se tornará um especialista.

Editor

Neil P.

Especialista em Marketing Digital e Empreendedor

Agende Postagens

A chave para se tornar um blogueiro de sucesso é ter uma estratégia de conteúdo bem planejada e postar de forma consistente.

Por padrão, os usuários podem agendar postagens do WordPress para uma hora e data específicas por meio do editor de blocos do Gutenberg:

  1. Clique no ícone de engrenagem no canto superior direito.
  2. Na guia Publicar, selecione Imediatamente ao lado de Publicar.
  3. Agende a postagem com base em sua hora e data preferidas.
programação de postagem do WordPress

No entanto, esse recurso integrado tem várias limitações. Uma delas é que você só pode agendar uma postagem de blog por vez.

O WordPress também depende de carregamentos de página para acionar tarefas automatizadas. Em outras palavras, ele não publicará postagens agendadas quando ninguém visitar seu site no horário pré-determinado.

Para publicar artigos em massa e evitar erros de agendamento do WordPress, instale plugins do WordPress como o SchedulePress. Seu calendário editorial permite aos usuários agendar centenas de postagens facilmente. Além disso, a ferramenta verificará os artigos perdidos e os publicará automaticamente.

Se agendar postagens por meio do Criador de Sites da Hostinger, abra a página do blog de destino e clique no botão Alterar título da Postagem para acessar as Configurações de Postagem.

Na seção Geral, role para baixo até Agendar Postagem, ative o botão e escolha uma data de publicação.

8. Promova seu Blog e Faça seu Público Crescer

Para se tornar um blogueiro de viagens de sucesso, publicar artigos é apenas o começo: também é importante promover o site. Esta etapa trata de direcionar o tráfego para seu blog de viagens e fazer com que as pessoas leiam seu conteúdo.

Aqui estão as formas mais comuns de comercializar um blog e aumentar sua base de leitores:

  • Otimização de SEO. Otimizar o site de viagens para o Google é uma das melhores maneiras de promovê-lo gratuitamente. Usar plugins como o Yoast SEO para segmentar palavras-chave específicas pode ajudar a ranquear melhor com os artigos, aumentando as chances de conquistar novos leitores.
  • Marketing de redes sociais. Compartilhe suas postagens de blog em plataformas de mídia social como Twitter, Instagram e Pinterest. Cada plataforma tem seus pontos fortes. Por exemplo, o Twitter é ótimo para campanhas de marketing boca a boca, enquanto o Instagram e o Pinterest são mais adequados para conteúdo visual pesado.
  • Email marketing. Com o email marketing, os blogueiros podem atingir seu público por meio de mensagens personalizadas. Aumente uma lista de assinantes convidando as pessoas a se inscreverem em seu boletim informativo. Para convencê-los, ofereça conteúdo exclusivo como eBooks como incentivo.
  • Escreva guest posts. A postagem de convidado é uma ótima maneira de obter backlinks para o seu site, consequentemente aumentando sua credibilidade em um determinado tópico.
  • Participe de fóruns e comunidades de viagens. Crie conexões com outros blogueiros de viagens e líderes do setor participando de comunidades de viagens. No entanto, certifique-se de cumprir as regras dos fóruns, já que alguns não permitem a autopromoção.
  • Anúncios de pagamento por clique. Se você está procurando uma solução de curto prazo, a publicidade paga é uma ótima opção. Para começar, inscreva-se em plataformas como Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads.

Experimente diferentes abordagens para encontrar as opções corretas. Embora existam muitas maneiras de comercializar seu blog de viagens, concentre-se apenas em algumas selecionadas. Executar duas excelentes campanhas de marketing é melhor do que ter 10 abaixo da média.

Dica Profissional

Você deve olhar para todos os canais de marketing como uma abordagem omnichannel. Use a mídia social e o SEO para coletar mais emails e promova seu conteúdo continuamente para seu público por meio de emails para gerar conversões. Escolha o canal de marketing que seria mais fácil para você e, eventualmente, adicione outros canais. A próxima coisa que você sabe é que você tem quatro ou cinco canais para os quais está indo atrás.

Editor

Neil P.

Especialista em Marketing Digital e Empreendedor

Conecte-se ao Google Analytics

Determine o sucesso das campanhas de marketing usando ferramentas como o Google Analytics 4 (GA4). Ele permite analisar métricas de tráfego e medir o crescimento do blog.

Para conectar um site WordPress ao Google Analytics 4, primeiro crie uma nova conta:

  1. Acesse a página inicial do Google Analytics 4, clique em Comece hoje mesmo e faça login com sua conta do Google.
  2. Forneça um nome de conta na Configuração da Conta. Em Configurações de Compartilhamento de Dados da Conta, marque a caixa de Produtos e Serviços do Google.
  3. Clique em Avançar para criar uma nova propriedade. Insira o nome da propriedade e selecione o fuso horário e a moeda.
  4. Vá para a próxima tela e forneça os detalhes da sua empresa, como categoria e tamanho do setor.
  5. Clique em Criar e uma janela do Contrato de Termos de Serviço será exibida. Selecione Aceito para finalizar a configuração.
  6. Quando o painel aparecer, vá para Admin → Propriedade → Fluxos de dados → Adicionar Fluxo e escolha Web.
  7. Preencha o endereço do seu site e crie um nome de transmissão.
    configuração do google analytics 4
  8. Por fim, clique em Criar Fluxo.

Depois disso, instale o plugin MonsterInsights para acessar o Google Analytics 4 no painel do WordPress.

Para usuários do Criador de Sties da Hostinger, basta acessar Analytics → Integrações na interface de edição. Clique em Conectar ao lado do Google Analytics e insira o ID da sua conta.

integração do Google Analytics com o Criador de Sites da Hostinger

9. Ganhe Dinheiro com seu Blog de Viagem

Assim que o blog de viagens adquirir tráfego suficiente, haverá muitas oportunidades de monetizá-lo. Algumas pessoas podem até deixar o emprego e se tornar blogueiros de viagens em tempo integral.

Aqui estão algumas maneiras comuns de ganhar dinheiro com blogs:

  • Anúncio. Exiba anúncios no blog de viagens inscrevendo-se em redes de anúncios, como Google Adsense, Mediavine e Ezoic. Algumas plataformas podem exigir que os sites atinjam um determinado número de visitantes antes de se registrarem.
  • Links afiliados. Torne-se um afiliado de marcas ou marketplaces como a Amazon. Você receberá uma comissão toda vez que alguém clicar no link de afiliado e fizer uma compra. Redes afiliadas populares incluem ShareaSale e SkimLinks.
  • Postagens patrocinadas. Entre em contato com as marcas e apresente ideias de artigos para ver se elas estão interessadas em postagens patrocinadas. Como alternativa, junte-se a redes de influenciadores como Mavrck e Linqia.
  • Viagens de imprensa pagas. Depois de ganhar força suficiente, os conselhos de turismo e as empresas de relações públicas podem convidá-lo a visitar determinados destinos com todas as despesas cobertas. Em troca, você terá que promover esses lugares por meio de artigos e postagens nas redes sociais.
  • Conteúdo exclusivo. Venda conteúdo premium, como eBooks, cursos, mercadorias e filtros de edição de fotos.

A maioria dos blogueiros precisa de pelo menos um ano antes de obter renda online; portanto, seja paciente e continue trabalhando para alcançar seus objetivos.

Dica Profissional

O mais importante é criar conteúdo de qualidade, dar tempo ao tempo, continuar aprimorando e ajustando continuamente e promover seu conteúdo. Ao fazer essas coisas com vários públicos, eventualmente, você poderá gerar receita.

Editor

Neil P.

Especialista em Marketing Digital e Empreendedor

10. Faça Cursos Focados em Blogs para fazer seu Site Crescer Ainda Mais

Para se tornar um blogueiro de viagens de sucesso, participar de cursos online é essencial. Isso permite que você busque informações de especialistas do setor e estude estratégias comprovadas.

Aqui estão alguns dos melhores cursos de blogs a serem considerados:

  • Blogging Masterclass: How To Build A Successful Blog In 2021. Um programa para iniciantes que abrange desde o básico até estratégias avançadas de blogs, desde encontrar um nicho até ganhar dinheiro com blogs. O acesso vitalício custa US$ 149,99, com garantia de reembolso de 30 dias.
  • Superstar Blogging by Nomadic Matt. Apresentado pelo Nomadic Matt, este curso de US$ 99 oferece estratégias eficazes para criar um blog de viagens de sucesso a partir do zero. Com mais de 14 anos de experiência na área, é seguro presumir que Matt conhece o mercado de blogs de viagens a fundo.
  • Curso Completo de SEO para iniciantes da Ahrefs. Este curso gratuito ajuda os usuários a otimizar seu site por meio de pesquisa de palavras-chave, criação de links, divulgação por e-mail e práticas recomendadas técnicas de SEO.
  • Making Sense of Affiliate Marketing. Inscreva-se neste programa por US$ 197 e aprenda como monetizar seu blog de viagens por meio de estratégias de marketing de afiliados.
  • Social Media Marketing Mastery. Por US$ 149,99, os usuários receberão dicas práticas para exibir anúncios de alta qualidade e ganhar dinheiro em plataformas de mídia social. Isso inclui Twitter, Pinterest, Instagram, Facebook e YouTube.
  • Blog Growth Engine By Adam Enfroy. Este curso de blogs de viagens se concentra na criação de conteúdo, marca pessoal e monetização de sites. Inclui chamadas individuais com um treinador experiente para orientá-lo. No entanto, o acesso vitalício custa US$ 3,9 mil, o que é mais alto do que a maioria dos programas.

Conclusão

Blogueiros de viagens bem-sucedidos exploram o mundo, compartilham suas experiências e atraem leitores enquanto ganham dinheiro com seu conteúdo. Não é de admirar que muitas pessoas estejam interessadas em trabalhar nesse mercado.

Embora seja algo empolgante, começar um blog de viagens também pode ser intimidador, especialmente porque o setor está bastante saturado. Para lançar um blog de viagens de sucesso, siga estas práticas recomendadas:

  1. Escolha um nicho e um nome de blog memorável para estabelecer um posicionamento forte no mercado.
  2. Compre um nome de domínio e inscreva-se em um serviço de hospedagem na web.
  3. Escolha uma plataforma de blog – WordPress ou Criador de Sites da Hostinger.
  4. Determine a identidade da marca do blog por meio de logotipo, slogan e design visual consistente.
  5. Personalize o blog de viagens escolhendo um tema adequado, instalando os plugins necessários e configurando as páginas.
  6. Adquira novos leitores publicando postagens de blog de forma consistente e promovendo o site por meio de várias plataformas. Isso inclui redes sociais, e-mail e comunidades de blogs de viagens.
  7. Assim que o blog de viagens ganhar tráfego suficiente, monetize-o usando links de afiliados, anúncios, postagens patrocinadas e conteúdo exclusivo. Participe de cursos de blogs de viagens para expandir ainda mais o site.

Boa sorte ao lançar seu próprio blog de viagens! Desejamos-lhe uma emocionante viagem pela frente. Se você tiver mais perguntas, confira nosso FAQ abaixo.

Como Fazer um Blog de Viagem – Perguntas Frequentes (FAQ)

Quanto Custa para Fazer um Blog de Viagens?

Para começar um blog de viagens no WordPress, você precisa de um plano de hospedagem e nome de domínio. Um plano básico de hospedagem custa cerca de R$ 13 a R$ 50/mês, e um domínio está disponível por R$ 10 a R$ 20/ano.

Assim, o custo de criar de um site está entre R$ 170-500/ano. Observe que o valor pode ser maior, pois pode ser necessário adquirir um tema premium ou contratar um web designer profissional para dar uma aparência única ao site.

Quanto Dinheiro Você Pode Ganhar com um Blog de Viagens?

Em média, os blogueiros de viagens nos EUA ganham cerca de US$ 87 mil/ano. No entanto, não há limite para quanto dinheiro você pode ganhar com blogs. Por exemplo, um blogueiro de viagens de sucesso como Nomadic Matt ganha uma renda anual na casa dos sete dígitos.

Como os Blogueiros de Viagens são Pagos?

Os blogueiros de viagens ganham dinheiro com anúncios, links de afiliados, viagens pagas e postagens patrocinadas. Alguns blogueiros também obtêm renda com a venda de seus próprios produtos, como cursos online e e-books.

Você Precisa de Equipamento para se Tornar um Blogueiro de Viagens?

Sim. Ao iniciar um blog de viagens, ter um laptop ajuda a criar e publicar postagens de blog durante a viagem. Você também pode precisar de uma câmera e um tripé para tirar fotos e vídeos com aparência profissional.

Como Começar um Blog de Viagens sem Viajar?

Se você tem pouco tempo e orçamento, pode começar seu próprio blog sem viajar. Comece entrevistando sua família e amigos sobre as férias recentes e criando conteúdo com base neles. Como alternativa, escreva artigos sobre suas experiências de viagens anteriores.

Author
O autor

Ariane G.

A Ariane é SEO Team Leader com experiência em conteúdo, localização e SEO. Seu desafio é levar a Hostinger ao topo dos resultados no Brasil, França e Reino Unido. Eventualmente ela compartilha seu conhecimento no blog e nos tutoriais da Hostinger e no tempo livre ela gosta de explorar lugares novos e viver intencionalmente.